Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310869
Type: TESE DIGITAL
Title: Cuidado e subjetividade : repercussões do Benefício de Prestação Continuada na vida de mães de crianças e adolescentes surdos
Title Alternative: Care and subjectivity : effects of Continuous Cash Benefit in the lives of mothers of deaf children and adolescents
Author: Diogo, Fabiana Guido, 1990-
Advisor: Françozo, Maria de Fátima de Campos, 1954-
Abstract: Resumo: A mãe é a figura de referência da criança e adolescente surdo quando relacionada aos processos que envolvem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), porque ela é quem media o acesso a tal política e sua permanência. Isso afeta direta e indiretamente no contexto familiar e sociocultural, bem como nas respectivas funções e papéis maternos. Esse estudo objetivou compreender as repercussões do BPC na vida de mães/mulheres em termos do cuidado e da subjetividade. A metodologia utilizada foi da pesquisa qualitativa, uma vez que melhor se adequou às finalidades da investigação. Foram sujeitos da pesquisa 10 mães de crianças ou adolescentes surdos beneficiárias do BPC e em atendimento no Centro de Estudos e Pesquisas em Reabilitação "Prof. Dr. Gabriel O. S. Porto" (CEPRE), Faculdade de Ciências Médicas (FCM), da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), sendo que o número de participantes foi condicionado ao processo de saturação de dados. A coleta de dados se deu através de entrevistas gravadas com as mães e de pesquisa documental no prontuário da criança ou do adolescente. As entrevistas foram transcritas e, após leituras sucessivas, foram elencadas categorias de análise, seguindo-se do agrupamento dos conteúdos por núcleos de sentido. Resultados mostram que a maioria das participantes estava na faixa de idade entre os 26 e 40 anos, em união consensual, não exerciam atividade de trabalho fora do lar, não concluíram o ensino fundamental e possuíam 2 ou 3 filhos. A maior parte das famílias era composta por 4 ou 5 membros, com renda por pessoa entre ¼ e a meio salário mínimo, incluindo o BPC. O benefício era a única fonte de renda familiar fixa em dois casos. No que se refere à idade dos filhos, prevaleceu a faixa etária de 9 a 11 anos, estes foram diagnosticados surdos entre 8 meses e 3 anos de idade e sua maioria era beneficiária do BPC há mais de 6 anos. O BPC é compreendido como um benefício voltado somente para o filho com deficiência. As mães estudadas consideram um dever cuidar do filho, como contrapartida do BPC. Há uma marcação em relação à renda familiar: o valor do BPC é usado com o filho surdo e as demais rendas para as despesas familiares. Nas atividades cotidianas, a falta de tempo e espaço para os cuidados com elas próprias foram bastante mencionados. Seus projetos são sempre de natureza familiar ou grupal e não pessoal. Nesse sentido, relatam que somente fazem o uso de dinheiro consigo mesmas quando podem contar com outra fonte de renda que não o benefício. O papel central que assumem na família e a consequente responsabilidade pelo filho surdo geram repercussões na vida dessas mães/mulheres, tais como não conseguir se vincular a trabalho remunerado e abdicar de desejos pessoais para poder então cumprir com o dever histórico e socialmente condicionado às mulheres, de cuidado da família

Abstract: The mother is the deaf child's and adolescent¿s reference figure related to processes involving the Continuous Cash Benefit (BPC), because she is the one who mediates the access and permanence to such a policy. The BPC interferes directly and indirectly in the mother's duties and roles as well as in the family's socio-cultural context. This study aimed to understand the BPC influence on the lives of mothers/women in terms of her role of caring and on her subjectivity. A qualitative methodology was used, because it best suited to the research purposes. In this study, the participants were 10 mothers of deaf children and adolescents benefiting from BPC and enrolled in attendance at Centro de Estudos e Pesquisas em Reabilitação "Prof. Dr. Gabriel O. S. Porto" (CEPRE), Faculdade de Ciências Médicas (FCM), at Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). The number of participants was defined by means of the data saturation process. Semi-structured interviews were used as a tool to collect data. The data related to the families¿ sociocultural aspects were collected at the agency's records of the child or adolescent. The interviews were recorded, transcribed and included in the corpus of the research. Content analysis model was employed to analyze the data. Results show that the participants¿ age ranged from 26 to 40 years old, most of them had consensual marriage, did not have a job, did not complete elementary school and had 2 or 3 children. Most of the families had 4 or 5 members and their income, per person, ranged among ¼ and half of the minimum wage, including the BPC. The benefit was the only family income source in two cases. Regarding the age of the children, it ranged from 9 to 11 years old. The children's age when diagnosed of deafness ranged from 8 months to 3 years old; most of them were a beneficiary of the BPC for over six years. The mothers understood it is her duty to care for the child, especially because they have the BPC. They see a clear distinction concerning the family income: the earnings from BPC are spending only with the deaf child, the others earnings are for the family expenses. In daily activities, lack of time and space to care for themselves were mentioned by the participants. Their projects are always focused to the family or group needs, they are never personal. In this way, they reported that they only make use of the money to themselves when they can rely on other income source other than the benefit. The central role the mothers have in the family and the consequent responsibility for the deaf child engender effects in the lives of them as mothers / women such as not being able to have a job and given up personal desires so that they can fulfill the historical and social duty conditioned to women, of family caring
Subject: Política social
Mães
Subjetividade
Surdez
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FCM - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Diogo_FabianaGuido_M.pdf1.34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.