Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310864
Type: TESE
Title: Autoexame, lesões buscais e necessidade de próteses dentárias em idosos da comunidade = Self-examination, oral lesions and need for dental prostheses in the community elderly
Title Alternative: Self-examination, oral lesions and need for dental prostheses in the community elderly
Author: Costa, Andréa Moscardini da, 1979-
Advisor: Sousa, Maria da Luz Rosario de, 1965-
Abstract: Resumo: O objetivo deste trabalho foi verificar a presença de lesões em tecido mole bucal, a necessidade de reabilitação protética, bem como, o conhecimento sobre câncer bucal, fatores sócio-demográficos, comportamentais e de Saúde Bucal de idosos examinados durante a Campanha de Prevenção ao Câncer Bucal dos anos de 2007 a 2011 em 41 Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Piracicaba, SP, segundo as seis regiões administrativas do município. Exames clínicos foram realizados por cirurgiões-dentistas treinados previamente segundo as variáveis de interesse. A análise estatística foi feita através do teste qui-quadrado de tendência para as variáveis: necessidade de prótese e presença de lesões. A Campanha de Prevenção e Diagnostico Precoce do Câncer Bucal atingiu 3.452, 2.508, 2.756, 3.041 e 2.217 idosos nos anos de 2007, 2008, 2009, 2010 e 2011, respectivamente. A necessidade de prótese total (PT) (dupla) variou de 3,3% a 49% e a presença de lesões em tecido mole bucal entre os idosos piracicabanos, variou de 2,3% a 43,3%. Segundo as regiões administrativas do município de Piracicaba, SP, todas as zonas apresentaram tendência decrescente tanto de necessidade de PT (dupla) quanto de lesões em tecido mole, embora alguns dos resultados não tenham obtido significância estatística. Quanto à variável lesão em tecido mole bucal, a zona leste apresentou tendência crescente, porém não significante. Nos anos de 2010 e 2011, 103 idosos responderam a um questionário com questões referentes ao conhecimento sobre câncer bucal, doenças prévias e hábitos como fumo e uso de bebidas alcoólicas. Entre os participantes, as mulheres representaram 53% da amostra nos dois anos de estudo. Quase a totalidade dos respondentes relatou já ter ouvido falar em câncer bucal, porcentagem que variou de 93,1% (2010) a 97,8% no segundo ano de avaliação. Neste mesmo ano (2011), menos de 26,7% souberam se prevenir do câncer bucal, valor que em 2010, foi de 8,6%. Menos da metade da população avaliada examina a boca em casa e a porcentagem daqueles que já receberam alguma instrução a respeito variou de 24,1% em 2010 a 37,8% em 2011. Conclui-se então, que a população idosa de Piracicaba não possui, no período analisado, conhecimento adequado sobre os fatores de risco e prevenção do câncer bucal, e que, os percentuais decrescentes de necessidade de PT (dupla) e presença de lesões, sugerem um necessário monitoramento da saúde bucal conjuntamente a um tratamento direcionado para esta faixa etária, apesar das campanhas e dos esforços da Odontologia para a conscientização da população sobre a manutenção da saúde da boca e prevenção ao câncer bucal, pois alguns dados necessitam confirmação por não termos obtido, ate o momento ,todos os resultados com significância estatística

Abstract: The aim of this work was to verify the presence of soft tissue lesions in the mouth, the need for prosthetic rehabilitation, as well as knowledge about oral cancer, sociodemographic and behavioral factors, and oral health on elderly people from 41 Basic Health Units (BHU) of Piracicaba-SP. These analyzes were performed by dentists, previously trained, during the Campaign for Prevention and Early Diagnosis of Oral Cancer at 2007 to 2011, according to the six administrative regions of the city and variables of interest. Statistical analysis was performed using the chi-square for trend on the variables: need prostheses and lesions. The Campaign for Prevention and Early Diagnosis of Oral Cancer evaluated 3.452, 2.508, 2.756, 3.041 e 2.217 elderly people in 2007, 2008, 2009, 2010 and 2011, respectively. The need for double prostheses and the presence of oral soft tissue lesions ranged from 3.3% to 49% and 2.3% to 43.3%, respectively. According to the administrative regions of Piracicaba-SP, all the administratives zones showed decreasing trend of need for dental prosthesis and soft tissue lesions, although some results don't have significant stathistics. For the oral soft tissues lesions, East zone showed increasing tren, althogh not significant. In 2010 and 2011, 103 elderly people answered a questionnaire regarding oral cancer and previous diseases knowledge, smoking and alcohol habits. The women represented, approximately, 53% of the sample in two years of study. Almost all reported having heard about oral cancer, ranged from 93.1% (2010) to 97.8% in the second year of evaluation. On the same year, 26.7% reported about oral protection, compared with 8.6%, in 2010. Less than half of the respondents perform oral self-exam at home, and the values about who had some instruction ranged from 24.1% (2010) to 37.8% (2011), respectively. Thus we can conclude that the elderly people from Piracicaba don't have, in the analyzed period, adequate knowledge about oral cancer, its risk factors and prevention. The conclusions also suggest a necessary monitoring of oral health and treatment directed to this age group because there were decreasing on the percentages of need for prostheses and presence of lesions, even with campaigns about oral health and oral cancer prevention and efforts of dentistry, and some data need confirmation because we don't have, all the results with significant stathistics
Subject: Idosos
Saúde bucal
Prótese dentária
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Costa_AndreaMoscardinida_M.pdf1.04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.