Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310860
Type: TESE
Title: Estudo epidemiologico dos eventos toxicologicos relacionados a medicamentos no Estado de São Paulo
Author: Gandolfi, Eliane
Advisor: Andrade, Maria da Graça Garcia, 1954-
Abstract: Resumo: Os medicamentos são utilizados amplamente em inúmeras situações sanitárias devido a seu valor terapêutico. Agregam-se à sua função terapêutica, funções sociais e econômicas que, necessariamente, não têm relação com saúde e doença. No interior deste conjunto de funções, o medicamento, enquanto substância estranha ao organismo, concentra possibilidades de danos a seus usuários. Considerando-se o medicamento pelo enfoque do risco, àqueles inerentes às substâncias agregam-se outros, produzidos socialmente, relacionados ao econômico, social e cultural que envolve este possível instrumento de saúde. próprias contexto No presente estudo, propõe-se e operacionaliza-se o conceito de eventos toxicológicos relacionados a medicamentos como expressão daqueles danos. O objetivo central do trabalho foi conhecer e analisar o perfil epidemiológico dos eventos toxicológicos relacionados a medicamentos no Estado de São Paulo, no ano de 1998, buscando estabelecer condicionantes e/ ou determinantes dos agravos encontrados. Foram consolidados e analisados 18.592 eventos toxicológicos, registrados em 6 Centros de Assistência Toxicológica do Estado de São Paulo. As variáveis utilizadas foram àquelas relacionadas aos eventos, às pessoas afetadas e às circunstâncias em que ocorreu o agravo. Analisaram-se, também, os dados referentes às internações por intoxicações relacionadas a medicamentos a partir do Sistema de Informações Hospitalares do SUS, ocorridas no Estado de São Paulo naquele ano, com finalidade de comparação e discussão. Do conjunto de casos, 35,9% (6.673) relacionavam-se a medicamentos e, destes, 64,1% eram intoxicações, 24,1% exposições e 2,5% reações adversas, caracterizando-se, em sua maioria, por exposições agudas e orais, preponderando no meio urbano e originadas na residência dos pacientes. Os casos mais fi'eqüentes ocorreram com as mulheres (59,6%) e as crianças até dez anos (49,4%), sendo que a faixa etária de 2 a 3 anos concentrou o maior número de casos. Foram encontrados 8.443 princípios ativos, preponderando os do grupo terapêutico psiquiatria (20,1%), analgesia e anestesia (11,6%), respiratório (11,3%), neurologia (10,7%) e imunologia e alergia (6,2%). Os 40 nomes comerciais mais freqüentes são de mercado tipo ético, com exigência de venda sob receituário médico ou sob controle especial em sua maioria, e seus grupos terapêuticos estão em 3° ou 4° lugar em vendas. As circunstâncias mais freqüentes foram a acidental (37,6%) e a tentativa de suicídio (35,3%), sendo que as que se relacionavam ao uso terapêutico representaram 17,7% dos casos. Foram encontradas semelhanças entre as características dos casos atendidos nos CEATOX/ SP e aqueles que originaram intemações por intoxicações relacionadas a medicamentos, tanto no que se refere à faixa etária e ao sexo, quanto aos agentes tóxicos mais freqüentemente envolvidos. Discute-se que, diante do acesso fácil aos medicamentos, já que não há exigência do receituário médico na compra, parte destes eventos toxicológicos possivelmente associa-se à automedicação e a usos sociais outros, não ligados ao medicamento como instrumento terapêutico, o que indica a necessidade de aprofundamento dos estudos nesta área. Nas conclusões, foram apresentadas propostas no sentido da adequação e institucionalização dos bancos de dados existentes, em razão da importância das informações geradas enquanto sentinelas para as ações de vigilância sanitária. Propõe-se, também, o efetivo controle sobre a venda de medicamentos, a educação para o consumo seguro e o aprofundamento de estudos que abordem as questões sociais envolvidas nas circunstâncias associadas a eventos toxicológicos relacionados a medicamentos, para sua melhor compreensão e prevenção

Abstract: Medicines are largely used in a number of situations involving sanitary issues, due to their therapeutical value. In addition to this therapeutical function, there are social and economical functions as well, which are not necessarily related to either hea1th or disease. As part of these functions, medicines, being foreign substances to the organism, could be hazardous to its users. Examining the medicines from the hazard point of view, we have risks inherent to the chemical substances and other socially produced risks that come together, being related to the economical, social and cultural context, which involves this apparent heath tool. In this study, the concept "medicine related toxicological events" is presented and implemented as an expression of those hazards. The main goal of this essay was to study and analyze the epidemiological profile of the toxicological events related to medicines in the State of São Paulo, during 1998, trying to establish the conditioning and determining factors of the damages. There were 18.592 consolidated and analyzed toxicological events that were registered in six Toxicological Assistance Centers of the State of São Paulo. The parameters used were those related to the events, people affected and the circumstances involved. Additionally, the data referents to the hospital inpatients due to intoxication related to medicines of the HospitaIs Information System SUS, occurred in the State of São Paulo during the same year, were analyzed for comparison and discussion purposes. From the group ofcases, 35,9% (6.673) were related to medicines and among them, 64,1% were intoxications, 24,1% exposures, 2,5% chemical reactions; most of all characterized by acute and oral exposures, happening mainly in the urban environment and originated at the patients' homes. The most common cases occurred with women (59,6 %) and children under 10 years old (49,4%), where those between 2 and 3 years old concentrated the majority ofthe cases. A number of 8.443 active substances were found, prevailing the therapeutical group: psychiatry (20,1 %), analgesia and anesthesia (11,65 %), respiratory (11,3 %), neurology (10,7 %), immunology and allergy (6,2 %). The 40 most ftequent commercial names are the so called "ethical market types", which require prescriptions to be sold or, in its majority, are being closely monitored. Their therapeutical groups occupy the 3rdor 4thplace in the best selling tist. The most recurrent circumstances are: accidents (37,6 %), suicidal attempts (35,3 %) and therapeutical use (17,7 %). Relations were found between the characteristics ofthe cases attended at the CEATOX/SP and the hospital entries due to intoxication related to medicines, classified by age, sex and toxic agents. It is argued that, in face ofthe easy access to medicines, which do not require prescriptions to be sold, part of these toxicological events is related to self-medication and to different social uses,ofthe therapeutical instrument, which demands a deeper study. In the conc1usions of this work, there are proposals in the sense of institutionalizing these data banks, with adjustments, due to the importance of their information, working as sentinels in favor of the actions of the sanitary surveillance. It is also proposed an effective control in the distribution of medicines, education for their safe use and a deeper knowledge of the social matters involved in the circumstances associated with medicines for a better understanding
Subject: Medicamentos - Utilização
Medicamentos - Utilização - Aspectos sociológicos
Toxicologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2002
Appears in Collections:FCM - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Gandolfi_Eliane_M.pdf52.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.