Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310854
Type: TESE
Title: Almoço como momento terapeutico : uma abordagem de educação em saude com mulheres alcoolistas
Author: Schlichting, Silzeth
Advisor: Boog, Maria Cristina Faber, 1950-
Abstract: Resumo: O alcoolismo é um problema relevante em saúde pública. A sociedade é afetada por suas conseqüências há muito tempo, entretanto, seu reconhecimento como um problema de saúde pública é recente. O uso de etílicos, além de acarretar problemas clínicos pela dependência, leva a sérias conseqüências sócioeconômicas. O uso de etílicos por mulheres tem crescido, e a procura por tratamento vem aumentando. É preciso que a mulher seja acolhida em sua singularidade e tenha suas necessidades identificadas e atendidas para uma efetividade no tratamento. Buscando uma forma prazerosa de abordagem nas práticas educativas, o estudo propõe a ressignificação do alimento para essas mulheres e a possibilidade do fornecimento de refeição pelo serviço ser incorporada como mais uma estratégia de educação em saúde. Foi proposto o almoço como momento terapêutico de abordagem de educação em saúde com mulheres alcoolistas. O objetivo da pesquisa foi estudar e discutir a experiência do almoço como momento terapêutico, explicitando os pressupostos teóricos, estratégias e resultados imediatos. O método utilizado na pesquisa foi o clínicoqualitativo. Foi realizada também uma avaliação da qualidade dos alimentos utilizados pelas colaboradoras em seus domicílios. Para a análise dos dados coletados utilizou-se da análise do conteúdo. Os resultados do trabalho referem-se à história alimentar e ao processo de intervenção educativa, sendo divididos respectivamente em quatro e sete categorias. A categoria relativa à história alimentar compreende: ser pobre passar fome e passar necessidade; a mesa; a alimentação como geradora de conflito e violência; a recusa do papel feminino tradicional. A categoria relativa ao processo de intervenção educativa diz respeito à ambiência como facilitadora; compartilhar o alimento - tornar-se companheiro; ampliação da percepção do alimento; alimentos e seus significados; sexualidade; recaídas; depressão x motivação. São apresentados também os resultados sobre a qualidade da alimentação das mulheres no domicílio. A educação em saúde realizada durante o almoço é uma possibilidade de intervenção terapêutica desde que o profissional de saúde perceba o alimento na sua multidimensionalidade, que contempla tanto os aspectos nutricionais como os aspectos simbólicos, relevantes para a criação de vínculos e motivação para o tratamento

Abstract: Alcoholism is a major problem in public health. For a long time, society has been affected by its consequences, however, it has been recently acknowledged as a public health problem. The use of ethylic, besides causing clinical problems due to dependence, also brings about serious socio-economic consequences. The use of alcohol among women has increased as well as the search for treatment. It is necessary that women may be seen in their singularity and may have their needs identified and fulfilled so that the treatment is effective. Searching for a more pleasant approach in the educational practice, this research proposes the resignification of food to those women and the possibility of providing meals as another strategy in health education. Lunchtime is proposed as a therapeutic moment in this health education approach with alcohol-dependent women. The objective of this study was to investigate and discuss the experience of lunchtime as a therapeutic moment and establish theoretical suppositions strategies and immediate results. The methodology used in this research was Clinical Qualitative. It was also made an evaluation of the quality of food consumed by these women in their homes. It was used content analysis to analyze the collected data. The results of this research refer to food history and to the educational intervention process that were divided in four and seven categories respectively. The food history category refers to: being poor, starve and being malnourished; at the table; food generating conflicts and violence; the refusal of women's traditional role. The educational intervention process category refers to the environment as a facilitating aspect; sharing food - becoming a partner; broadening the perception of food, food and its meanings; sexuality, relapse, depression X motivation. The results about the women's food quality in their homes are also presented. Ali in ali, heath education undergone during lunch is a possibility of therapeutic intervention, since health professionals realize the multidimensionality of food; that considers the nutritional aspects as much as the symbolic aspects, which are relevant to the creation of bonds and motivation for the treatment
Subject: Nutrição
Saúde pública
Enfermagem
Alcoolismo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Schlichting_Silzeth_M.pdf6.85 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.