Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310853
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Praticas e representações sobre alimentação e saude entre fruticultores da zona rural de Valinhos-SP
Title Alternative: Practices and representations related to food health among fruit producers of the rural of Valinhos-SP
Author: Alves, Hayda Josiane
Advisor: Boog, Maria Cristina Faber, 1950-
Abstract: Resumo: O estudo foi desenvolvido na linha de pesquisa ¿Trabalho-Saúde-Educação¿, como parte de um projeto do Grupo A3EN ¿ Grupo de Apoio, Aprimoramento e Atualização em Educação Nutricional, tendo como objetivo estudar as práticas e representações sobre alimentação entre fruticultores meeiros, entendendo-as como um processo social, importante na determinação das condições de saúde de uma população. Foi empregada a abordagem qualitativa, por meio de entrevistas não estruturadas, focalizadas. Para análise do conteúdo simbólico utilizou-se a teoria das representações sociais de Moscovici. Os saberes objetivos e subjetivos vinculados ao contexto rural constroem o comportamento alimentar das famílias, dando origem a práticas e representações que influenciam o consumo de alimentos, especialmente de frutas, o cotidiano alimentar na esfera doméstica, o conceito de alimentação saudável, a forma de apropriação da alimentação escolar e as relações do grupo com o setor saúde e com as redes de apoio social. Os homens gerenciam a renda doméstica e realizam a compra de alimentos. O cotidiano alimentar das famílias é condicionado à monotonia alimentar. As verduras e legumes são classificados como alimentos não essenciais. A realização de hortas e a partilha desses alimentos está relacionada a determinadas normas de convivência do campo. As frutas estão mais ligadas à esfera do trabalho na lavoura do que a elementos que as aproximem ao conceito de comida, expresso nas representações: não alimenta; garante a sobrevivência do trabalho familiar no campo representando o sustento familiar. Apesar das frutas cultivadas serem consumidas rotineiramente, frutas são consideradas ¿comida¿ apenas quando compradas. As famílias se percebem como ¿remediadas¿ em relação à condição social, tendo em vista o amparo das redes de apoio social, esta situação as exclui da categoria ¿pobre de verdade¿. O conceito de pobreza está relacionado à garantia de alimentação. Entre os conceitos de alimentação saudável estão: não é algo ligado à rotina; não é essencial; é um objeto de diferenciação social, pois é composta por alimentos especiais, não consumidos diariamente; é uma comida de que se gosta; é uma comida que não faz mal à saúde. O Bolsa Família foi o programa social mais freqüentemente citado, porém, a sua oferta está relacionada ao caráter de sujeição ao programa. As preparações salgadas são mais valorizadas na alimentação escolar por reproduzirem o universo simbólico dos valores vinculados aos alimentos na esfera doméstica. As políticas públicas de saúde e estratégias de intervenção em alimentação em zona rural devem considerar tanto as práticas cotidianas desenvolvidas pela comunidade quanto a subjetividade a elas vinculada

Abstract: This study was developed in the "Work-Health-Education" line of research, as part of a project of the A3EN Group - Group of Support, Improvement and Updates in Nutrition Education, having as its objective the study of the practices and representations related to food among sharecropper fruit producers, understanding them as a social process, important in determining the health conditions of a population. The qualitative approach was used, through non-structured but focused interviews. For the analysis of the symbolic content, Moscovici's theory of social representations was used. The objective and subjective knowledge linked to the rural context constructs the food habits of the families, giving rise to practices and representations that influence the consumption of foods, especially fruit, the everyday domestic eating habits, the concept of healthy eating, the attitude to school meals and the relationship of the group with the health sector and social support networks. The men manage domestic income and the purchase of foodstuffs. The everyday eating habits of the families is conditioned to monotony. Vegetables and legumes are classified as non-essential foods. The keeping of vegetable gardens and the sharing of these foods is related to certain norms of communal living in the country. Fruits are more associated with the world of work in the fields than with elements that approach the concept of food, a process linked with their representations: they are not feeding; they guarantee the survival of family work in the fields representing the upkeep of the family. Even though the fruit grown is consumed regularly, fruit is considered "food" only when bought. The families see themselves as "remedied" in relation to social condition, considering the work of the social support networks, this situation excludes them from the category of "really poor". The concept of poverty is related to the guarantee of food. Among the concepts of healthy food are: it is not something linked to their routine; it is not essential; it is an object of social differentiation, as it is composed of special foods, not consumed daily; it is a food that you like; it is a food that is not bad for one's health. The "Bolsa Família" (Family Benefit) was the most frequently mentioned social programme, however, its availability is related to the form of being subjected to the programme. Salty foods are most valued in school meals as they reproduce the universe symbolizing the values linked to the foods in the domestic sphere. Public health policies and strategies of food intervention in the rural area should consider not only the daily practices developed by the community but also the subjectivity they are linked with
Subject: Promoção da saude - Valinhos (SP)
Politicas publicas - Valinhos (SP)
Nutrição
Educação alimentar e nutricional
Serviços de saude no campo - Valinhos (SP)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: ALVES, Hayda Josiane. Praticas e representações sobre alimentação e saude entre fruticultores da zona rural de Valinhos-SP. 2007. 190p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/310853>. Acesso em: 8 ago. 2018.
Date Issue: 2007
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Alves_HaydaJosiane_M.pdf2.3 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.