Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310829
Type: TESE
Title: Impacto de intervenção para fortalecimento da motivação para reduzir o consumo de sal entre mulheres com hipertensão arterial
Title Alternative: Impact of an intervention for strenthening the motivation to reduce salt intake among women with hypertension
Author: Cornelio, Marilia Estevam
Advisor: Gallani, Maria Cecilia Bueno Jayme, 1966-
Abstract: Resumo: A redução do consumo de sal constitui importante intervenção não farmacológica para a prevenção e controle da hipertensão arterial. Entretanto, estudo prévio realizado junto a hipertensos constatou consumo elevado de sal, principalmente do sal adicionado no preparo dos alimentos por mulheres hipertensas. O presente estudo teve como objetivo verificar o efeito de intervenção motivacional baseada em teoria (Programa SALdável) para redução do consumo de sal (uso de 4 gramas ou menos de sal no preparo das refeições) entre mulheres portadoras de hipertensão arterial, especificamente voltada para aumentar a percepção de auto-eficácia e modificar o hábito. Tratou-se de um estudo experimental, longitudinal com seis etapas em seguimento de três meses. Em T0 foram coletadas as variáveis sociodemográficas e clínicas, mensuradas as variáveis psicossociais (intenção, auto-eficácia e hábito) e o comportamento (medida subjetiva do comportamento, consumo de sal per capita e consumo de temperos prontos e excreção urinária de sódio de 24h), e realizada a randomização dos sujeitos em dois grupos: Intervenção (GI, n=43) e Controle (GC, n=49). Um (T1) e dois (T3) meses após T0, foram implementadas a primeira e segunda etapa da intervenção para o GI, respectivamente. Quinze dias após T1 (T2) e T3 (T4), foram realizados reforços das intervenções por contato telefônico. O GC foi submetido aos cuidados usuais do serviço de saúde. Três meses após T0 (T5), foram mensuradas as variáveis psicossociais e o comportamento em ambos os grupos. Os dados foram avaliados por meio de análise descritiva e de comparação. Análises de regressão linear foram realizadas para avaliar o efeito da intervenção sobre as medidas do comportamento e das variáveis psicossociais e para identificar os mediadores do efeito da intervenção. Por fim, foi calculado o tamanho do efeito da intervenção (effect size). Os resultados mostraram redução significativa do consumo de sal no GI e que a intervenção explicou a variabilidade de todas as medidas do comportamento de consumo de sal, exceto a excreção urinária de sódio de 24h. A intervenção ainda explicou 42,5% da variabilidade da intenção, 20,7% da variabilidade da auto-eficácia e 33,0% da variabilidade do hábito. Hábito foi identificado como mediador do efeito da intervenção sobre a medida subjetiva do comportamento de consumo de sal e auto-eficácia como mediadora do efeito da intervenção sobre a intenção. A intervenção baseada em teoria visando o aumento da percepção de auto-eficácia e modificação do hábito mostrou ser útil e efetiva para motivar as mulheres hipertensas a reduzirem o consumo de sal por meio da redução da adição de sal no preparo dos alimentos

Abstract: Salt intake reduction is the most important non-pharmacological intervention to prevent and control high blood pressure. However, previous study among individuals with hypertension evidenced elevated salt consumption, mainly the salt addition during cooking. The aim of this study was to verify the effect of a theory-based motivational intervention (SALdável Program) to reduce salt intake (use of less than 4g of salt/day during cooking meals) among women with hypertension, with particular focus on improving self-efficacy perception and changing the habit. It was an experimental study with six steps in three-month follow-up. At baseline (T0), demographic, clinical, psychosocial (intention, self-efficacy and habit) and salt intake behavioral variables (behavioral question, discretionary salt, consumption of seasoned salt/bouillons and 24-h urinary sodium excretion) were measured, and women were randomized to the intervention (IG, n=43) or the control group (CG, n=49). Intervention sessions were performed one (T1) and two (T3) months after the baseline, for IG. Fifteen days after T1 (T2) and T3 (T4) participants received reinforcement phone calls. Three months after baseline (T5), psychosocial and behavioral variables were measured in both groups. Data were assessed by means of descriptive and comparison analyses. Regression analyses were conducted to verify the effect of the intervention and to identify the mediators of intervention. Finally, effect size was calculated. Results demonstrated that salt intake decreased significantly in IG and that the intervention explained the variance of all salt intake variables, except for 24-h urinary sodium. Intervention also explained the variance of intention (42.5%), self-efficacy (20.7%) and habit (33.0%). Multiple mediation analyses demonstrated that habit remained the only significant mediator of the relation between intervention and the behavioral question of salt intake whereas self-efficacy mediated the effect of the intervention on intention. The theory-based intervention aimed at improving self-efficacy perception and changing habit is feasible and effective to motivate women to reduce salt intake by means of reducing salt addition during cooking
Subject: Enfermagem
Intervenção
Motivação
Cloreto de sódio na dieta
Hipertensão
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:FCM - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cornelio_MariliaEstevam_D.pdf2.91 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.