Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310827
Type: TESE
Title: Efeito das estratégias de Planejamento da Ação e Enfrentamento de Obstáculos sobre a redução do consumo de sal entre mulheres hipertensas = um estudo piloto
Title Alternative: Effect of the strategies of action and coping planning on salt consumption among hypertensive women : a pilot study
Author: Agondi, Rúbia de Freitas, 1987-
Advisor: Gallani, Maria Cecilia Bueno Jayme, 1966-
Abstract: Resumo: Estudos evidenciam elevado consumo de sódio entre pacientes hipertensos. Nesta população, a motivação/intenção, principal determinante da redução da adição de sal no preparo dos alimentos, explicou 22% da variabilidade deste comportamento, apontando para um gap na relação intenção-comportamento formado principalmente por sujeitos que possuem intenção positiva, mas falham na implementação da ação pretendida. Este estudo teve como objetivo avaliar o efeito do uso de intervenções combinadas (Planejamento da ação e Enfrentamento de obstáculos) sobre a redução no consumo de sal entre mulheres hipertensas. Trata-se de estudo experimental, com estabelecimento dos grupos: Intervenção (GI, n=55) e Controle (GC, n=57), submetido ao cuidado usual da equipe de saúde. As variáveis de interesse foram obtidas na abordagem inicial (T0) e após dois meses de seguimento (T3): intenção, auto-eficácia, hábito e do comportamento (questão auto-avaliativa, consumo de sal per capita e temperos prontos e sódio urinário). Em T1, uma semana após T0, os pacientes do GI foram submetidos às intervenções. Os planejamentos de ação e de enfrentamento elaborados foram reforçados de forma presencial em T2 (um mês após T1) e por contatos telefônicos (entre T1 e T2 e entre T2 e T3). Os dados foram submetidos à análise descritiva e, a seguir, aos testes inferenciais qui-quadrado de Pearson, exato de Fischer ou Mann-Whitney para teste de associação e de comparação das variáveis categóricas e contínuas inter-grupos em T0. Os testes de Mann-Whitney e Wilcoxon pareado foram empregados para a comparação entre e intra-grupos das variáveis resposta. As mulheres submetidas às intervenções apresentaram redução significativa do consumo de sal estimado por todos os métodos de avaliação aplicados (sal per capita 6,7g vs. 5,3g, p?0,05; temperos prontos 0,6g vs. 0,1g, p?0,001; consumo de sal total 7,3g vs. 5,5g, p?0,01; sódio urinário 171,2 vs. 136,4, p?0,01; consumo de sal estimado pelo sódio urinário 9,9g vs. 7,9g, p?0,01). Não houve mudança significativa do consumo de sal no GC. Ambos os grupos apresentaram redução significativa do escore da variável hábito de adicionar mais que 4g/sal/dia aos alimentos, sendo que no T3, o escore da variável foi ainda menor para o GI. As variáveis intenção e auto-eficácia não se modificaram ao longo do seguimento para os dois grupos. Os resultados deste estudo piloto apontam para a eficácia das intervenções de planejamento de ação e de enfrentamento de obstáculos no auxílio às mulheres hipertensas na redução do consumo de sal. Estudos com amostras ampliadas e seguimentos prolongados são necessários para aumentar a capacidade de generalização dos dados bem como para avaliação da manutenção do efeito encontrado

Abstract: Studies have pointed a high sodium intake among hypertensive patients. In this population, the motivation/intention, the main determinant of salt added reduction on food preparation, explained 22% of the behavior variability, pointing to a gap on intention-behavior relationship, comprised mostly of individuals who have positive intentions, but fail to implement of the intended action. This study aimed to evaluate the effect of combined use of interventions (action planning and coping planning) on the reduction of salt intake among hypertensive women. This experimental study enrolled 112 subjects, 55 in the Intervention Group (GI) and 57 in the Control Group (GC), which received the usual care from the health team. Measures were taken at the baseline (T0) and two months after (T3) and comprised: behavioral intention, perceived self-efficacy, habit and the behavior (self-reported question, discretionary salt, spice salt consumption and 24-h urinary sodium). In T1, a week after T0, GI received the interventions. Reinforcements of the action and coping planning were done personally at T2 (one month after T1) and by telephone calls at intervals between T1 and T2, and between T2 and T3. After descriptive analysis, inferential analyzes were done: chi-square, Fisher exact or Mann-Whitney test to verify associations and differences inter-groups of categorical and continuous variables, at the baseline. Mann-Whitney and Wilcoxon paired tests were used to compare variables inter and intra-groups. Women subjected to the interventions showed significant reduction in salt intake estimated by all methods of evaluation (Discretionary salt 6.7g vs. 5.3g, p?0.05; salty spices 0.6g vs. 0.1g, p?0.001; total salt 7.3g vs. 5.5g, p?0.01; urinary sodium 171.2 vs. 136.4, p?0.01; salt consumption estimated by urinary sodium 9.9g vs. 7.9g, p?0.01). No significant reductions in salt intake were observed for the CG. No differences were observed for salt intake in the CG. Regarding to the psychosocial variables, both groups presented significant lower scores of the habit related to addition of more than 4g/salt/day. The habit score was even lower for the IG at T3. But there were no changes for the scores of intention and self-efficacy at the follow-up for the two groups. The results of this pilot study suggest the effectiveness of the action planning and coping planning strategies to assist hypertensive women to reduce salt intake. Studies with larger samples and longer follow-up are needed in order to generalize data as well as to verify the maintenance of the observed effect.
Subject: Cuidados de enfermagem
Cloreto de sódio na dieta
Comportamento alimentar
Hipertensão
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Agondi_RubiadeFreitas_M.pdf2.35 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.