Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310735
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Sono e qualidade de vida em adolescentes infectados pelo vírus da imunodeficiência humana
Title Alternative: Sleep and quality of life in adolescents infected with human immunodeficiency virus
Author: Gazini, Carina Caires, 1975-
Advisor: Silva, Marcos Tadeu Nolasco da, 1960-
Abstract: Resumo: INTRODUÇÃO: O sono é fator indispensável para a saúde integral. Sua má qualidade, em adolescentes, pode resultar em alterações cognitivas, psicológicas e clínicas. Crianças e adolescentes infectados pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) são vulneráveis a apresentar distúrbios do sono, como consequência de alterações imunológicas e emocionais. Com base neste contexto, este estudo teve o objetivo de avaliar as características do sono de adolescentes infectados pelo HIV e verificar a associação entre aspectos psicossociais, clínicos, imunológicos e virológicos e alterações no padrão e na qualidade do sono. CASUÍSTICA E MÉTODOS: Estudo observacional, analítico, prospectivo, do tipo corte transversal. Foram avaliados 222 adolescentes de ambos os gêneros, com idade a partir de 10 anos, sendo 102 infectados pelo HIV (59 rapazes) e 120 estudantes (73 garotas) presumidamente saudáveis. Para a coleta de dados aplicaram-se: Escala de distúrbios do sono em crianças (SDSC), Escala de Sonolência de Epworth (ESE) e Questionário genérico sobre Qualidade de Vida Pediátrica (PedsQLTM4.0). Dados clínicos, imunológicos e virológicos foram retirados dos prontuários médicos. Na análise estatística, utilizaram-se os testes de Mann-Whitney, Qui-Quadrado e o Coeficiente de Correlação de Spearman. Resultados foram considerados estatisticamente significativos se P ? 0,05. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas. RESULTADOS: Verificou-se prevalência de distúrbios do sono, com base nos escores SDSC, de 77,4% nos pacientes e 75% nos controles (P = 0,67). Pacientes infectados pelo HIV apresentaram maior pontuação do escore SDSC nos distúrbios respiratórios do sono com medianas de 3 (3 - 15) vs 3 (3-11) (P = 0,05), e maior pontuação de sonolência diurna excessiva pela ESE, com medianas de 6 (0 - 17) vs 5 (0 - 14) (P = 0,02). Houve correlação entre os escores SDSC e PedsQL em ambos os grupos, com rs = -0,46 no grupo infectado (P < 0,001) e rs = -0,37 no grupo controle (P < 0,001). Não se observaram associações estatisticamente significativas entre os indicadores de qualidade do sono e variáveis clínicas, imunológicas ou virológicas, no grupo infectado. CONCLUSÃO: Os adolescentes infectados pelo HIV apresentaram qualidade do sono semelhante à população saudável, porém com alta prevalência de distúrbios do sono, ocorrendo associação entre qualidade de sono e qualidade de vida em ambos os grupos. Não foram identificados fatores clínicos, imunológicos ou virológicos associados à qualidade do sono, no grupo infectado. Tais resultados decorrem provavelmente da gradual melhora de condições de vida dos adolescentes infectados, resultante do sucesso da terapia antirretroviral, bem como das vulnerabilidades que potencialmente afetam a qualidade do sono em adolescentes brasileiros

Abstract: INTRODUCTION: Sleep is an indispensable feature of integral health. It's bad quality, in adolescents, may result in cognitive, psychological and clinical disturbances. Children and adolescents infected with Human Immunodeficiency Virus (HIV) are vulnerable to present sleep disturbances, due to immunological and emotional abnormalities. Within the above setting, this study aimed to evaluate sleep characteristics of HIV-infected adolescents and to verify the association between psychosocial, clinical, immunological and virological issues and abnormalities in pattern and quality of sleep. PATIENTS AND METHODS: Observational, analytical, prospective, cross-sectional study. Two hundred and twenty-two adolescents from both genders were evaluated, aged 10 or more years-old. One hundred and two (59 boys) were HIV-infected, and 120 (73 girls) were presumedly healthy students. The following tools were used for data collection: Sleep Disturbance Scale for Children (SDSC), Epworth Daytime Sleepiness Scale (EDSS) and Generic Pediatric Quality of Life Questionnaire (PedsQLTM4.0). Clinical, immunological and virological data were retrieved from medical records. For statistical analysis, the Mann-Whitney and Qui-Square tests, and Spearman Correlation Coefficient were used. Results were considered statistically significant if P ? 0.05. The study was approved by the Committee of Ethics in Research in Human Beings from the Faculty of Medical Sciences, State University of Campinas. RESULTS: The prevalence of sleep disturbances, based on SDSC scores, was 77.4% in patients and 75% in controls (P = 0.67). HIV-infected patients showed higher SDSC scores in the respiratory sleep disturbances domain, with medians of 3 (3 - 15) vs 3 (3-11) (P = 0.05), and higher scores in EDSS, with medians of 6 (0 - 17) vs 5 (0 - 14) (P = 0.02). A correlation was observed between SDSC and PedsQL scores in both groups, with rs = -0,46 in the infected group (P < 0.001) and rs = -0.37 in the control group (P < 0.001). No statistically significant associations were observed between quality of sleep markers and clinical, immunological or virological variables, in the infected group. CONCLUSION: HIV-infected adolescents showed similar quality of sleep when compared to the healthy control population, yet with high prevalence of sleep disturbances in both groups. An association between quality of sleep and quality of life was observed in both groups. No clinical, immunological or virological issues were identified in the HIV-infected group in association to sleep quality. Such results are probably due to the gradative improvement of conditions of life in HIV-infected adolescents, as a result of successful antiretroviral therapy, and also to the vulnerabilities which potentially affect the quality of sleep in Brazilian adolescents
Subject: Adolescentes
AIDS (Doença)
Sono
Qualidade de vida
Terapia antirretroviral de alta atividade
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: GAZINI, Carina Caires. Sono e qualidade de vida em adolescentes infectados pelo vírus da imunodeficiência humana. 2011. 137 p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/310735>. Acesso em: 22 ago. 2018.
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Gazini_CarinaCaires_M.pdf1.22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.