Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310707
Type: TESE
Title: Enfrentando a doença no hospital : uma abordagem de pacientes com doenças cronicas
Author: Vasconcellos, Erika Antunes
Advisor: Queiroz, Marcos de Souza, 1947-
Abstract: Resumo: A abordagem do tema saúde-doença tem sido alvo do interesse de diversas áreas da ciência. Diferentes concepções, dentro de uma perspectiva multidisciplinar, possibilitam maior enriquecimento à compreensão do processo do adoecer, que envolve também as dimensões psicológica, social e cultural, nem sempre valorizadas no atual contexto de assistência à saúde da população. Nesta pesquisa, tivemos como objetivo apreender a ampla dimensão que envolve o doente crônico, buscando a compreensão de suas representações sociais relacionadas à origem da doença, ao tratamento, à hospitalização, à busca por alternativas terapêuticas e às implicações sócio-familiares decorrentes da doença. Também fez parte de nossos objetivos a análise de aspectos psicológicos relacionados à situação de enfermidade e hospitalização. O teor e o eixo deste estudo são delineados dentro de uma perspectiva qualitativa de pesquisa, apesar da utilização de instrumentos padronizados: entrevista semi-estruturada e dois testes psicológicos (Teste do Desenho da Figura Humana e IDATE). As representações, vivências e sentimentos que foram foco de nossos estudos apenas podem ser apreendidos a partir de uma perspectiva metodológica que seja adequada para captar aspectos da subjetividade, sendo sensível às sutis nuanças que compõem a dimensão humana. Com esta finalidade, entrevistamos 20 pacientes portadores de doenças crônicas e internados na Enfermaria Geral de Adultos do Hospital das Clínicas da UNICAMP. Pudemos focalizar a questão da saúde tendo como referencial um ângulo de visão distinto do que é utilizado pela medicina oficial, ou seja, a partir do ponto de vista do próprio paciente. Assim, pudemos compreender a dinâmica que permeia a intervenção à saúde, composta por elementos subjetivos relacionados à vida psíquica, social e cultural do indivíduo que adoece, trazendo à tona também a natureza das relações estabelecidas no contexto hospitalar, natureza esta que evidencia a inserção do doente no sistema de saúde pública segundo parâmetros sociais e econômicos. Enfatizamos a importância do contexto familiar, do trabalho, da religião e do lazer na experiência do doente crônico. Observamos a percepção do próprio paciente no que se refere ao seu modo de vida, relacionada à percepção da origem da doença. Notamos que, nesta noção de causação de doenças, os aspectos sociais e simbólicos recebem grande destaque. Atenção especial foi dada ao contexto hospitalar e ao seu significado para o paciente, incluindo também o relacionamento com os médicos e com os profissionais da saúde em geral. O papel social e familiar desempenhados pelo sujeito que adoece e o papel de doente que se destaca com a manifestação da doença crônica são aspectos também abordados nesta pesquisa, juntamente com a mobilização de angústias e os mecanismos utilizados pelos pacientes diante das limitações geradas com o adoecer. Esta pesquisa, sobretudo, levanta questões importantes com relação à assistência à saúde, pois aborda aspectos subjetivos do adoecer que vêm sendo considerados irrelevantes no contexto hospitalar, mas que precisam receber lugar de destaque para que possamos romper com a visão unilateral, predominante no campo da saúde, que focaliza o paciente como um mero organismo doente, deixando de considerar as dimensões relacionadas com seu mundo simbólico

Abstract: The discussion of the theme health and desease has been the subject of varied fields of science. These different conceptions, in a multidisciplinary perspective, have provided great enrichment to the comprehension of the sickness process which also involves psychological, social and cultural dimensions not always recognized in our actual context of health assistance to the population. On this research, we had the purpose to learn the wide dimension that involves the chronic ill pacient, searching the comprehension of his social representations related to the origem of the desease, the treatment, hospitalization, search of therapeutic alternatives, and the social-familiar implications caused by the sickness. It was part of our objectives to analyze the psychological aspects related to the infirmity and hospitalization. The direction and the purpose of this study are defined in a qualitative perspective of research, despite the use of patterned instruments: semi-structured interview and two psychological tests (Teste do Desenho da Figura Humana -Drawing Test of the Human Figure and IDATE). The representations, experiences and feelings that were the focus of our study, may be only learned from an adequate methodical pespective in order to acquire the reason aspects, being sensitive to the sutile tendencies that compose the human dimension. Having this purpose, we interviewed twenty porters of chronic illnesses and inpatients in the Enfermaria Geral de Adultos of Hospital das Clinicas of UNICAMP. From the pacient's point of view, we could focus the health issue having as reference an angle of distinct vision of manners utilized by oficial medicine. Thus, we could understand the dynamic between intervention and health, composed by objective elements related to the psychological, social and cultural life of a person who becomes sick, showing the nature of established relations in the hospital context that clarifies the introduction of the patient in the public health in the social and economical parameters. We emphasize the importance of the familiar context, work, religion and leasure in the experience of the chronic ill patient. We observed the patient's understanding according to his life style related to the perception of the origem of the desease. We notice that the illness cause concept, social and symbolical aspects receive great importance. Especial attention was given to the hospital context and its meaning to the patient, as well as his relationship with doctors and health professionals in general. The social and familiar role accomplished by the patient whose role overcomes with the chronic illness occurance, are also discussed aspects mentioned on this research, as well as the frustration and the manners taken by the patients who face the limitations brought about with the desease. This reseach, however, calls attention to important issues related to the health assistance, discussing objective aspects of becoming ill that have been considered irrelevant in the hospital context, but they must be recognized in order to make us surpass the unilateral vision, dominant in health, seeing the patient as a mere sick organism, considering the related dimensions with his symbolic world not important
Subject: Medicina e psicologia
Doenças - Aspectos sociais
Doenças - Aspectos psicossomáticos
Saúde mental
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2000
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Vasconcellos_ErikaAntunes_M.pdf32.57 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.