Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310682
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Perfil e praticas de enfermeiras da rede basica de saude de Campinas, SP
Title Alternative: Profile and practice of nurses within basic healthcare system in Campinas, SP, Brazil
Author: Benetti, Marcelle Regina Silva
Advisor: Nozawa, Marcia Regina, 1959-
Abstract: Resumo: Trata-se de um estudo descritivo que tomou como objeto o trabalho de enfermeiras na atenção primária, entendido com prática social que se constitui no processo de trabalho em saúde. Teve por objetivo caracterizar e analisar o perfil profissional e as práticas das enfermeiras inseridas em unidades da rede básica de saúde do município de Campinas, SP, no ano de 2006. As enfermeiras das equipes dos 49 centros de saúde e 13 módulos de saúde da família, distribuídos entre os cinco Distritos de Saúde do município, constituíramse sujeitos do estudo. Os dados primários foram produzidos a partir de entrevistas estruturadas com 133 enfermeiras, 88% do conjunto geral e documentos produzidos pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) foram tomados como referência na análise das suas práticas. São mulheres (95,5%), casadas (56,4%) e 55,6% tem pelo menos um filho. A extensão de faixa etária de 25 a 49 anos abrangeu 86,5% das entrevistadas, sendo que somente a faixa de 40 a 44 anos concentrou a maior freqüência isolada, 23,3%. De modo predominante, as enfermeiras cursaram a graduação em instituições privadas de ensino (67,7%); 66,2% relatam serem especialistas, sendo 38,9% nas áreas de interesse à Saúde Coletiva. A totalidade das enfermeiras indicou participação em oficinas e cursos de capacitação oferecidos pela Secretaria. A maioria delas não mantém assinaturas de periódicos científicos em enfermagem (94,7%) ou na área da saúde (99,2%). A leitura de livros de enfermagem ou na área de saúde e manuais técnicos é positiva para 91% e 97,7% delas, respectivamente. Quanto à relação de trabalho com o município, a maioria (72,2%) é efetiva por concurso público e 33,8% tem de 1 a 5 anos de trabalho na SMS. Em relação às práticas relatadas pelas enfermeiras, as mais freqüentes foram: o acolhimento, a consulta de enfermagem, a supervisão de enfermagem, os procedimentos de enfermagem, a organização do serviço, entre outras. As práticas mais importantes referidas foram: acolhimento, consulta de enfermagem, supervisão de enfermagem, visita domiciliária, educação em saúde, entre outras. Observou-se que as enfermeiras da SMS de Campinas executam diariamente múltiplas funções no processo de trabalho, predominando as ações assistenciais, seguidas por ações gerenciais e de educação em saúde. Este estudo, comparado aos trabalhos anteriores, nos mostra uma mudança de priorização da gerência para a assistência, ou seja, as enfermeiras querem encontrar estratégias para intervir na realidade de saúde, mas mantém a prática cotidiana voltada para demanda espontânea, tendo como objeto predominante o corpo biológico doente. Os dados nos permitem inferir que existe coerência entre as práticas realizadas e o que é esperado pela SMS e nos mostram que a enfermeira presta grande contribuição na implantação e manutenção das políticas de saúde. O trabalho desenvolvido hoje pela enfermeira está voltado predominantemente para o campo de atuação, principalmente quando se fala do atendimento em equipe multiprofissional. Entretanto, ainda existe a necessidade de se reforçar o núcleo profissional e o campo da prática de Saúde Coletiva, no núcleo de saúde coletiva, na imunização, na educação em saúde, na educação permanente, entre outras.

Abstract: This is a descriptive study about the work of collective health nurses, which is understood as a social practice. Its objective is to characterize the professional profile and practice of nurses working within Public Health Centers in Campinas, SP, Brazil in the year of 2006. Nurses belonging to 49 health centers and 13 family health modules, spread over five city health districts have been subjects for this study. Primary data have been produced in structured interviews with 133 nurses standing for 88% of city's total. Documents from City Hall Health Department have also been considered to analyze nurses' practice. They are female (95.5%), married (56.4%), and 55.6% have at least one child. Most are between 25 and 49 years old. The range 40-44 has the biggest concentration (23.3%). Most of them under graduated in private institutions ( 67.7%), 66.2% report to be specialists having 38.9% within areas concerning Public Health. All of them claimed participation in trainings and workshops offered by City Hall Health Department. Most of them don't have subscription to scientific journals in nursing (94.7%) or health sciences (99.2%). 91% read books related to health and nursing and even better figures indicate that 97.7% read technical manuals. Regarding work relations, most (72.2%) are regular employees and 33.8% work for up to 5 years in City Hall Health Department. Regarding practices reported as most frequently executed: Triage, nursing consultation, nursing supervision, nursing procedures, health services management, etc. Regarding practices reported as of utmost importance: Triage, nursing consultation, nursing supervision, home visits, health education, etc. It can be noticed that Nurses from Campinas' City Hall Health Department execute many tasks in their work process, mostly assistance tasks followed by management and health education. This study compared to previous work, shows a change in priorization from management to assistance, that is, nurses are willing to find strategies to intervene in health reality, but keep day-by-day practice aimed toward spontaneous demand, having as main subject the ill biologic body. Data shows that actual practices are coherent to City Hall Health Department expectations and that nurses give great contribution to maintenance and implementation of public health policies. Nurses work aims mostly to its "field", specially within Multiprofessional attendance, however it is still necessary to strengthen nurses profession "core", and collective health "field" where nurses work is of great importance within collective health "core", regarding vaccination, health and education, permanent education, etc.
Subject: Pratica profissional
Enfermagem em saúde pública
Saúde pública
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2007
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Benetti_MarcelleReginaSilva_M.pdf1.61 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.