Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310673
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Estudo epidemiologico-molecular e da resistencia ao imipenem, ocasionda pela perda de canais de porina, em Pseudomonas aeruginosa isolada de pacientes hospitalizados
Title Alternative: Study epidemiologist-molecullar and of the resistance to the imipenem, caused for the loss of porin canals, in isolated aeruginosa Pseudomonas of hospitalized patients
Author: Milan, Arlete, 1972-
Advisor: Ramos, Marcelo de Carvalho, 1951-
Abstract: Resumo: Introdução: A Pseudomonas aeruginosa é um importante agente de infecção nosocomial e motivo de grande preocupação por apresentar, com freqüência, resistência a diversos antimicrobianos. Os principais mecanismos de resistência encontrados são: inativação por enzimas, alterações na permeabilidade da membrana celular e promoção de efluxo. O conhecimento dos mecanismos de resistência que operam nesses microrganismos, bem como o estudo epidemiológico-molecular desses isolados, pode contribuir para a melhor compreensão e conseqüente controle dessas infecções no ambiente hospitalar. Objetivos: Determinar a Concentração Inibitória Mínima do Imipenem de Pseudomonas aeruginosa resistentes a esse antimicrobiano, isoladas de pacientes internados em hospital; Determinar a frequência de produção de metalo-beta-lactamases e da expressão da porina Opr D2 de Pseudomonas aeruginosa resistentes ao Imipenem, isoladas de pacientes internados em hospital; Genotipar e estudar a relação genética de Pseudomonas aeruginosa resistentes ao Imipenem, isoladas de pacientes internados em hospital. Materiais e Métodos: Foram estudadas 138 cepas isoladas de diversas amostras clínicas, identificadas bioquimicamente por técnicas de rotina e por automação. A triagem para a detecção de amostras produtoras de MBL's foi realizada pela fita de Etest combinada com EDTA. A extração e eletroforese de proteínas da parede celular foi executada para avaliar a expressão de porina Opr D2. Para a genotipagem foi utilizada a técnica de PFGE. Resultados e Discussões: Foram estudados 138 isolados, encaminhados como resistentes ao Imipenem. Em 128 desses isolados a resistência foi confirmada através do teste de difusão com disco e com a determinação do MIC (n = 98), através do Etest. A pesquisa da porina Opr D2 foi realizada em todos os isolados resistentes, ou seja, 128 casos. Em 68 deles não havia a expressão dessa proteína. Quando combinados os resultados da pesquisa de metalo-beta-lactamases e da deleção da porina Opr D2, encontramos 24 isolados que exibiam ambos os mecanismos de resistência. Da análise genotípica de 117 isolados, mostrou um acentuado polimorfismo, mesmo em isolados obtidos em um mesmo paciente. Não foram caracterizados surtos. Conclusões: A maioria das cepas de Pseudomonas aeruginosa resistentes ao Imipenem, isoladas em ambiente hospitalar, possui elevada resistência; A produção de meta-lobeta-lactamases constitui um mecanismo de resistência importante nesses isolados; A deleção da porina Opr D2 de membrana celular foi observada na maioria dos isolados. Em cerca de um terço deles havia também produção de metalo-beta-lactamase; A conglomeração desses isolados foi baixa, não caracterizando surtos em todos os casos; A variabilidade genotípica dos isolados foi intensa, mesmo em um determinado paciente, indicando que as ações relativas ao controle da disseminação desse patógeno deve ser de natureza rotineira, com as precauções de contato de universais e com o controle do uso de antimicrobianos

Abstract: Objective: Metallo-ß-lactamase production and Opr D2 channels expression was investigated in Imipenem resistant Pseudomonas aeruginosa recovered from hospital acquired infections. Design: Descriptive study in a convenient sample of organisms. Setting: Two 400-bed general teaching hospital, both tertiary care teaching hospitals, in Campinas, Brazil. All Imipenem resistant P. aeruginosa, recovered from March, 2000 through December 2004 from hospitalized patients were collected. Methods: Disk diffusion tests were used to confirm Imipenem resistance. Etest MBL was done to check for MBL production, and. Imipenem MIC's. Opr D2 expression was checked using cellular membrane proteins electrophoresis PFGE-genotyping was done in all isolates. Results: A sample of 128 Imipenem resistant Pseudomonas aeruginosa isolates was collected during the study period. Most isolates exhibited Imipenem MIC's = 256 µg / mL. Macrorestriction analysis (SpeI) using pulsed field gel electrophoresis (PFGE) showed a substantial polymorphism. Only 15 strains could be allocated to seven clusters, six with two isolates and one with three isolates. Ninety-nine Imipenem resistant isolates were screened for MBL production, and 87 were screened for both MBL, and porin Opr D2 expression. Sixty four isolates showed MBL production. Conclusion: Dissemination of MBL producing-genotypically heterogenous Pseudomonas aeruginosa strains was documented in the hospitals studied. Lack of Opr D2 combined with MBL production contributed to the high imipenem-resistance rates observed
Subject: Pseudomonas
Proteínas
Drogas - Resistência
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: MILAN, Arlete. Estudo epidemiologico-molecular e da resistencia ao imipenem, ocasionda pela perda de canais de porina, em Pseudomonas aeruginosa isolada de pacientes hospitalizados. 2007. 99 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/310673>. Acesso em: 12 ago. 2018.
Date Issue: 2007
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Milan_Arlete_M.pdf2.32 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.