Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310647
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Estudo psicossocial das historias de vida de pacientes acometidos de cancer na região da cabeça e pescoço
Author: Seguin, Rosemary Cristina
Advisor: Cabral, Mara Aparecida Alves, 1951-
Abstract: Resumo: O câncer deve ser estudado como um problema de saúde pública que atinge indivíduos de todas as idades e em todos os continentes, constituindo-se na segunda principal causa geral de morte por doença em todo o mundo, e responsável por seis milhões de óbitos anuais (INCA, 2000). Nos últimos anos verificou-se uma enorme mobilização científica e profissional de todas a ciências da saúde, na busca de maiores compreensões da doença, novas modalidades terapêuticas e de prevenção do câncer. Esta pesquisa teve como objetivos caracterizar os pacientes do GE e GC do ponto de vista sóciodemográfico, estudar comparativamente os pacientes com câncer de cabeça e pescoço, em relação às características de personalidade dos pacientes com lesões benignas na cavidade oral; ocorrência de eventos estressantes que antecedem a percepção das lesões tumorais e a qualidade de vida dos pacientes dos dois grupos, após a incidência das doenças. Trata-se de um estudo do tipo caso-comparativo como descrito por FORATINI (1980). Foram estudados (45) quarenta e cinco pacientes do grupo de estudos, cujo diagnóstico são cânceres primários na região da cabeça e pescoço, que foram internados para se submeterem à cirurgia, e (45) quarenta e cinco pacientes do grupo comparativo com lesões benignas na cavidade bucal em tratamento no ambulatório da especialidade otorrinolaringologia (ORL) oral de cirurgia a laser, ambos no Hospital de Clínicas da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas -Unicamp. Uma entrevista foi realizada, seguindo um Questionário de Características Sóciodemográficas, composto por elementos de identificação, de variáveis sóciodemográficas e de aspectos relevantes aos possíveis fatores de risco: hábito de fumar, consumo de bebidas e de alimentos. Aspectos da qualidade de vida foram examinados pelo Inventário WHOQOL-IOOpara avaliação de qualidade de vida destes pacientes após a percepção da doença. Foi também realizada uma investigação de personalidade mediante o Inventário Multifásico Minesota de Personalidade (MMPI), elaborado para assegurar, num só teste, o perfil e a análise dos traços das características mais importantes da personalidade, assim como a aplicação da Escala de Eventos Estressantes que contém 43 eventos de vida indicando não somente o estilo de vida do indivíduo, mas, também, as ocorrências que o envolvem. A análise estatística utilizou aplicação de médias, porcentagens, teste do Qui-Quadrado, teste de Fisher e o teste U de Mann-Whitney, sendo considerados apenas os valores de p< 0,05. Como resultados para o WHOQOL-100, observa-se que o número de pacientes que se encontravam muito satisfeitos é também menor no GE, num total de um paciente em relação ao GC, num total de dois pacientes, com diferença estatística de p=0,0080. Notamos, também, que o número de pacientes que declaram sentir que vida tem 'muito pouco' significado, se mostra pouco relevante, estatisticamente, com um total de um paciente no GC. Da mesma forma, um paciente do GE, declarou não ter a vida 'nenhum' (nada) significado. Estatisticamente ficou evidenciado diferença de p=0,0027. Sobre eventos estressantes notou-se que 40% dos pacientes do grupo de estudo e 36,6% pacientes do grupo comparativo referiram 'morte de parente próximo' nos 24 meses que antecederam a doença. Vinte por cento dos pacientes do grupo de estudo e 4,44% dos pacientes do grupo comparativo com (p= 0,0243) referiram 'morte de amigo próximo'. Houve diferença estatística significativa no :MMPI entre os grupos apenas para a escala F-Erro, com mediana 63% no GE, em comparação ao GC, com mediana 59% e P=0082 e, na escala Hy-Histeria com mediana 45% no GE, em comparação ao GC, com mediana 51% e p= 0=0356. Os resultados do :MMPIdemonstraram valores maiores para os grupos de estudo em relação ao grupo comparativo nas escalas Pa-Paranóia, Pt-Psicastenia, Sc-esquizoftenia e Ma-Hipomania caracterizando segundo o teste um quadro de psicose. CONCLUSÃO Observou-se que ambos os grupos exibem a predominância da religião católica; possuem baixo padrão de renda socioeconômico, são migrantes nativos da zona rural, com trabalho em funções não-qualificadas e mal remuneradas. Assim como possuem hábito de fumar estatisticamente idêntico, havendo, contudo, maior concentração no GE com hábito intenso de marca mais ordinárias e baratas de cigarros e fumo de rolo (cigarro de palha), enquanto no GC a incidência maior é de cigarros com filtro. A associação de alta ingestão de bebida com maior teor alcoólico é um dos principais fatores de risco para o câncer de cabeça e pescoço, sendo maior no GE, enquanto no GC a porcentagem maior ficou para 'não bebe'. Os dados nos mostram que os traços de características de personalidade de histeria, maior para o GC, manifestam um comportamento de expressão ativa de suas emoções perante :&ustração, agressão e contrariedade, evidenciando desta forma um comportamento de 'gritar por socorro', oposto ao GE, no qual ocorre a repressão de raiva e agressão. O aspecto de desesperança é o oposto do de gritar por socorro, sendo assim, um indicador da expressão bloqueada de sentimentos e necessidades. Tal bloqueio, juntamente com a colocação de si mesmo à parte e uma a aceitação da repressão microssocial, além da intensa necessidade de harmonia, idealização e superajustamento, comporiam o quadro típico do doente canceroso. Constatou-se nestes pacientes que havia uma necessidade de se preservar de todo abalo afetivo, e de toda idéia que provocasse o risco de despertar conflitos arcaicos dificilmente representáveis. Esta exclusão contínua, quando não é compensada por sintomas neuróticos, chega a um sobreinvestimento da realidade exterior que contribui na formação da imagem ilusória de um indivíduo aparentemente superestáveL capaz de enfrentar todos os imprevistos da vida. Ficou demonstrado, contudo, que este processo não leva a uma estrutura caracterizadapela falta de defesas, ao contrário,a uma forma de defesa maciça, contra as angústias psicóticas. As características psicóticas parecem ser uma defesa às angústias insuportáveis ou uma alternativa desses enfermos diante da situação de perdas, num esforço de livrar-se das dores existentes e, em última estância, de si mesmo. A revisão da literatura está em acordo com os dados obtidos. É de extrema importância enfocar-se que as características semelhantes, porém, não iguais, dos dois grupos, evidencia o GC como um grupo de alto risco para o desenvolvimento de um câncer. O compromisso social das ciências da saúde inclui a formação de profissionais capacitados para identificar perfis de personalidade e comportamentos de risco intervindo no sentido de promover mudanças que propiciem novos estilos de vida, assim como estudos numa abordagem multidisciplinar, que incluam os fatores de risco, a prevenção, a evolução, o tratamento, a personalidade e o luto, nestes estudos, em diferentes abordagens médicas, sociológicas e psicológicas

Abstract: The cancer should be studied as a Public Health matter, which reaches people of every age in every continent. It is considered the second main general death reason per disease in the entire world, it is responsible of 6 million of annual death (INCA, 2000). In the last years a huge scientific professional mobilisation of all health sciences was noticed in order to get more comprehension of the disease, new therapeutic methods and the cancer prevention. This research had the purpose of distinguish the GE (Study Group) and GC (Comparative Group) patients by the social demographic point of view. The patients with head and neck cancer were studied comparatively related to their characteristics of personality with benign injure in oral cavity; the occurrence of stressed events which precede the perception oftumour injures and life quality ofthe two group patients afier the incidence of diseases. The comparative case was study as described by FORANTINI (1980). 45 forty five patients of studying group whose diagnosis were considered primary cancer in head and neck region. They were admitted in the General Hospital at College Medical Science - UIÍicamp- SãoPaulo- Brazil. An interview was made in accordance to the Social Demographic Characteristics of Questionnaire which has elements of identification, social demographic variable and relevant aspects to possible risk factors: smoking habit, drinking consume and food. Some life quality aspects were tested by WHOQOL-100 inventory for evaluating the life quality of these patients afier identifying the disease. A personality research was also made by means of Minnesota Personality Multifasic Inventory (MMPI), it was elaborated to ensure in only one test, the profile and the analysis of the most important personality characteristics. As well as the diligence of the Stressing Event Scale which contain 43 life events with not only the way of life but its involved individual occurrence too. The statistical difference was p=0,0080. AIso noticing that the number of patients who declared the life has " very few" sense, it was not much relevant statistically in an amount of one GC patient. In the same way, one GE patient declared that the life has not "any" sense. Statistically the difference was evident ofp=0,0027. About stressed events it was observed that 40% of patients of study group and 36,6% patients of comparative group made reference to "death of closer relatives" in the 24 months before the disease carne. 20 % of patients of studying group with p=0,00243 made reference to "death of closer friend". There was a significant statistical difference arnong the groups only for the F- Fault scale in MMPl, 63 % of average in GE, in comparison to GC, the 59% of average and P=0082, in Hy-histeria scale with 45% average in GE, in comparison to GC, with a 51% average and p=0=0356. The MMPl results demonstrated higher values for studying groups related to comparative groups in Pa-paranoia, Pt - Psychoasthenya, Se- Schizophrenia and Ma - Hipornania scales which means a Psychosis scene according to the testo CONCLUSION Noticing that both groups showed the predominance of Catholic Religion, they presented social economic low-income, they were rural native immigrants, non-qualified job and bad remuneration. Therefore they had smoking habit statiscally equal, however there were more incidence of ordinary brand cigarette and smoking roIl straw cigarettes in GE than GC, which the mayor incidence was the filter -tipped cigarette. One of neck cancer was the high ingestion of high alcohol level drink association. lt was higher in GE, while GC had higher percentage for "do not drink". The data demonstrated that the hysteria characteristics of personality were higher for GC and expressed an active expression behaviour of their emotions face to frustration, attack and annoyance; which showed evidence by this way of a "crying for help" behaviour. ln opposition to GE group which showed anger, suppression and attack. The hopeless was the opposite of "crying for help" expression, hence an indication of feeling and necessities blocked. This blocking configured the typical cancerous sick person together with the self-expression aside and an acceptance of microsocial suppression, beyond the intense necessity of harmony, idealisation and over adjustment. Realising that these patients had a necessity to preserve themselves ftom any affective tremor and any idea, which caused the archaic conflict of risk hardly represented. This conclusion had been going on when the neurotic symptoms were not compensated. Reaching the over investment of the external reality, which contributed for the illusioned . As demonstrated, however, this process did not take to a defenceless structure but the opposite, of a solid defence against psychotic anguish. The psychotic characteristics seemed to be a defence for unbearable anguishes or an alternative of these sick people for losses. In order to get rid of their pain and of themselves at least. The review of literature was according to the data obtained. It is extremely important to focus the similar characteristics but not equal from the two groups, which showed the GC as a high-risk group for developing a cancer. The Social Science had a commitment for educational training of professionals who should be able for identifying the personality profiles and risk behaviours. In order to promote changes which supply new way of lives as well as multidisciplinary approach including risk factors, the prevention, the evolution, the treatment, the personality, the mourning through different medical sociological and psychological visions
Subject: Câncer
Cabeça
Pescoço
Personalidade
Câncer - Aspectos psicológicos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2002
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Seguin_RosemaryCristina_M.pdf77.2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.