Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310623
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Produção academica de enfermeiros brasileiros sobre a utilização do brinquedo no hospital
Author: Leite, Tania Maria Coelho, 1965-
Advisor: Shimo, Antonieta Keiko Kakuda, 1953-
Abstract: Resumo: A assistência de enfermagem à criança vem sofrendo transformações significativas nos últimos anos no que diz respeito à humanização do atendimento. O brincar, neste contexto, aparece como um facilitador das relações entre enfermeiro, criança e família. Ele está presente no cotidiano das pessoas durante toda a vida e, particularmente na infância, tem significado especial, ajudando o indivíduo em seu desenvolvimento e enfrentamento de situações difíceis. A hospitalização na infância, quando necessária, traz prejuízos no desenvolvimento infantil, que podem ser amenizados pelo brinquedo. Este estudo teve como objetivo identificar e analisar as teses e dissertações de enfermeiros brasileiros sobre o uso do brinquedo no hospital. O levantamento foi feito através do portal CAPES, CEPEn, IBICT, além de consulta às referências bibliográficas das teses/dissertações e buscas nas bibliotecas das universidades brasileiras. Os textos foram analisados com uma abordagem qualitativa, baseada em MINAYO (1996) buscando¿se identificar como esse recurso tem sido utilizado pelos enfermeiros no hospital e os resultados obtidos com o seu uso. Os objetivos mais freqüentemente encontrados nos trabalhos referem¿se à vivência da criança durante a hospitalização; às mudanças de comportamento frente ao brinquedo; a influência da doença na vida da criança; o brinquedo como forma de comunicação e o significado e importância do brinquedo para o profissional, além das dificuldades para implantar sua utilização. A situação em que o brinquedo foi utilizado com maior freqüência se deu no pré e pós-operatório, seguida da hospitalização, em ambulatório e como método de coleta de dados. A análise dos resultados obtidos nos trabalhos pautou-se nos efeitos do brinquedo para as crianças. Nas situações de pré e pós-operatórios, o brinquedo foi um facilitador da comunicação, reflexão e integração entre criança e pesquisadora; ajudou a evidenciar medos; proporcionou mudanças no comportamento e catarse, além de servir para orientação. No contexto da hospitalização, as crianças mudaram seu comportamento, passando a interagir mais, a verbalizar suas satisfações, medos e ansiedades, além de evidenciar um aumento nas brincadeiras e alegria no ambiente hospitalar. No ambulatório, facilitou a expressão de sentimentos, a integração com a pesquisadora e família, foi um meio para o extravasamento das ansiedades, para compreensão da doença pela criança, promoveu a catarse e modificações no comportamento, além da função terapêutica. O brinquedo foi imprescindível para a coleta de dados, já que serviu de meio para a criança se expressar mais livremente. Ficou evidente que, para enfermeiros, o brinquedo é ferramenta indispensável no cuidado à criança embora o tecnicismo ainda continue presente; as pesquisas acadêmicas de enfermeiros sobre o seu uso no contexto hospitalar reforçam os resultados positivos desta prática. Recomendamos, assim, o uso do brinquedo pelas enfermeiras pediatras não só no ambiente hospitalar, mas em todas as instituições onde a criança necessite de cuidado, quer seja no domicílio, em creches, escolas e unidades de saúde

Abstract: Nursing care of children has undertaken significant changes in the last years, concerning humanization of care. In this scenery, playing appears as a facilitator in the relationships between nurse, child and family. It is present as one¿s everyday action through all life and, particularly during childhood, it has a special meaning, helping in child development as well as in coping difficult situations. Hospitalization during childhood brings harm to child development, which can be agreeabled through the use of toys. The objective of this work was to identify and analyze Brazilian nursing studies, papers and thesis regarding the use of toys in the hospital. The search was undertaken through web gates such as CEPEn, IBICT, as well as references of thesis and libraries in Brazilian universities. Data were analyzed using a qualitative approach based in MINAYO (1996), to identify how the playing has been used by nurses during hospitalization and the results obtained with its use. The most frequent objectives found in the works and articles refer to child experiences during hospitalization; behavioral changes through playing; the influence of illness on child¿s life; toys as a way of communication; and the meaning and importance of the toy for the professional, as well as difficulties to its implementation. The situation when the toys were most frequently used was in pre and post surgery procedures, followed by hospitalization, health care units and the use of toys as method for collecting data. Analysis of the published results focused on the effects of playing with toys on children. The analysis was carried out separately according to the setting where it was used. In pre and post-surgery occasions, playing with toys facilitated communication, though and integration between child and nurse; it helped in acknowledge fears; it contributed on behavioral changes and catharsis, as well as a way of teaching. During hospitalization, children changed their behavior into a more interactive one, verbalizing their satisfactions, fears and anxiety, as well as improving playing and joy in hospital environment. In basic health care units, playing eased the expression of feelings, the integration with nurse and family, and was a way of making possible the catharsis of child¿s anxieties and the its understanding of the disease, changing their behavior, besides its therapeutic role. Toys were essential in pediatric nursing research in order to obtain data, since they provided a way for a freer self-expression. We conclude that toys are an essential tool in child care, although technical issues still prevail; academic nursing researches about the use of toys in the hospital setting assure the positive results of this practice. Therefore we recommend their use by pediatric nurses, not only in hospital environment but in all places where children need care: either in residence, in nurseries, schools or basic health care units
Subject: Enfermagem pediátrica
Enfermagem e pesquisa - Brasil
Jogos e brinquedos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2004
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Leite_TaniaMariaCoelho_M.pdf1.22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.