Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310578
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: A esquistossomose no municipio de Campinas
Author: Lima, Virgilia Luna Castor de
Advisor: Silva, Luiz Jacintho da, 1949-2013
Silva, Luis Jacintho da
Abstract: Resumo: Esquistossomose e urbanização: evolução da esquistossomose mansônica no município de Campinas, SP (Brasil). A distribuição e a transmissão da esquistossomose mansônica no município de Campinas, SP (Brasil) são correlacionadas com o processo de urbanização. O município de Campinas apresenta elevadas taxas de urbanização e industrialização, sendo a maior cidade de uma região do Estado de São Paulo aonde a esquistossomose se encontra em expansão. A autora faz uma reconstrução histórica da esquistossomose no município, desde a descrição dos primeiros casos autóctones, em 1960. A possibilidade da ocorrência de casos autóctones, não detectada, anteriormente a 1960 é analisada, discutindo-se a hipótese de que a doença ocorresse já no século XIX. As migrações e a evolução urbana de Campinas são discutidas em relação à distribuição das áreas de transmissão da esquistossomose. Estes fenômenos são analisados no contexto do padrão de desenvolvimento sócio-econômico mais geral do país. A transmissão da esquistossomose no município de Campinas pode ser relacionada com o modo de vida de um determinado estrato da sua população provavelmente mais intimamente ligado às suas opções de lazer, como também com a forma de urbanização do município e por fim com a heterogeneidade da sociedade brasileira.

Abstract: Schistosomiasis and urbanization: the evolution fo schistosomiasis mansoni in the municipality of Campinas, SP (Brazil). The distribution and the transmission of schistosomiasis mansoni in the municipality fo Campinas, SP (Brazil) are correlated with the process of its urbanization. The municipality of Campinas has a high level of urbanization, being the largest city of region of the State of São Paulo where schistosomiasis transmission is expanding. The author makes an historical reconstruction of schistosomiasis in the municipality, beginning with the description of the first autocthonous cases in 1960. The possibility of the occurrence of undetected autochthonous cases before 1960 is analysed, and the hypothesis of its occurence in the 19th century is discussed. Migration and urban evolution are discussed as related to the distribution of areas of transmission. Social and economic factors of the country as a whole are taken into consideration. Schistosomiasis mansoni transmission in Campinas may be considered as related mostly to leisure activities of a peculiar segment of its population, as well as the characteristics of urban growth as occured in the municipality and ultimately with the heterogeneity of brazilian society.
Subject: Esquistossomose - Campinas (SP)
Saúde pública - Campinas (SP)
Doenças transmissíveis
Urbanização - Campinas (SP)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1993
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lima_VirgiliaLunaCastorde_D.pdf6.09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.