Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310543
Type: TESE
Title: Hipertensão arterial : avaliação da assistencia na otica da integralidade
Title Alternative: Arterial hipertensive : evaluation of the assistance in the optics of the care integrality
Author: Pereira, Jocelene Batista
Advisor: Cecilio, Luiz Carlos de Oliveira, 1950-
Abstract: Resumo: O presente trabalho estudou a assistência aos portadores de hipertensão arterial, sob a ótica da integralidade do cuidado, na região de abrangência da Coordenação de Saúde de São Miguel Paulista, no município de São Paulo-SP. Foram realizadas entrevistas estruturadas com 804 usuários do serviço de urgência/emergência do Hospital Municipal Tide Setúbal, referência hospitalar da região, identificando potenciais hipertensos e investigando suas referências para a assistência, possíveis complicações, adesão ao tratamento e eventuais mudanças no estilo de vida em decorrência da doença. Os resultados mostraram prevalência de 18% de potenciais hipertensos no pronto-socorro, utilizando-se como critério de corte os valores de 140x90mmHg (associados ou isolados), segundo recomendações do protocolo da Sociedade Brasileira de Hipertensão Arterial, sendo que metade desconhecia sua condição de risco para hipertensão arterial.Também foram realizados grupos focais com médicos e gerentes das unidades de saúde da região, visando fazer uma caracterização da visão dos mesmos com relação à doença, ao comportamento dos pacientes e às dificuldades para se tratar a hipertensão arterial. Os pacientes que fizeram o diagnóstico na UBS/PSF mencionaram maior adesão aos medicamentos (80%) e menor proporção de internações (19,5%), quando comparados com aqueles que fizeram diagnóstico no pronto-socorro ou outro serviço Só houve associação estatística significante entre o local de diagnóstico UBS/PSF e hábitos que adotou após saber da HA, com os itens ir ao médico regularmente e fazer exames complementares de controle. Não se encontrou uma associação estatística significante entre local de diagnóstico e outros hábitos, como diminuição do sal, diminuição de gorduras, prática de exercícios físicos regulares, emagrecimento e controle do estresse Mas diminuir sal e gorduras na alimentação, emagrecer, ir ao médico regularmente e fazer exames complementares de controle da HA, apareceram como associadas estatisticamente a menores índices de internação No entanto, 10% dos hipertensos entrevistados durante a pesquisa declararam que não farão seguimento ambulatorial. Nos grupos focais, a necessidade de vínculo, escuta e equipe multidisciplinar é reconhecida pelos profissionais de saúde, mas prevalece uma marcada opinião de que os pacientes são "rebeldes", "resistentes" e não "obedecem" ao tratamento proposto, o que denota uma visão ainda muito normativa e autoritária dos profissionais em relação aos usuários que são acompanhados nos serviços de saúde, possivelmente dificultando o reconhecimento de suas necessidades singulares Os profissionais reconhecem a dificuldade de integração da equipe para o trabalho coletivo, mostrando contradição entre a prática efetiva cotidiana e o discurso idealizado da necessária integração e complementariedade do trabalho dos profissionais de saúde. O estudo permite afirmar que não há integralidade na atenção prestada aos hipertensos da região estudada, não havendo a configuração de uma rede articulada de serviços que assuma, efetivamente, a responsabilização e acompanhamento dos hipertensos

Abstract: This paper deals with the attendance to the hypertensive people, from the point of view of the care integrality, in the area of São Miguel Paulista Health Coordination, São Paulo city. State of São Paulo. Structured interviews were accomplished with 804 users of the urgency and emergency service of the Municipal Hospital Tide Setúbal, a reference hospital in the region, in order to identify potential hypertensive people and to investigate their references about the attendance, any possible disease complications, their adhesion to the treatment and occasional lifestyle changes resulted from the disease The results showed prevalence of 18% potential hypertensive people in the hospital emergency room - using the reference value of 140x90mmHg (associated or isolated), according to the protocol of the Brazilian Society of Arterial Hypertension recommendations - half of them ignoring their risk condition for the disease. The methodology also accomplished focal groups with doctors and managers of the health units in the area, focusing to characterize their vision about the disease, about the patients' behavior and about the difficulties of treating arterial hypertension The patients diagnosed by UBS/PSF mentioned larger adhesion to the medicines (80%) and smaller proportion of hospitalization (19,5%), when compared with those that were diagnosed in the emergency room or other services. There only was significant statistical association between the diagnosis place (UBS/PSF) and the habits adopted after knowing that they have HA, such as going regularly to the physician office and doing complementary control exams. There was no significant statistical association between the diagnosis place and other habits, such as salt and fat decreasing, regular exercising, loss of weigh and stress control. But, decreasing salt and fat, losing weight, attending regularly the physician and doing complementary control exams are events statistically associated to smaller hospitalization indexes. However, 10% of the hypertensive people interviewed during the research declared that they won't submit themselves to ambulatory follow up. The members of the focal groups recognized the necessity of the linkage between patients and physicians, the importance of hearing them and the existence of a multidisciplinary equip, but it prevailed the opinion that the patients are "rebellious", "resistant" and do not "obey" the proposed treatment, what denotes a still very normative and authoritarian vision of the professionals towards the patients attended by the health services, what may difficult the recognition of their singular needs. The professionals recognized the difficulty to integrate the team for collective tasks, showing contradiction between the daily effective practice and the idealized speech about the work integration. The results of this paper allows to affirm that there is no integrality in the attention offered to the hypertensive people of the studied area, and also that there is no articulate net of services that effectively should assume the responsibility on and the accompaniment of the hypertensive people
Subject: Serviços de saúde - Administração
Serviços de saude - Planejamento
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pereira_JoceleneBatista_D.pdf37.47 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.