Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310518
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: A epidemiologia do tracoma no Estado de São Paulo
Author: Luna, Expedito Jose de Albuquerque
Advisor: Silva, Luiz Jacintho da, 1949-2013
Abstract: Resumo: o tracoma foi introduzido no Estado de São Paulo pela imigração européia, que se intensifica a partir da segunda metade do século XIX. Nas primeiras décadas do século XX já havia tornado-se endêmico, sendo uma das doenças de maior prevalência, à época, não só em São Paulo, como em todo o pais. A partir da década de trinta, inicia-se em São Paulo, a instalação de uma rede de serviços especializados em tracoma. Já a partir da segunda metade da década de cinquenta, esta rede de serviços começa a detectar uma diminuição da ocorrência e gravidade do tracoma no Estado, que foi por fim considerado erradicado ao inicio da década de setenta. No entanto, na década seguinte, novos casos de tracoma voltam a ser detectados na região oeste do Estado, e posteriormente em outras regiões. Até o momento, constatou-se a ocorrência de tracoma endêmico em mais de 150 municípios do Estado. Demonstrou-se ainda que, na realidade, o tracoma nunca chegou a ser erradicado, e que a sua ocorrência concentra-se majoritariamente em determinados agrupamentos sociais marginalizados dos benefícios do desenvolvimento socioeconômico. o tracoma de hoje difere do tracoma endêmico causador de cegueira do passado. Verifica-se uma tendência à diminuição da gravidade dos casos, sendo a maioria deles assintomáticos e detectados através de busca ativa. Discute-se se esta mudança relaciona-se apenas à diminuição da prevalência ou a outros fatores relacionados ao agente etiológico, ou ainda à disseminação do uso de drogas antimicrobianas. Postula-se que os níveis de prevalência já detectados em São Paulo justificam a intensificação das atividades de vigilância epidemiológica, aliada ao necessário aprofundamento das investigações, com o objetivo de melhor conhecer o problema e viabilizar o seu controle.

Abstract: Trachoma was introduced in the State of São Paulo with the increasing European immigration, starting in the second half of XIX century. In the first two decades of xx century it had become endemic, not only in São Paulo, but in the whole country, being one of the most prevalent diseases in those years. During the thirties, a specialized trachoma services network was established in the State. In the late fifties those services begun to detect a decrease in the number, as well as in the severity of trachoma cases. Trachoma was finally considered to be eradicated from São Paulo in early seventies. But in the following decade new trachoma cases started being detected, at first in the West and later in other regions of the State. At the moment, endemic trachoma has already been detected in more than 150 cities within the State. It has been proved that trachoma was never actually eradicated, and that its occurrence is concentrated mainly among certain social groups which stayed aside from the benefits of socio-economic development. Today's trachoma is different from the past blinding endemic trachoma. It has been observed a tendency towards decreasing severity of the disease. The majority of new cases are asymptomatic and detected in surveys. It is being discussed whether such new features of the disease are related only with low prevalence or whether factors related to the bacteria or either the widespread use of anti-microbial drugs also play a role in determining it. The present study assumes that the prevalence rates detected in São Paulo justify the need of intensifying the surveillance of the disease, as well as the scientific investigation, in order to better understand and control it.
Subject: Conjuntivite granulosa - Epidemiologia - São Paulo (Estado)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1993
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Luna_ExpeditoJosedeAlbuquerque_M.pdf5.36 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.