Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310459
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Modelo experimental para criação intra-utero de fissuras labiopalatinas em ratos
Title Alternative: Experimental model for intrauterine cleft lip and palate in rats
Author: Leitão, Jessica Matheus
Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciências Médicas. Programa de Pós-Graduação em Cirurgia
Advisor: Sbragia Neto, Lourenço, 1962-
Abstract: Resumo: A fissura labiopalatina (FLP) é a anormalidade congênita mais comum da face. As fissuras labiais (FL) e palatinas podem ser associadas, porém são etiologicamente diferentes. Essas malformações levam a um aspecto facial anormal e à fala defeituosa. Modelos animais têm sido utilizados para estudar a embriogênese e a patogênese das FLP por meio da criação cirúrgica fetal em animais de grande e pequeno porte. O modelo experimental em fetos de ratos já foi testado e possui as vantagens de ter menor custo, menor tempo de gestação, maior disponibilidade de fetos por gravidez (8 a 12 fetos) e menor índice de abortamento e de trabalho de parto prematuro. Embora o modelo de rato tenha sido testado, a idade gestacional (IG) ideal para a criação do defeito não está claramente padronizada. O objetivo deste estudo foi validar o modelo cirúrgico de FLP em fetos de ratos determinando a melhor idade gestacional. Ratas Sprague-Dowley grávidas (n=16) em três diferentes idades gestacionais (17,5, 18,5 e 19,5 dias de gestação) (termo=22 dias) foram submetidas à laparotomia, o focinho do feto escolhido para o defeito foi exposto da cavidade uterina e com um punch dermatológico de 3mm demarcou-se no lábio superior o ponto médio entre a linha média facial e a comissura labial esquerda. Após a demarcação do punch, criou-se a FLP cortando um triângulo externamente à circunferência da demarcação do punch. Após confecção da FLP, retornou-se o feto à cavidade do útero, fechando-a pela sutura previamente realizada. Cada feto com FLP foi comparado a um feto controle (C) e outro SHAM (S). No dia 21,5 de gestação, os fetos foram retirados do útero foram pesados, fotografados e sacrificados, os crânios foram removidos e fixados em solução fixadora de formol 10% e corados para H&E em cortes de 5µm de espessura para a caracterização dos tecidos e verificação da existência da FLP e possível reepitelização do lábio operado. Nos dias 17,5, 18,5 e 19,5 foram operadas respectivamente 4, 7 e 5 ratas. O número de fetos considerados foi respectivamente 15 FLP, 15 C e 15 SHAM. Na avaliação macroscópica das FLP dos dias 17,5, 18,5 e 19,5 foi observado depressão na região do defeito, assimetria e retração labial. O padrão descritivo da histologia das FLP demonstrou ausência de interrupção completa do lábio operado e regeneração parcial da fissura no dia 17,5, ausência de interrupção completa do lábio operado e regeneração parcial das bordas das fissuras no dia 18,5 e nodia 19,5 completa interrupção do lábio e bordas da FLP afastadas. Nas três idades gestacionais selecionadas todos os fetos apresentaram FLP sem diferença macroscópica aparente. Entretanto, na avaliação histológica, verificou-se que na idade gestacional de 19,5 dias os fetos apresentaram FLP com maiores semelhanças às fissuras que ocorrem naturalmente ou por meio de indução não-cirúrgica. O modelo mostrou-se factível e a melhor idade gestacional para a confecção das FLP em ratos foi a de 19,5 DG.

Abstract: Cleft lip and palate (CLP) are the most frequent congenital defects of the face. CLP can occur in association, although they don't share the same etiology. These defects may impose face abnormalities and speech problems. Animal models have been used to study embriogenesis and pathogenesis of cleft lip and palate and surgical cleft confection in fetuses of both large and small animals have been described. Fetal rat model has been validated and has the advantages of lower cost, shorter gestation, more fetuses per pregnancy and less abortion and premature labor. Although rat model is in use, the ideal gestational day for cleft confection has never been studied. This study aimed to validate the surgical model for CLP in rat fetuses, determining the ideal gestational day. Pregnant Sprague-Dowley rats (n=16) underwent laparotomy for fetal exposure in three gestational moments (day 17.5, 18.5 and 19.5), being term on 22nd day. Fetal head was exposed and a 2mm punch used to mark the superior lip between midline and left commissure and then CLP created laterally through a triangular excision. For every operated fetus one control (C) and one Sham (S) fetus were present. On day 21.5, fetuses were removed, photographed, weighed and euthanized. Heads were fixed in formaline and 5µm slices stained with hematoxylin eosin for cleft visualization and analysis of reepitelization. A total of 45 fetuses were included, being 15 CLP, 15 C and 15 S. Macroscopic analysis of CLP revealed depression at the defect, lip retraction and asymmetry. Microscopy demonstrated on day 17.5 absence of lip interruption and partial wound regeneration. On day 18.5 lip interruption and partial wound regeneration were identified. On day 19.5 there was complete lip interruption as well as reepitelization of wound borders. All fetuses presented same macroscopic findings, independent of gestational day of operation. Differently, histology demonstrated that fetuses operated on day 19.5 presented CLP most similar to those occurring spontaneously or induced. In this study we confirmed model feasibility and demonstrated that the best gestational age to perform CLP is on day 19.5 of gestation.
Subject: Fenda palatina
Fenda labial
Feto
Ratos - Estudos experimentais
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2008
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.