Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310419
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Analise molecular do gene RHCE e suas variantes na população brasileira
Author: Ribeiro, Karina Antero Rosa
Advisor: Castilho, Lilian Maria de
Abstract: Resumo: O sistema Rh representa atualmente um dos sistemas de grupos sangüíneos de maior interesse devido a sua importância na clínica transfusional e na medicina materno-feta!. Os antígenos do sistema Rh são codificados por dois genes altamente homólogos, RHD que produz o antígeno D e o gene RHCE (alelos RH Ce, RH cE, RH ce e RH CE), que produz dois pares de antígenos antitéticos, C/c e Ele. Variantes que apresentam expressão parcial ou ausência total dos produtos do gene RHCE são relativamente freqüentes e suas bases moleculares têm sido motivo de diversas pesquisas, pois permitem correlacionar os genótipos com os fenótipos e esclarecer a perda de expressão de alguns antígenos Rh comuns, aumentando assim a segurança transfusional de pacientes politransfundidos e facilitando a seleção adequada de sangue a ser transfundido. Até o momento, poucos estudos moleculares das variantes deste gene foram realizados na população brasileira, o que tem dificultado a elaboração de protocolos de genotipagem seguros para aplicação na clínica transfusional e materno-feta!. Baseados nestas informações, nossos objetivos foram: estabelecer protocolos eficientes de genotipagem RHCE na população brasileira; calcular as freqüências gênicas (porcentagem de ocorrência) e as taxas de combinações alélicas dosalelos RHCE em nossa população e caracterizar molecularmente variantes do gene RHCE responsáveis por alterações na expressão dos antígenos Rh. Foram estudadas 358 amostras de sangue de doadores voluntários, 5 amostras de sangue de uma família portadora do fenótipo Rhnull e 2 amostras de sangue de indivíduos portadores da rara variante do gene Rhce denominada JAL. A genotipagem RH Cc foi realizada através de duas técnicas de PCR: uma técnica de PCR-RFLP, onde o índice de discrepância entre os resultados da fenotipagem e genotipagem foi de 26% e uma técnica de PCR-ASP, onde a discrepância entre os resultados da fenotipagem e genotipagem foi de 0,28%. A discrepância observada na técnica de PCR-ASP ocorreu em virtude da presença da variante híbrida RHD (D-CE-D) denominada r's, responsável pela fraca expressão do antígeno RH C em indivíduos de origem Africana. A genotipagem RH Ee foi realizada através de uma técnica de PCR-RFLP em todas as amostras de sangue dos doadores e apresentou apenas 1 discrepância (0,28%) em relação ao resultado da fenotipagem. A análise molecular desta amostra discrepante evidenciou a presença da mutação da mutação 48G>C no exon 1 e das mutações G667T e 733G no exon 5 do gene RHce, responsáveis pela diminuição da expressão do antígeno Rhe, caracterizando assim a discrepância observada. As freqüências do gene RHCE observadas em nosso estudo variaram entre as diferentes populações analisadas, sugerindo assim o processo de miscigenação ocorrido na nossa população. Os indivíduos portadores da rara variante JAL foram fenotipados como VS-V+ JAL+. O seqüênciamento direto dos 10 exons do gene RHCE em ambas as amostras identificou as mutações C733G (L245V) no exon 5 responsável pelo antígeno VS, e a mutação A1060C (N354A) no exon 7 que silencia o alelo VS, ambas em heterozigose. As amostras de sangue da família Rhnullforam fenotipadas, submetidas a análises de expressão dos antígenos Rh (citometria de fluxo), genotipadas, clonadas e seqüenciadas para os 10 exons do gene RHce. Os propósitos RhnUIaIpresentaram ausência na expressão dos antígenos Rh, o que caracterizou o fenótipo como Rhnull tipo amorfo. A genotipagem Rh revelou um gene RHD deletado e o genótipo RHce. O seqüênciamento do gene RHce identificou a deleção de um nucleotídeo entre os nucleotídeos 960 e 963 do exon 7, o que gerou um stop codon prematuro e a produção de uma proteína RHce truncada, responsável pelo fenótipo Rhnulldo tipo amorfo nestes indivíduos

Abstract: Rh is a highly complex red cell blood group system, consisting of 48 antigens. The RH locus is composed of two highly homologous genes, the RHD gene, which encodes for the D protein and the RHCE alleles have been characterized: ce, Ce, CE and cE. Six nucleotide (nt) substitutions within exons 1 and 2 have been reported to determine C/c polymorphism at caused by a single nt substitution (C/G), resulting in a Pro/Ala amino acid exchange at position 226. a plethora of RHCE variants have been identified at molecular level, although the requirements for expression of the RhCE antigens are not fully understood. There are few studies of the RHCE gene and these variants in the Brazilian population and little is known about them in such population. Based on this knowledge, the purpose of this study was to investigate the presence of the RHCE alleles and their frequencies, to establish protocols for RHCE genotyping andT to identify at molecular level RHCE variants responsible for weak expression of the RhCE antigens in the Brazilian population. Blood and DNA sample from 358 blood donors were tested for RH Cc by two different techniques (one multiplex PCR one PCR-RFLP) and for RH Ee for a PCR-RFLP technique... Note: The complete abstract is available with the full electronic digital thesis or dissertations
Subject: Antígenos
Imunoglobulinas
Genética de populações
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: RIBEIRO, Karina Antero Rosa. Analise molecular do gene RHCE e suas variantes na população brasileira. 2005. 107p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/310419>. Acesso em: 4 ago. 2018.
Date Issue: 2005
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ribeiro_KarinaAnteroRosa_M.pdf9.33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.