Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310386
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Representação social de pais de crianças com meningite bacteriana
Author: Pereira, Maria Isabel Warwar
Advisor: Straus, Lidia, 1949-
Abstract: Resumo: A meningite bacteriana é uma inflamação das meninges que pode deixar seqüelas neurológicas e/ou motoras, acometendo, na maioria das vezes, crianças abaixo de cinco anos de idade. Estudou-se a doença e o quando a mesma se toma social, a partir do momento em que existem esquemas de pensamentos nos indivíduos que permitem reconhecê-Ia e identificá-Ia socialmente. Na meningite bacteriana, o abalo emocional dos pais é forte o que toma necessário um suporte psicológico, pois há inúmeras fantasias, adquiridas no âmbito da sociedade, em relação a doença. Fez-se um estudo qualitativo com vinte e três mães/pais de crianças de ambos os sexos, com idade entre zero e oito anos que tiveram meningite bacteriana e foram atendidas no Ambulatório de Infectologia Pediátrica do Hospital das Clínicas, da Universidade Estadual de Campinas. Analisou-se como os pais entenderam a doença denominada meningite bacteriana e como e o que os médicos pediatras informaram a estes pais sobre a doença para, assim, observar se as crenças irracionais foram esclarecidas. Foi constatado que os pais percebem a gravidade da doença, mas não seu significado e que há falta de comunicação ideal dentro da relação médico-paciente, talvez em função da falta de compreensão pelo médico pediatra das necessidades dos pais das crianças doentes, do não entendimento pelos pais da linguagem técnica dos médicos e do fato do médico estar preocupado em resolver o problema agudo da criança e não preparar a família e a própria criança para o depois da alta

Abstract: The bacterial meningitis is an infection, which causes inflammation of the meninges that can lead to permanent neurological and/or motor related damages when affecting individuaIs less than 5 years old. The disease was studied from the moment it becomes a social disease due to the pre-established thoughts that allowing individuaIs to recognize as a social disease. Meningitis causes a strong emotional burden in children parents and a psychological support becomes a necessity once society creates several misconceptions related to how disease is acquired. This is a qualitative study with 23 mothers and fathers of children suffering from bacterial meningitis from both sexes and with ages from zero to eight years old. These children were all treated at the Pediatric Infectology Ward at the "Hospital das Clínicas", State University of Campinas. It was analyzed how parents understood the bacterial meningitis, how pediatric doctors communicated the disease to the parents and how any irrational beliefs about the disease was overcame. It was found that that parents do understand the seriously of the disease but not its meaning. There are major gaps between the interaction of parents and doctors mostly because doctors do not understand the parents needs during the disease, parents do not understand the medical terminology used by doctors and finally because doctors are focused in the child acute problem and not in the aftermnath and consequences of the disease
Subject: Pediatria
Psicologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2001
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pereira_MariaIsabelWarwar_D.pdf13.89 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.