Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310138
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Pesquisa do herpesvirus tipo 8 (HHV8) em adenoides e tonsilas de crianças : um estudo imunoistoquimico e por hibridização "in situ"
Title Alternative: Detection of herpersvirus type 8 (HHV8) in children's tonsils and adenoids by immunohistochemistry and in situ hybridization
Author: Chagas, Cristiano Aparecido
Advisor: Vassallo, Jose, 1957-
Abstract: Resumo: Contexto: o herpesvírus humano tipo 8 (HHV8) foi recentemente associado a neoplasias humanas, como o sarcoma de Kaposi e o linfoma não Hodgkin de células B das cavidades serosas em pacientes infectados pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV), além da doença de Castleman multicêntrica. Estudos epidemiológicos mostraram soropositividade em porcentagens variáveis da população, inclusive em crianças. Acredita-se que a forma de transmissão seja predominantemente sexual nos adultos, mas existem formas de infecção não relacionadas à atividade sexual que explicam a soropositividade em crianças e em indivíduos que não apresentaram contato sexual prévio. O vírus foi demonstrado em células epiteliais orais descamadas, mas há apenas um raro relato sobre sua presença no anel de Waldeyer em um individuo HIV positivo. Objetivos: detectar a presença do antígeno nuclear latente (LNA-1) e de RNAm do HHV8 em tecidos amidalianos e adenoideanos de indivíduos de até 20 anos de idade; em caso de reatividade, verificar quais tipos celulares albergam o vírus (linfóides, endoteliais, estromais, epiteliais); verificar se existe preferência por um dos dois órgãos estudados, amídalas ou adenóides; verificar em que idade a freqüência de positividade, se existir, se concentra (menor que 2 anos; 2 a 5; 6 a 10; maior que 10 anos); comparar a reatividade dos dois métodos. Métodos: estudo retrospectivo em amídalas e adenóides previamente fixadas em formalina e incluídas em parafina. Um total de 343 tecidos do anel de Waldeyer foi analisado (181 amídalas e 162 adenóides), de 293 pacientes (174 do sexo masculino e 119 do feminino; média de idade 6,05 anos, desvio padrão 3,80; mediana de idade 5 anos). A detecção de antígenos proteicos do vírus foi feita por imunoístoquímica (IQ), utilizando um anticorpo anti-LNAl, revelando-se a reação pelo método do LSAB+. A detecção do RNAm viral foi feita por hibridização in situ (HIS), utilizando-se um coquetel de sondas T1-1. Resultados/Conclusões: em 20 casos (6,83%) houve reatividade para o HHV8 em células morfologicamente caracterizadas como linfóides. Em 3 destes casos células epiteliais foram também positivas. Em todos os 20 casos houve reatividade à HIS, porém em apenas 2 casos houve reatividade concomitante à IQ. Em 19 casos houve reatividade nas tonsilas e em apenas um na adenóide. Houve percentual decrescente de positividade nas faixas etárias de pacientes menores de 2 anos, até 5, até 7 e maiores de 10 anos, embora sem diferenças significativas. Nossos dados reforçam a teoria da contaminação pelo HHV8 peia saliva já na faixa etária pediátrica. O método de hibridização molecular in situ mostrou-se muito superior à imunoistoquímica, provavelmente devido à pequena quantidade de material proteico nas células infectadas

Abstract: Objective: Human herpesvirus 8 (HHV8) has been associated with multicentric Castieman's disease, Kaposi's sarcoma and effusion non-Hodgkin's lymphoma. Epidemiological studies have shown seropositivity in variable proportions of populations. It seems to be sexually transmitted among adults and through oral contact among children. The virus has been demonstrated in desquamating oral epithelial cells, but there was only a rare report on its presence in the Waldeyer's ring in an HIV positive subject. The purpose of the present study is to detect HHV8 in tonsils and adenoids from children up to 20 years of age in which these organs had been surgically removed due to hypertrophy, using immunohistochemistry and in situ hybridization. Methods: Paraffin wax-embedded sections consisting of 181 tonsils and 162 adenoids from 293 patients were analyzed. HHV8 was detected by immunohistochemistry (IHC) using the anti-LNAl antibody (Novocastra) and the LSAB+ detection system (Dako). For the in situ hybridization (ISH), the Tl-1 probe for the viral mRNA and the detection system used were provided by Novocastra. Results: In 20 cases (6.83%), HHV8 was detected in cells morphologically characterized as lymphoid. In three of them epithelial cells were also positive. In 19 cases, the virus was detected in tonsils and in just 1 case in an adenoid. In all 20 cases detection was possible by ISH, whereas in only 2 of them there was a concomitant positivity by IHC. Discussion/Conclusion: Our data support the oral route of contamination by HHV8 in children, in whom tonsils and adenoids may harbor the virus. It is found especially in tonsils and only rarely in adenoids. In these organs ISH is the method of choice to detect this virus, probably due to the small amount of viral proteins
Subject: Herpesvirus 8 humano
Imuno-histoquímica
Tonsilite
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Chagas_CristianoAparecido_D.pdf2.64 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.