Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310126
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: "Efeito da colchicina na fibroses hepatica induzida quimicamente em coelhos"
Author: Brandão, Clodomir Garcia
Advisor: Pedrazzoli Junior, José
Junior, Jose Pedrazzoli
Abstract: Resumo: O desenvolvimento de fibrose é um ponto fundamental na formação da cirrose hepática e sua compreensão é essencial para o entendimento da fisiopatologia da cirrose e da conseqüente hipertensão portal. Assim, o desenvolvimento de um modelo experimental adequado de fibrose hepática é útil para o entendimento das enfermidades que podem evoluir para a cirrose hepática. A colchicina tem sido usada em pacientes com cirrose hepática mas efeitos não são totalmente conhecidos. Este estudo teve como objetivo desenvolvimento da fibrose hepática pela administração de tetracloreto de carbono (CCI4) por via intragástrica e o de avaliar o efeito da administração de colchicina neste modelo. Para este estudo foram utilizados 37 coelhos machos da raça New Zealand .(2,73 :t 0,05 Kg), os quais receberam água e ração ad libitum ao longo go período de experimentação. Estes animais foram divididos em 5 grupos. Catorze dias após o começo do tratamento com fenobarbita,1 os animais começaram a receber semanalmente o CCI4 (dose inicial de 20 mg diluído em-óleo I de milho a 10 %) por via intragástrica. A dose foi ajustada de acordo com controles bioquímicos indicativos de lesão hepática (aspartato aminotransferase [AST] e alanina aminotransferase [AL T], visando-se manter tais níveis plasmáticos entre 400 e 800 UII). Amostras de sangue dos animais foram coletadas 24 h após cada administração de CCI4, para dosagem de aminotransferases (AST e AL T), bilirrubinas (total e indireta), gama glutamil transpeptidase (y-GT), proteínas e albumina. Além dos controles bioquímicos, os animais foram pesados semanalmente. Para avaliar os efeitos do tratamento com fenobarbital e CCI4 sobre o fluxo sangüíneo hepático, foram determinadas as velocidades de depuração do verde de indocianina (ICG) antes e após o final do tratamento (aproximadamente 8 mg/kg em solução salina). A colchicina foi administrada diariamente em 2 grupos de animais (a partir da 11 a semana de tratamento com CCI4 e em outro, desde o início do tratamento com CCI4). Para este trabalho foram feitos 2 grupos controles, onde um dos grupos recebeu doses diárias de fenobarbital durante todo o experimento (controle fenobarbital) e o outro grupo apenas foi tratado com ração e água ad libitum. ' Ao final do período de estudo os animais foram sedados e sacrificados com' uma injeção de ar i. v. e foram retirados 3 fragmentos de cada lobo hepático parR análise histológica. Um número maior de animais que não recebeu colchicina desenvolveu cirrose, comparado com o grupo que recebeu a droga (8/10 vs. 0/10, p<, 0.01), tendo a fibrose sido menor nos animais tratados com colchicina (p<O. 01). Coelhos com 16 - semanas de tratamento com colchicina tiver~m, no final do experimento, ICG, y-GT, bilirrubina e ganho de peso semelhantes aos dos grupos cc 1trole, ao contrário dos animais que não receberam. A baixa letalidade e o elevado número de animais que desenvolveram cirrose hepática (8/10) leva a concluir que este tipo de modelo é eficaz. o peso corporal dos animais não serve como parâmetro para o ajuste da dose de tetracloreto de carbono, pois não houve alteração do mesmo durante o tratamento com CCI4. - Para o controle do desenvolvimento da lesão hepática, apenas a determinação das aminotransferases é suficiente

Abstract: The fibroses development is a fundamental point in the formation of the hepatic cirrhosis, and its comprehension is essential for the understandíng of ~the physiopatology of the cirrhosis and the consequent portal hypertension. The development of an adapted experimental model of hepatic fibroses is useful for the study of the illnesses that may develop the hepatic cirrhosis. The colchicine has been used in patients wíth hepaticcirrhosis, but its effects are not totally known. The aim of this study was to evaluate the colchicine effects in the hepatic cirrhosis chemically deveioped and to evaiuate if the Proctr Chatamra model is suitable to apply in rabbits. Thirty seven male New Zealand rabbtís were used (2.73 :t 0.05 Kg), Group A (n= 10), Group B (n= 10), Group C (n=10) and 7 controls animais. Group A was gíven only carbon tetrachroride (CCI4) and phenobarbitone (FB), Group B received the same treatment as Group A with the addition of colchicine (100 Ilg/daily/five days a week 16 weeks) and Group C received the as Group B ,but had the colchicine treatment for a longer period of time. They were given phenrr¿A dissolved in drinking water (approximately 50 mg/day/animal) and a week j,,-. treatment (10% solution in com oil; 20 mg/animallw,eek) concomítant with PB.The CCI4 dose was adjusted 'weekly in órder to obtain serun AST and AL T levels between 400 U/I and 800 U/I. The indocianine green (lCG) pharmacokinetics were determined after injecting the ICG (8mg/Kg, i.v.) and collecting plasma samples at suitable time points for the ICG quantifcation. At the end of the experiment, animais were sacrificed, and 3 fragments of each liver sent to histology examination. A higher proportion of animais which did not receive colchicine developed cirrhosis compared to those which received the drug (8/10 vs. 0/10, p.0.01), the líver flbrosis was also reduced (p.0.01). Rabbits that had been through the 16 week treatment had at the end of experiment, ICG, y-GT, bilirrubin and weight gain similar to controls. The serum enzymes and the elimination rate of ICG (before and after 16 weeks of treatment) in the CCI4 group were: AL T: 62.6 :t 170.87 UII; AST: 39,40 :t 0.3661 mllmin/kg, respectively. The low mortality and the quantity of the animais wich developed liver cirrhosis conduce to conclude with that model is suitable. The body wight is not suitable to regulate the CCI4 doses. Only the aminotransferases measurement is necessary for control of the liver development. The colchicine reduces the development of liver fibrosis and cirrhosis in a . experimental model of chronic toxic liver damage, supporting its potential therapy of liver díseases
Subject: Cirrose hepática
Matriz extracelular
Fibroblasto
Fígado
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1999
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Brandao_ClodomirGarcia_M.pdf4.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.