Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310102
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Percepção das mães de uma comunidade virtual acerca do empoderamento materno nas consultas pediátricas
Title Alternative: Mother's perception of a virtual community about motherly empowerment on pediatric appointments
Author: Carvalho, Simone de, 1975-
Advisor: Martins Filho, José, 1943-
Filho, Jose Martins
Abstract: Resumo: RESUMO OBJETIVO: Analisar a percepção das orientações pediátricas pelas mães na ocasião do atendimento em consultórios particulares, visando conhecer de que maneira assimilam, processam e utilizam as informações recebidas do seu pediatra. Conceituar o termo empoderamento materno atribuído por este grupo de mães. MÉTODOS: A coleta de dados foi realizada através de questionário enviado às participantes via e-mail. No total, 200 mães de uma comunidade virtual nas redes sociais participaram da pesquisa. As respostas foram transcritas através do método do Discurso do Sujeito Coletivo. As análises foram respaldadas na perspectiva qualitativa de pesquisa, sob a ótica da Teoria das Representações Sociais. RESULTADOS: Obtiveram-se as seguintes categorias através da análise de dados: (1) avaliando as orientações pediátricas, (2) confrontando teoria e prática e (3) desenvolvimento de um olhar crítico acerca das orientações pediátricas. Tais categorias elucidaram que o nível de conhecimento de temas pediátricos por parte das mães e a sua capacidade de utilizá-los na tomada de decisões sobre os cuidados dos seus bebês, apresentaram uma relação direta entre seguir ou não as orientações do pediatra. Sobre os significados atribuídos pelas mães quanto à apropriação do seu empoderamento pessoal e o significado do termo para elas, surgiram as seguintes categorias: (1) A apropriação do autopoder como facilitador nas relações pediátricas na visão materna e duas subcategorias; (2) o empoderamento materno e sua contribuição na dinâmica mãe-pediatra; (3) a dinâmica das trocas de experiências práticas entre as mães do grupo de apoio fortalecem a aquisição do empoderamento materno e suas três subcategorias. Ademais, o conceito do empoderamento materno e suas cinco subcategorias, resultaram em uma definição deste elemento figurativo, que tem como objetivo identifica-lo, nomeá-lo e distingui-lo, propondo um tipo de abordagem no apoio às mães como forma de dar condições para que possam, elas mesmas, construírem o seu empoderamento, sendo esta prática eficaz na qualidade do cuidado e da saúde infantil e na relação com o seu pediatra. CONCLUSÕES: Os apontamentos das mães mostram que a ação sobre a decisão pelo acompanhamento da saúde do seu bebê é diretamente proporcional à da qualidade do atendimento pediátrico quanto: (1) à certificação das recomendações atualizadas e comprovadas de acordo com os órgãos oficiais de saúde e (2) ao apoio e o reconhecimento por parte do pediatra do autopoder adquirido pela mãe. A prática do acesso ao conhecimento destas mães relativamente aos cuidados com o seu bebê, dificultam o acompanhamento pediátrico. Isto se deve ao fato de surgir a desconfiança no confronto entre as informações previamente adquiridas pela mãe e a orientação pediátrica recebida. Quanto maior o nível de empoderamento da mãe, maior é a necessidade de um atendimento baseado na partilha de saberes, no reconhecimento das percepções maternas e na segurança em seguir os seus próprios instintos maternos. Vale lembrar que a qualidade da saúde infantil está intimamente relacionada às decisões das mães em função das instruções pediátricas percebidas

Abstract: OBJECTIVE: Analyze the perceptions of mothers in relation pediatric guidelines at the time of care in private practices, aiming to know how to assimilate, process and use the information oriented by your pediatrician. Conceptualize the empowerment maternal expiry assigned by this group of mothers. METHODS: Data collection was conducted through a questionnaire sent to participants via e-mail. In total, 200 mothers of a virtual community in the social network participated. The answers were transcribed through the Collective Subject Discourse Methods. Analyses were backed in qualitative research perspective, from the perspective of Social Representations. RESULTS: the following categories emerged from the data analysis: assessing pediatric guidelines, confronting theory and practice and the developing a critical eye on the pediatric guidelines. These categories made it clear that the level of knowledge of pediatric issues by mothers and their ability to use them in making decisions about the care of their babies, showed a direct relationship between following or not the pediatrician's guidelines. On the meanings attributed by the mothers of acquirement of their personal empowerment and the meaning of the term for them, the following categories emerged: the mother of ownership of their autopoder as a facilitator in pediatric relations on maternal vision and two sub-categories; maternal empowerment and their contribution to dynamic mother-pediatrician; the dynamics of exchange of practical experiences among mothers group support strengthening the acquisition of maternal empowerment and three sub-categories. And, the concept of maternal empowerment and their 5 subcategories, resulted in a definition of the figurative element, which is aiming to identify name and distinguish it, proposing an approach in supporting mother's as a way to possible conditions for can build their personal empowerment, which is effective practice in quality of care and child health and relationship with your pediatrician. CONCLUSIONS: The opinions of the mothers show that action on the decision for attendance your baby's health is totally dependent on the quality of pediatric guidance in the spheres: certification of updated recommendations and evidence according to the official organs of health, support and recognition by the pediatrician of your acquired self power. The practice of access to knowledge of these mothers on caring for your baby, is difficulted in the relationship with the pediatric monitoring. This was due to the fact emerge mistrust between the acquired information and the confrontation of these at the time of pediatric orientation. Higher the mother's empowerment level, the greater the need for care based on shared knowledge, the need for care based on shared knowledge, in recognition of maternal perceptions acquired by mothers and their safety following their own maternal instincts. Remembering that the quality of child health is closely related to the decisions of mothers according to the instructions pediatric perceived
Subject: Mulheres
Pediatria
Orientação infantil
Editor: [s.n.]
Citation: CARVALHO, Simone de. Percepção das mães de uma comunidade virtual acerca do empoderamento materno nas consultas pediátricas. 2015. 1 recurso online (114 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/310102>. Acesso em: 28 ago. 2018.
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Carvalho_Simonede_M.pdf2.16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.