Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310054
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: O SISPRENATAL como instrumento de avaliação da assistência à gestante no município de São Carlos, SP
Title Alternative: The SISPRENATAL as a tool evaluating the care to the pregnant women at the municipality os São Carlos, SP
Author: Polido, Carla Betina Andreucci, 1969-
Advisor: Cecatti, José Guilherme, 1957-
Abstract: Resumo: Compilar através de uma revisão sistemática os resultados de publicações sobre o Programa de Humanização do Pré-natal e Nascimento (PHPN) e comparar dados referentes ao pré-natal de mulheres residentes no município de São Carlos, SP, obtidos no cartão da gestante e no SISPRENATAL, analisando o cumprimento dos requisitos mínimos e os indicadores de processo propostos. Sujeitos e Método: Para a revisão sistemática, identificaram-se os estudos primários sobre o assunto através de consulta aos bancos de dados MedLine e Scielo, a partir de 2001, com informações obtidas através do SISPRENATAL ou outras fontes. Foi realizada uma metanálise, estimando-se a proporção combinada de cada indicador com seu respectivo IC95%. Para o estudo no município de São Carlos, SP, realizou-se corte transversal com 1489 puérperas internadas para parto pelo SUS na Maternidade de São Carlos, entre novembro de 2008 e outubro de 2009. Os dados referentes ao pré-natal foram coletados no cartão da gestante e no SISPRENATAL. A informação foi comparada entre as duas fontes utilizando o teste de ?2 de McNemar para amostras relacionadas. Resultados: Segundo os artigos incluídos na revisão sistemática, os indicadores de processo apresentaram aumento de seu registro ao longo do período segundo ambas as fontes de dados, com valores inferiores registrados no SISPRENATAL. A cobertura de pré-natal em São Carlos foi de 97,1% de acordo com o cartão de pré-natal e de 92,8% segundo o SISPRENATAL, com diferença significativa entre ambas as fontes de informação para todos os requisitos mínimos do PHPN e indicadores de processo. O cartão de pré-natal apresentou registro de informações superior ao do SISPRENATAL (exceção para a primeira consulta de pré-natal). A proporção de mulheres com seis ou mais consultas e todos os exames foi de 72,5% pelo cartão e de 39,4% pelo sistema oficial, diferenças mantidas para as cinco áreas de saúde do município. Conclusões: O banco de dados SISPRENATAL registra baixa cobertura do PHPN, se comparado com outras fontes, com única exceção da proporção de gestantes em relação ao número de nascidos vivos, que no SISPRENATAL foi de 23,05% em média entre os diversos artigos, enquanto foi de 15,94% segundo outras fontes. Em São Carlos, o SISPRENATAL não foi uma fonte segura para avaliação da informação disponível sobre pré-natal. Houve grande adesão ao PHPN, porém o registro da informação foi deficiente. Após dez anos da criação do programa, cabe agora aos municípios adequação da qualidade da assistência e de capacitação técnica multiprofissional para correta documentação de informação em saúde

Abstract: To combine in a systematic review results of publications on the Program of Humanization of Prenatal Care and Childbirth (PHPN) and to compare information regarding prenatal care of women from São Carlos, SP, obtained from the prenatal chart and from SISPRENATAL, assessing compliance with the minimum requirements and the process indicators as proposed. Subjects and Methods: For the systematic review, the primary studies on the subject were identified by consulting the databases MedLine and Scielo from 2001 upwards, with information obtained from SISPRENATAL or other sources. A metaanalysis was then performed, estimating the pooled proportion for each process indicator with its respective 95%CI. For the study in São Carlos, SP, a cross sectional study of 1489 women admitted for childbirth by Public Health System at the Maternity of S. Carlos was performed, between November 2008 and October 2009. The data on prenatal care were collected from prenatal chart and from SISPRENATAL. The information was compared between the two sources using the McNemar ?2 test for related samples. Results: According to the articles included in the systematic review, process indicators showed an increase in their record across the period by both data sources, with lower values registered in SISPRENATAL. The coverage of prenatal care in São Carlos was 97.1% according to the prenatal chart and 92.8% according to SISPRENATAL, with significant difference between both sources of information for all the minimum requirements and process indicators. The prenatal chart had more recorded information than SISPRENATAL (except for the first prenatal visit). The proportion of women with six or more visits and all basic lab exams was 72.5% by the chart and 39.4% by the official system, differences held for the five municipalities' health areas. Conclusions: There was a low coverage of PHPN according to SISPRENATAL, compared with other sources of information, with the only exception of the proportion of pregnant women in relation to the number of live births. This was 23.05% on average in SISPRENATAL among several articles, while 15.94% according to other sources. In São Carlos, SISPRENATAL was not a reliable source for assessing the information available about prenatal care. There was a great adhesion to PHPN, but the registry of the information was flawed. After ten years of starting the program, it is now up to municipalities to adequate the quality of care and technical training for correct documentation of health information
Subject: Serviços de informação
Cuidado pré-natal
Gravidez
Saúde da mulher
Saúde pública
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Polido_CarlaBetinaAndreucci_M.pdf2.46 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.