Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309997
Type: TESE
Title: Efeito da obesidade na atividade eosinofílica em crianças e adolescentes asmáticos atópicos
Title Alternative: Effect of obesity on eosinophil activity in atopic asthmatic children and adolescents
Author: Grotta, Milena Baptistella, 1976-
Advisor: Ribeiro, José Dirceu, 1952-
Abstract: Resumo: Introdução: A prevalência da obesidade e da asma tem aumentado muito durante as últimas décadas. Investigações atuais sugerem que a obesidade está associada à asma em numerosos estudos. Os mecanismos pelos quais a obesidade interfere nos sintomas da asma ainda são controversos. Objetivo: avaliar o efeito da obesidade na atividade eosinofílica através da quimiotaxia e adesão em crianças e adolescentes asmáticos e não asmáticos em associação a dosagem das adipocinas séricas. Método: Incluídos 32 asmáticos obesos (AO) e não obesos (ANO), 5 não asmáticos obesos (NAO) e 5 não asmáticos não obesos (NANO). Colhido sangue periférico para isolamento de eosinófilos através do gradiente de Percolll seguido de separação imunomagnética. Para quimiotaxia utilizada câmara de microquimiotaxia com 48 poços em triplicata com MEM (espontânea), eotaxina, PAF (fator de ativação plaquetária) e RANTES (regulated on activation, normal T cell expressed and secreted). Leitura através de filtro com contagem em microscópio óptico. A adesão foi realizada com placas de fibronectina em triplicata com MEM e eotaxina. Leitura através da absorbância das amostras desconhecidas com as da curva padrão de células. Feito dosagem de leptina e adiponectina por ELISA. Resultado: A quimiotaxia espontânea foi maior entre os AO e ANO (p=0,02) e entre os AO e NANO (p=0,03). Com eotaxina houve aumento para o grupo AO em relação aos ANO e aos NANO, e do grupo dos NAO em relação aos ANO e NANO (p<0,0001). Para o PAF, o grupo AO mostrou-se maior do que NANO (p=0,02). O RANTES apresentou significância entre os NAO em relação aos ANO e NANO (p=0,01). Na adesão espontânea dos eosinófilos a fibronectina, não foi encontrado relevância entre os grupos. Com eotaxina, houve maior adesão para os AO em relação aos NANO (p=0,04). Maior concentração de leptina no grupo dos AO e NAO (p=0,0001). Não foi encontrado diferença entre os grupos para adiponectina total. Conclusão: Este é o primeiro estudo a demonstrar uma maior atividade eosinofílica (quimiotaxia e adesão) em crianças e adolescentes obesos asmáticos atópicos em relação aos não obesos e aos voluntários saudáveis com associação ao aumento de leptina sérica

Abstract: Background: The prevalence of obesity and asthma has increased over the past several decades. Recent investigations suggest relationship between asthma and obesity in many studies, but the mechanisms are unclear. The aim of this study was evaluate the obesity effect in eosinophil activity by chemotaxis and adhesion in asthmatic and non-asthmatic children and adolescents in association with serum adipokines measurement Method: 32 asthmatic obese (AO) and asthmatic non obese (ANO), 5 non asthmatic obese (NAO) and 5 non asthmatic non obese (NANO) were included. Peripheral blood was collected and eosinophils were purified using a Percoll gradient followed by immunomagnetic cell separator. Chemotaxis was performed with microchemotaxis chamber in triplicate with MEM (spontaneous), eotaxin, PAF (platelet-activating factor) and RANTES (regulated on activation, normal T cell expressed and secreted). The measurement was done by optical microscope count. The adhesion was performed by fibronectin plates in triplicate with MEM and eotaxin. Eosinophilic adhesion was calculated by comparison between absorbance of unknown samples with the standard curve. Leptin and adiponectin were quantified by ELISA. Results: spontaneous chemotaxis was higher between AO and ANO (p=0.02) and between AO and NANO (p=0.03).With eotaxin, the increased was between AO and ANO and between AO and NANO, and between ANO and NANO (p<0.0001).With PAF, AO was higher than NANO (p=0.02). RANTES was increased among NAO and ANO and NANO (p=0.01). In spontaneous adhesion, there was no difference between groups. With eotaxin, the adhesion was higher between AO and NANO (p=0.04). Leptin was higher in AO and NAO than the others (p=0.0001). There was no difference among groups for total adiponectin. Conclusion: This is the first study that showed higher eosinophilic activity (chemotaxis and adhesion) in atopic obese asthmatic children and adolescents in relationship to asthmatic non obese and healthy volunteers
Subject: Quimiotaxia
Adesão celular
Obesidade
Asma
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Grotta_MilenaBaptistella_D.pdf2.28 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.