Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309930
Type: TESE
Title: Fumo em ratas grávidas : envolvimento do fator induzível por hipóxia (HIF-1alpha), do fator de crescimento do endotélio vascular (VEGF) e da eritropoietina (EPO) sobre a ontogênese renal e a função renal da prole de ratos machos
Title Alternative: Smoking pregnant rats : involvement of hypoxia-inducible factor (HIF-1alpha), vascular endothelial growth factor (VEGF) and erythropoietin (EPO) on ontogenesis and renal function of the male offspring rats
Author: Block, Daniel Bueno, 1982-
Advisor: Gontijo, Jose Antonio Rocha, 1956-
Abstract: Resumo: O ambiente em que vivemos tem grande influência no desenvolvimento e na vida adulta do feto, sendo que a alimentação ou o tabagismo vêem como hábitos e estilo de vida que estão diretamente relacionados a modificações na organogênese fetal. O tabagismo é um dos fatores de maior preocupação das autoridades em saúde pública, devido aos graves problemas à saúde causados pelo cigarro, os custos sociais e econômicos decorrentes destas afecções e, atualmente às possíveis implicações epigenéticas dada incidência do tabagismo em gestantes que pode repercutir sobre gerações futuras. Vários estudos tratam dos efeitos danosos e das repercussões do cigarro no organismo de gestantes e no desenvolvimento do feto, tais como hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, maior prevalência de aborto espontâneo, morbidade intrauterina , retarde no crescimento fetal, entre outros. A inalação de monóxido de carbono (CO) pelas gestantes, através do cigarro, causa no feto um estado de hipóxia que pode ser, muitas vezes, fatal. Em resposta a este déficit de oxigênio alguns mecanismos fisiológicos podem ser observados, como: o aumento da expressão do hormônio endógeno eritropoietina (EPO) que regula a eritropoiese e consequentemente, os níveis de hemoglobina e a hematose dos tecidos. O fator induzível por hipóxia (HIF-1) atua na regulação da expressão EPO, sobre a angiogênese, e na viabilidade e proliferação celular vascular entre outras funções. Nesta emaranhada rede de estímulos, está intimamente envolvido o fator de crescimento do endotélio vascular (VEGF) que tem na hipóxia um dos principais estímulos a sua expressão. Este fator é o mais importante mediador do desenvolvimento vascular renal, principalmente do processo de diferenciação do corpúsculo glomerular. Observamos que a inalação de tabaco não modificou significativamente a evolução da massa corporal das mães durante a prenhes (figura 6). No entanto, a prole de animais submetidos ao fumo apresentou uma expressiva redução da massa corporal ao nascer - Ct 7,2± 0,05DPM g vs. Fm 6,3± 0,24DPM g (figura 7), e da nona e décima semana de vida - Ct 322± 20,5DPM g vs. Fm 286± 32,3DPM g e Ct 329± 20,4DPM g vs. Fm 294± 32,6DPM g, respectivamente (figura 8). Os resultados referente à função renal na prole Ct e Fm na 5ª semana de vida não mostraram diferenças significativas na filtração glomerular (CCr) tão pouco na reabsorção proximal de sódio. Contudo, a prole Fm apresentou um aumento significativo na excreção de sódio (FENa+ 24,5%, FEK 13,8%, FEPPNa+ 25,3% e CENa+ 20%) quando comparado ao Ct (figura 13). Por outro lado, na 10ª semana de vida, observamos um aumento significativo (p=0,01) no CCr - 13,9% e na CENa+ - 17,7%, na prole Fm vs. Ct. Nestes animais não houve diferença na reabsorção de Na+ no túbulo proximal e pós-proximal, consequentemente não observamos diferenças significativas na FENa+ e FEK (figura 14). Nos animais Fm de 13 semanas de vida nenhum dos parâmetros das provas funcionais renais se alteraram (figura 15). Contudo, estritamente nesta idade podemos observar um elevação na pressão arterial (p=0,02) entre os grupos Ct e Fm - 134± 9,79DPM mmHg e 146± 11,07DPM mmHg, respectivamente (figuras 11). Não observamos modificações significativas, através da estereologia renal, no volume renal (Ct 0,12 ±0,01 vs. Fm 0,11 ±0,004), na massa renal (Ct 0,43 ±0,03 vs. Fm 0,37 ±0,01) nos animais com 12 dias de vida. Embora, não estatisticamente significativo, a prole Fm apresentou uma redução de 10% no volume glomerular (Ct 16420 ±2411 vs. Fm 15860 ±1078) e 8,2% menos glomérulos (Ct 10450 ±2030 vs. Fm 8628 ±900) quando comparados ao Ct (figuras 16 a 19). Os resultados quantitativos das proteínas envolvidas na angiogênese e eritropoiese - VEGF e EPO, dados pelo ensaio de western blotting, não apresentaram diferenças significativas entre os grupos (figuras 20 a 22). Contudo, os resultados semi-quantitativos por imunolocalização mostrou uma elevada intensidade fluorocrômica do VEGF nos animais Fm e de HIF1? nos animais Ct no período embrionário - E17 (figuras 23 a 27). Observamos, também, uma expressiva modificação na estrutura da matriz extracelular por deposição de proteínas no sitio intersticial e perivascular renal nos animais Fm de 16 semanas vida comparadas ao Ct dadas pela histoquímica de picrossíruis e imunofluorêscencia de fibronectina (figura 29 a 32). Assim, podemos concluir que, a exposição intrauterina ao fumo e seus componentes, podem levar a uma modificação morfofuncional renal na vida adulta que reflete diretamente na manutenção da pressão arterial

Abstract: Prior study about developmental plasticity hypothesis suggests that various adverse intra-uterine exposures lead to persistent fetal developmental adaptations. Maternal smoking is a very important modifiable adverse fetal exposure in western countries and leads to a decrease in the offspring's birth weight. Thus far, the specific adverse fetal smoking exposures and mechanisms underlying these associations on renal development and functional disorder are unclear. The present study investigates, in adult male rats, the effect of smoking exposure (Sk) in utero on blood pressure (BP), and its association with nephron structure and function changes. In the current study, showed in 13-week old Sk offspring enhanced arterial blood pressure, reduced nephron number are associated with higher TGF-?1 glomerular expression. Sk glomeruli also presented an upregulated collagen and fibronectin deposition intrinsically related to fibrotic process as compared to age-matched control group. From our present knowledge, these are the first data showing renal morphological and functional modifications in the gestational smoking model of fetal programming. The fetal-programmed adult rats showed structural kidney disorders associated with a striking stage of fibrosis, which led us to state that the glomerular overflow and subsequently TGF-?1 activity inducing fibrotic protein expression that may cause glomerular EMT
Subject: Feto - Desenvolvimento
Hábito de fumar
Hipertensão
Fibrose
Transição epitelial-mesenquimal
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:FCM - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Block_DanielBueno_M.pdf3.73 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.