Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309929
Type: TESE
Title: Ingestão materna crônica de dieta hiperlipídica = efeito sobre a função renal, o metabolismo glicídico e a pressão arterial da prole
Title Alternative: Chronic maternal ingestion fat diet : effect on renal function, glucose metabolism and blood pressure of offspring
Author: Roza, Noemí Angélica Vieira, 1980-
Advisor: Gontijo, Jose Antonio Rocha, 1956-
Abstract: Resumo: A prevalência de doenças cardiovasculares e obesidade esta associada ao aumento da ingestão de alimentos hipercalóricos em decorrência de modificações no padrão alimentar ocorrido nas ultimas décadas. A relação entre uma dieta rica em ácidos graxos saturados e resistência a insulina, Diabetes Mellitus e hipertensão e amplamente aceita. A ingestão de dieta hiperlipídica durante o período gestacional pode induzir na prole, na idade adulta, hipertensão, resistência a insulina, dislipidemia e obesidade, sintomas clássicos da Síndrome Metabólica, cada vez mais presentes também em crianças e adolescentes. Adicionalmente, a exposição a dieta hiperlipídica pode aumentar a expressão de proteínas da via inflamatória tais como JNK, IKK?, I?B, NF-?B. Este trabalho estudou a repercussão do tratamento pré-natal sobre a função renal, a inflamação no rim e o metabolismo glicídico como componentes importantes na elevação pressórica na prole de fêmeas alimentadas com dieta hiperlipídica. Ratas Wistar receberam dieta com 60% de lipídios desde o desmame, durante a prenhez e a lactação, sendo este modelo experimental comprovado por meio do perfil metabólico. As fêmeas apresentaram menor ganho de peso em todo o período, mesmo tendo um maior consumo calórico. Apos oito semanas de dieta, as ratas apresentaram alterações na função renal, queda da excreção de potássio e resistência periférica a insulina, associadas a elevação da pressão arterial. A prole de machos dessas fêmeas foi estudada em idades distintas. Os animais nasceram com menor massa corporal e, mesmo apos o desmame, continuaram ganhando menos peso ate a 16a semana de vida. A filtração glomerular aumentou e a reabsorção de sódio no rim aumentou significativamente na 16a semana de vida. Alem disto, nesta idade, a prole de machos apresentou resistência a insulina e aumento na expressão de proteínas da via inflamatória do NF-?B. Em consequência destas alterações verificou-se aumento da pressão arterial a partir da 8a semana de vida. O presente estudo demonstrou que a ingestão crônica materna de dieta hiperlipídica leva a modificações em mecanismos de controle da pressão arterial sistêmica na prole adulta

Abstract: Prevalence of cardiovascular disease and obesity is associated with increased calorie intake of food due to changes in dietary patterns in recent decades. The relationship between a diet rich in saturated fatty acids and insulin resistance, diabetes mellitus and hypertension is widely accepted. Eating high-fat diet during pregnancy can induce in the offspring in adulthood, hypertension, insulin resistance, dyslipidemia and obesity, classic symptoms of Metabolic Syndrome, also increasingly present in children and adolescents. Additionally, exposure to high-fat diet can increase the protein expression of inflammatory pathway such as JNK, IKK?, I?B, NF-?B. This study examined the impact of prenatal treatment on renal function, inflammation and glucose metabolism in the kidney as an important component in blood pressure elevation in the offspring of females fed high-fat diet. Female rats were fed a diet with 60% fat from weaning, during pregnancy and lactation, and this is evidenced by the experimental model of the metabolic profile. Females had lower weight gain during the entire period, despite having a higher caloric intake. After eight weeks of diet, rats showed changes in renal function, decreased excretion of potassium and insulin resistance, associated with elevated blood pressure. The male offspring of these females were studied at different ages. The animals were born with lower body mass, and even after weaning, less weight gain continued until the 16th week of life. The glomerular filtration and increased sodium reabsorption in the kidney increased significantly at week 16 of life. Moreover, at this age, the offspring of males showed insulin resistance and increased protein expression of inflammatory pathway of NF-?B. In consequence of these changes there was an increase in blood pressure from 8 weeks of age. This study showed that chronic ingestion of maternal high-fat diet leads to changes in control mechanisms of blood pressure in adult offspring
Subject: Gorduras na dieta
Rim
Feto - Desenvolvimento
Hipertensão
Inflamação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FCM - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Roza_NoemiAngelicaVieira_M.pdf2.39 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.