Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309928
Type: TESE
Title: Efeito da atividade física aeróbica programada sobre a pressão arterial, expressão da via NFkB e da HSP 70 em ratos espontaneamente hipertensos = Effect of physical activity program in aerobic blood pressure and expression in NFkB pathway and HSP 70 in spontaneously hypertensive rats
Title Alternative: Effect of physical activity program in aerobic blood pressure and expression in NFkB pathway and HSP 70 in spontaneously hypertensive rats
Author: Silva, Vinícius Rodrigues, 1982-
Advisor: Gontijo, Jose Antonio Rocha, 1956-
Abstract: Resumo: O treinamento físico progressivo deve ser considerado uma escolha terapêutica valiosa em portadores de doenças cardiovasculares, incluindo hipertensão arterial. Assim sendo o objetivo deste trabalho foi averiguar os efeitos da atividade física programada, com diferentes intensidades e duração do treinamento, sobre a pressão arterial sistêmica, o manuseio tubular renal de sódio e filtração glomerular, a manipulação renal de sódio e a expressão de proteínas da via inflamatório: TNF-R1, p-I?B, NF?B e a proteína do choque térmico HSP-70 em tecido renal e ventricular esquerdo de ratos espontaneamente hipertensos (SHR) e Wistar Kyoto (WKY) Métodos: Os ratos de ambas as linhagens realizaram atividade física em meio aquoso termoneutro, sendo as duas primeiras semanas compostas por treinamento adaptivo à água e as 4 semanas seguinte compostas por treinamento incremental utilizando chumbo como peso extracorpóreo. Foram semanalmente mensurados o peso corporal e lactato sanguíneo (reação de colorimetria) em ambas as linhagens e em todos os grupos experimentais, após 4 e 6 semanas de treinamento foram analisadas a função renal (mensuração de creatinina, sódio, lítio e potássio), ensaio da atividade da citrato síntese (reação de colorimetrial), determinação da hipertrofia cardíaca (determinação do índice de hipertrofia cardíaca), análise dos valores de pressão arterial sistêmica (pletismografia) western blot de tecido renal e ventricular esquerdo e imunohistoquímica de tecido renal. Os dados foram analisados utilizando teste ANOVA para análise dos valores de massa corporal e teste t student para as demais variáveis. Resultados: Os dados de lactato sanguíneo não ultrapassaram 5,5 mmol/L em nenhuma semana de treinamento em ambas as linhagens caracterizando treinamento de predominância aeróbia, os valores de lactato sanguíneo comprovaram a eficiência do exercício físico propostos sendo maiores nos grupos treinados de ambas as linhas pós 6 semanas de treinamento, o estudo mostraram também que a pressão arterial foi reduzida significativamente em ratos SHRT vs. SHRS após 4 e 6 semanas de treinamento 180, 6 '+ ou -' 4,3 mmHg em SHRS para 126,2 '+ ou -' 2,2 mmHg em SHRT (P <0,05). Além disso, os dados da filtração glomerular bem como o manuseio tubular renal de sódio nos apontam um aumento da excreção de sódio urinário em ratos fracionada SHRT de 0,2 '+ ou -' 0,07-, 8 '+ ou -' 0,03% (P <0, 001) em comparação com SHRS, apesar de uma depuração da creatinina inalterada. Este FENa aumentou consistentemente em SHRT foi acompanhado por um aumento significativo da excreção de sódio proximal e pós-proximal (de 4,0 '+ ou -' 0,9-2,3 '+ ou -' 0,9%, respectivamente (P <0,01). Esta excreção de sódio melhorada fracionada no longo prazo SHR foi treinada seguida por um aumento significativo na FEK de 0,2 '+ ou -' 0,03-0,5 '+ ou -' 0,02%, quando comparado com animais de SHRs (P <0,009), com relação aos dados referentes à via inflamatória, observamos menor expressão de NF?B em ratos SHRT vs. SHRS após 4 semanas de treinamento e uma tendência à manutenção dessa menor expressão após 6 semanas, além de verificarmos uma expressão significativa maior em SHRT vs. SHRS de HSP 70 após a sexta semana de treinamento. Conclusão: O presente estudo pode indicar que, no rim, em longo prazo de exercício exerce um efeito modulador sobre tubular excreção de sódio. Na verdade, o estudo indica uma associação de natriurese aumentar com a queda nos níveis de pressão arterial, observadas em SHRT, em comparação com ratos de mesma faixa etária SHRS, além de promover aumento da expressão de HSP 70 e uma tendência a diminuição do processo inflamatório

Abstract: Aims: Progressive exercise training should be considered a valuable therapeutic choice in cardiovascular disease including arterial hypertension. Since the long-term changes in renal sodium tubule handling are associated with SHR hypertensive development, we hypothesize that aerobic exercise (plasma lactate levels smaller than 5.5 mmol/L/100 g body mass) and increased citrate synthase activity) training may cause an enhancement in urinary sodium excretion associated with blood pressure fall in conscious, trained Okamoto-Aoki rats (SHRT) compared with appropriate age-matched sedentary SHR (SHRS). To test this hypothesis, we study the tubular sodium handling, evaluated by lithium clearance, in conscious SHRT, compared with their appropriate controls (SHRS). Methods: To evaluate the influence of exercise training compared with sedentary rats on estimate renal function we used creatinine and lithium clearance methods. The exercise training was carried out according to a protocol consisting of graded swim-training exercises, with progressive increments of overload using weights attached to the animals' tails. Data obtained over time were analyzed using appropriate ANOVA and Student t test. Results: Regarding the effects of long-term aerobic, the current study demonstrated that increased blood pressure in SHR was blunted and significantly reduced by long-term swim training between the ages of 6-wks and 12-wks old from systolic blood pressure averaged 150,6'+ or -' 4,3 mmHg in SHRS to 126,2'+ or -'2,2 mmHg in SHRT (P<0,05). Additionally, the investigation observed an increased fractional urinary sodium excretion in SHRT rats from 0.2 '+ or -' 0.07 to 0.8 '+ or -' 0.03% (P<0.001) compared to SHRS, despite a unchanged creatinine clearance. This consistently increased FENa in SHRT was accompanied by a significant enhancement in proximal and post-proximal sodium excretion (from 4.0 '+ or -' 0.9 to 2.3 '+ or -' 0.9 %, respectively (P<0.01).This enhanced fractional sodium excretion in long-term trained SHR was followed by a significant increase in FEK from 0.2 '+ or -' 0.03 to 0.5 '+ or -' 0.02% when compared with SHRS animals (P<0.009). Conclusion: The present study may indicate that, in the kidney, long-term exercise exerts a modulating effect on tubular sodium excretion with unchanged glomerular filtration rate. In fact, the present study indicates an association of increasing natriuresis with the fall in blood pressure levels observed in SHRT, compared with age-matched SHRS rats
Subject: Exercícios físicos
Ratos endogâmicos SHR
Inflamação
Testes de função renal
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_ViniciusRodrigues_M.pdf1.89 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.