Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309922
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Contribuição renal para a homeostase corporal em ratos : função da inervação renal
Title Alternative: Renal contributions to corporal homeostasis in rats : role of renal innervation
Author: Lutaif, Nelson Afonso
Advisor: Gontijo, Jose Antonio Rocha, 1956-
Gontijo, José Antonio da Rocha
Abstract: Resumo: Introdução: Os rins, em humanos, são responsáveis por 10% de todo o oxigênio consumido, pelo corpo, em 24 horas. Este consumo pode ser representativo de uma grande contribuição da parte renal para a termogênese global dos indivíduos. A termogênese global é constituída pela termogênese facultativa, a qual está associada à ativação da UCP e captação celular de glicose, e a termogênese obrigatória, a qual está relacionada ao consumo de oxigênio mitocondrial. Assim nós assumimos que lesões renais podem levar a alterações na termogênese global e consequentemente distúrbios nas termogênese facultativa e obrigatória. Para investigar a contribuição renal na manutenção da temperatura interna, nós estudamos ratos Sprague Dowley com: redução da massa renal (Nx), denervação (Dx) e obstrução urinária (Ox), além de dois grupos controles: SHAM e non-operative (Non). Métodos: O estudo foi realizado colocando os grupos em estudo imersos em água isotérmica (próxima a temperatura interna) para bloquear a dissipação de calor enquanto a temperatura colonica era registrada durante 30 minutos. A termogênese obrigatória foi analizada através do controle respiratório e a relação ADP/O em mitocôndrias hepaticas. As atividades da UCP1 e os sinalizadores relacionados a capatação de glicose celular : IRS1, PI3K, AKT1 e ERK1,2, foram analisados pelo método de Westernblot. Resultados: O grupo Nx apresentou temperatura inicial significativamente inferior ao grupo Dx: 36,14 ± 0,8083°C x 37,51±0,9601°C, (P<0,05). Depois de 30 minutos, o grupo Dx (40,38 ± 1,04°C) apresentou temperaturas finais significativamente mais elevadas em comparação aos grupos: Sham (39,09±0,21°C), Nx (36,14±0,8083°C) e Ox (37,22±0,4338°C) com p<0,05. O grupo Dx apresentou curvas térmicas com uma maior inclinação (slope) (0,05836±0,07683) em relação aos grupos: Sham (0,04238±0,006312), Non (0,05182±0,005546) e Ox (0,04516±0,005107) com p<0,05. Também, a área sobre a curva em relação ao grupo Nx (57,05±17,82) foi superior aos valores obtidos nos grupos Ox (35,61±7,792), Sham (41,03±3,06) e Non (39,82±5,848) com p<0,001. Nenhuma diferença foi observada entre todos os grupos com relação ao controle respiratório e a relação ADP/O. Os grupos Dx e NX apresentaram aumento das atividades da UCP1 e AKT quando comparados com os demais grupos. Conclusão: Estes resultados sugerem que os rins podem ter influência na termorregulação, contribuindo com parte do calor necessário para a manutenção da temperatura corporal. Também concluiu-se que as fibras nervosas renais estão implicadas no controle homeostático do calor, trabalhando em associação com os tecidos da gordura marrom

Abstract: Introduction: Human kidneys are responsible for 10% of whole oxygen consumed in 24 hours as a result may have a great contribution in human global thermogenesis. Global thermogenesis which is related with mitochondrial oxygen consumption. We assumed that renal injuries necessarily promotes disturbances on global thermogenesis and consequently promote a re-adaptation on facultative and obligatory thermogenesis. To investigate the renal contribution on maintenance of internal temperature, we studied Sprague Dawley rats with: (Nx) mass reduction, (Dx) denervation and (Ox) urinary tract obstruction and two controls group: sham and (Non) no-operative. Methods: The study was performed after animals¿ immersions in warm water to avoid temperature dissipation and rectal temperature was recorded. Obligatory thermogenesis was evaluated through mitochondria respiratory chain and ADP/0 ratio in hepatocytes. The UCP1 and pathways associated with glucose captation (IRS1, PI3K, AKT1 and ERK1,2) protein expression in brow adipose tissue was studied by western blot method. Results: The Nx group presented significant initial lower temperature than Dx group: 36.14±0.8083°C x 37.15±0.9601 °C, with p<0.05. After thirty minutes, Dx group presented significant higher temperature (40.38 °C) than Sham (39.09±0.21°C), Nx (36.14±0.8083°C) and Ox (37.22±0.4338°C), groups with p<0.05. The Dx group showed significant higher thermal slope curve values (0.05836±0.07683) than Sham (0.04238±0.006312), Non (0.05182 ± 0.05546) and Ox (0.04516±0.005107) with p<0.05. Also, the area under curve presented Nx group with significant higher values (57.05 ± 17.82) than Ox (35.61±7.792), Sham (41.03 ± 3.06) and Non (39.82 ± 5.848) with p<0.001. No statistical difference was observed between all groups when the mitochondrial oxygen consumption and ADP/0 ratio were studied. The Dx and Nx groups showed increase in UCP1 and AKT1 activities. Conclusions: These results suggest that kidneys may play important function on body thermoregulation, contributing to thermal generation with own metabolic activities. We also concluded that renal nerves activity plays a role in thermic homeostase control, working associated with central nervous system and brown adipose tissue
Subject: Termogenese
Proteinas desacopladoras
Homeostase
Insuficiência renal
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2007
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lutaif_NelsonAfonso_D.pdf2.22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.