Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309870
Type: TESE
Title: Medida do volume de liquido no antebraço de mulheres normais : metodo não invasivo
Author: Lopes, Maria Cristina Andrade
Advisor: Potério Filho, João, 1937-
Filho, João Poterio
Abstract: Resumo: A circulação linfática foi considerada corretamente como um sistema integrado do corpo com os trabalhos de OLOFF RUDBECK no século XVII e, desde então, a função do sistema linfático tem sido objeto de estudos. Sob o ponto de vista clínico, investigações buscam o conhecimento da dinâmica da circulação linfática, a qual viabiliza o linfedema periférico caracterizado por uma condição mórbida e crônica, podendo ser progressivo e, às vezes, severamente incapacitante. Entre as causas mais freqüentes do linfedema do membro superior, está a obstrução do fluxo linfático pela divisão e remoção dos canais linfáticos e linfonodos axilares, no tratamento cirúrgico do câncer de mama, associada à fibrose por radioterapia. Sabe-se que, em desordens progressivamente debilitantes, a eficácia do tratamento é significativamente melhor pela intervenção precoce, o que depende de um diagnóstico precoce. Vários métodos têm sido utilizados no diagnóstico do linfedema do membro superior, entre eles, a cirtometria, volumetria, ressonância magnética, tomografia computadorizada, perometria, tonometria e a bioimpedância elétrica por múltipla freqüência, os quais têm valor discutível e muitas vezes limitado. Alguns são pouco práticos, dispendiosos e nem sempre validados. Neste trabalho, os autores propõem um novo método de avaliação de linfedema do membro superior, pela pneumopletismografia. Em um grupo de 47 mulheres voluntárias consideradas clinicamente normais avaliou-se, por pneumopletismografia, a quantidade de líquido no antebraço; encontrando-se valores variando de 0,00 a 2,2_ com média de 0,08mI à direita e, à esquerda, 0,00 a 2,1 Oml, com média de 0,78mI. Esses achados foram correlacionados com a cirtometria do antebraço direito e esquerdo, com o ,índice de massa corpórea, com a fase do ciclo menstrual e o número de gestações, encontrando-se correlação positiva da cirtometria nos dois antebraços, correlação positiva da cirtometria com o índice de massa corpórea e correlação positiva da idade com o número de gestações. Encontrou-se, ainda, que a idade tem correlação significativa e negativa com o valor do líquido encontrado no antebraço. Não foi encontrada nenhuma correlação entre as diversas variáveis estudadas e a fase do ciclo menstrual. O volume do líquido encontrado no antebraço direito apresentou correlação positiva com o volume do líquido encontrado no antebraço esquerdo, não havendo correlação com as demais variáveis. O trabalho conclui que a pneumopletismografia é um método diagnóstico não invasivo, pouco oneroso, capaz de medir o líquido no antebraço, em mI. Portanto, conhecendo-se os valores desse líquido em mulheres consideradas clinicamente normais, tem-se parâmetros para se diagnosticar precocemente o linfedema dos membros superiores de causas diversas

Abstract: The lymphatic circulation was properly considered an integrated body system by ORLOFF RUDBECK's studies dating: from the 17th century. Since that time, the function of the lymphatic system has been the object of study. From a clinical viewpoint, investigation seeks knowledge about the dynamics of the lymphatic circulation, leading to peripheral lymphedema, a condition characterized as morbid and chronic, which may be progressive and sometimes severely incapacitating. Among the most: frequent causes of upper limb lymphedema is lymphatic flow obstruction due to division and removal of the lymphatic channels and axillaries lymph nodes during surgical treatment of breast cancer associated with fibrosis following radiotherapy. It is known that in progressively debilitating disorders a significant1y improved treatment efficacy results :fiom early intervention, which, in turn depend on early diagnosis. Several methods have been used for diagnosing upper limb lymphedema, such as cirtometry, volumetry, magnetic resonance imaging, computed tomography, perometry, tonometry and multiple ftequency electrical bioimpedance, which have a debatable and often limited value. Some are less practicle, expensive and not always acknowledged diagnostic tools. In this paper, the authors propose a new method for evaluating upper limb lymphedema using pneumoplethysmography. In a group of 47 volunteer women considered clinically normal; forearm fluid volume was evaluated using pneumoplethysmography. Values ranging: from 0.00 to 2.20 ml were found in the upper right limb (mean value ofO.08 ml) and 0.00 to 2.10 ml in the upper left limb (mean value of 0.78 ml). These findings were correlated with right and left forearm cirtometry, body mass index, menstrual cycle phase and number of pregnancies. A positive cirtometry correlation was found in both forearms. There was a positive cirtometry correlation with body mass index and also with the number of pregnancies. In addition, age was found to be significant1y and negatively correlated with forearm fluid volume. No correlation was found between the different variables studied and the menstrual cycle phase. Fluid volume found in the right forearm presented a positive correlation with the volume found in the left forearm and there was no correlation with the other variables. The paper concludes that pneumoplethysmography is an inexpensive noninvasive diagnostic method, which is capable of measuring forearm fluid in ml. Thus, knowledge of this type of fluid volume in women who are considered clinically normal enable us to make an early diagnosis of upper limb lymph edema due to various causes
Subject: Linfedema
Sistema linfático
Pressão
Ciência - Método
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2002
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lopes_MariaCristinaAndrade_M.pdf4.72 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.