Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309868
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Central corneal thickness and intraocular pressure in children undergoing congenital cataract surgery = a prospective, longitudinal study = Estudo longitudinal da paquimetria corneana central e da pressão intraocular de crianças submetidas à extração de catarata congênita
Title Alternative: Estudo longitudinal da paquimetria corneana central e da pressão intraocular de crianças submetidas à extração de catarata congênita
Author: Massa Resende, Graziela, 1980-
Advisor: Costa, Vital Paulino, 1965-
Abstract: Resumo: O presente estudo tem como objetivos investigar a variação da espessura corneana central (ECC) e da pressão intraocular (PIO) em crianças após cirurgia de catarata congênita, bem como fatores de risco associados com essas mudanças. Vinte e seis crianças com catarata congênita foram recrutadas prospectivamente antes da cirurgia para remoção da mesma. Trinta e sete olhos foram analisados. Todos pacientes foram submetidos a exame oftalmológico completo com avaliação da PIO e da ECC antes da cirurgia e 6, 12, 18, 24 e 36 meses após o procedimento cirúrgico, pelo mesmo observador. A paquimetria ultrassônica foi realizada com o aparelho Ocuscan RXP (Alcon Laboratories Inc, USA), e a tonometria foi realizada com o tonômetro de aplanação de Goldmann modelo R900 (Haag-Streit, Koeniz, Suíça) ou tonômetro de aplanação de Perkins (Clement Clark International ltd, Londres, Inglaterra). Dos 37 olhos, 15 tornaram-se afácicos e 22, pseudofácicos. A ECC média aumentou significativamente de 556,24 ± 44,19 ?m para 585,07 ± 56,45 ?m (p = 0,025) ao final de três anos, enquanto a PIO média aumentou significativamente de 12,05 ± 2,3 mmHg para 13,96 ± 2,99 mmHg (p = 0,005). Olhos afácicos foram submetidos à cirurgia em uma idade mais precoce (15,16 ± 32,02 meses) em comparação aos olhos pseudofácicos (71,48 ± 53,14 meses) (p <0,001). Após três anos, a média de variação da ECC, nos olhos afácicos (56,10 ± 46,97 ?m), foi significativamente maior que nos olhos pseudofácicos (12,71 ± 38,41 ?m) (p = 0,015). Encontramos correlação negativa entre a idade no momento da cirurgia e a variação da ECC (r = -0,34, p = 0,04), mas não entre idade e variação da PIO (r = -0,18, p = 0,27). Quando a cirurgia foi realizada entre 0 e 1 ano de idade, a média de variação da ECC, em três anos, foi de 69,0 ± 40,3 ?m, em comparação com 1,0 ± 23,17, -20,0 ± 8,04 e 34,25 ± 40,11 ?m quando as cirurgias foram realizadas de 1 a 5, 5 a 10 e > 10 anos, respectivamente (p <0,001). Não houve correlação da variação da PIO com a variação da ECC (r = 0,31, p = 0,06). Concluímos que a ECC aumenta nos olhos submetidos à cirurgia de catarata congênita, especialmente quando a cirurgia é realizada em uma idade precoce

Abstract: The present study aims to investigate the variation of central corneal thickness (CCT) and intraocular pressure (IOP) in children after congenital cataract surgery, as well as risk factors associated with these changes. Twenty-six children with congenital cataract were prospectively recruited prior to surgery. Thirty-seven eyes were analyzed. All patients underwent a complete ophthalmic examination with assessment of IOP and CCT before surgery and 6, 12, 18, 24 and 36 months after surgery by the same observer. Ultrasonic pachymetry was performed with the handset unit Ocuscan RXP (Alcon Laboratories Inc, USA) and tonometry was performed with the Goldmann applanation tonometer model R900 (Haag-Streit, Koeniz, Switzerland) or the Perkins applanation tonometer (Clement Clark International Ltd, London, England). Among the 37 eyes, 15 became aphakic and 22 pseudophakic. The mean CCT increased significantly from 556.24 ± 44.19 ?m to 585.07 ± 56.45 ?m (p = 0.025) at the end of three years, while the mean IOP increased significantly from 12.05 ± 2.3 mmHg to 13, 96 mmHg ± 2.99 (p = 0.005). Aphakic eyes underwent surgery at an earlier age (15.16 ± 32.02 months) compared with pseudophakic eyes (71.48 ± 53.14 months) (p <0.001). After three years, the mean CCT change in aphakic eyes (56.10 ± 46.97 ?m) was significantly higher than in pseudophakic eyes (12.71 ± 38.41 ?m) (p = 0.015). Age at the time of surgery was inversely correlated to CCT change (r = -0.34, p= 0.04), but not to IOP change (r=-0.18, p= 0.27). When surgery was performed between 0 and 1 year of age, the mean CCT change in 3 years was 69.0 ± 40.03 ?m, compared with 1.0 ± 23.17, -20.0 ± 6.56 and 34.25 ± 40.11 ?m when the surgeries were performed between 1-5, 5-10 and > 10 years, respectively (p <0.001). There was no correlation between IOP change and CCT change (r = 0.31, p = 0.06). We conclude that CCT increases in eyes undergoing congenital cataract surgery, especially when the surgery is performed at an early age
Subject: Catarata em crianças
Afacia pós-catarata
Glaucoma
Tonometria ocular
Pseudofacia
Language: Multilíngua
Editor: [s.n.]
Citation: MASSA RESENDE, Graziela. Central corneal thickness and intraocular pressure in children undergoing congenital cataract surgery: a prospective, longitudinal study = Estudo longitudinal da paquimetria corneana central e da pressão intraocular de crianças submetidas à extração de catarata congênita. 2013. 146 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/309868>. Acesso em: 23 ago. 2018.
Date Issue: 2013
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
MassaResende_Graziela_D.pdf3.17 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.