Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309844
Type: TESE
Title: Plastias de estenoses jejunais, ileais e ileocecais na doença de Crohn : analise de resultados imediatos e tardios
Title Alternative: Jejunal, ileal and ileocecal strictureplasty as the surgical treatment of Crohn's disease
Author: Ayrizono, Maria de Lourdes Setsuko, 1962-
Advisor: Fagundes, João Jose, 1943-
Abstract: Resumo: Plastia intestinal é uma alternativa cirúrgica no tratamento da estenose da doença de Crohn, principalmente em doentes com ressecções intestinais prévias ou múltiplos segmentos acometidos. O objetivo do trabalho consistiu na análise retrospectiva das complicações e do seguimento dos doentes operados por esta técnica. Foram estudados 28 doentes com estenoses do intestino delgado, ileocecais ou em anastomoses ileocólicas, submetidos à plastias intestinais, no período de setembro de 1991 a maio de 2004, pelo Serviço de Coloproctologia, da Disciplina de Moléstias do Aparelho Digestivo da UNICAMP. Dezesseis doentes (57,1%) eram do sexo masculino, com média etária de 33,3 anos (16-54). Dezesseis tinham antecedente de cirurgia para doença de Crohn, sendo em 13, ressecções intestinais. Foram realizadas 116 plastias (média de 4,1/doente), sendo 94 (81%) à Heineke-Mikulicz, 15 (13%) à Finney e sete (6%) ileocoloplastias látero-Iaterais. Três doentes foram submetidos a plastias em dois procedimentos cirúrgicos e dois, em três cirurgias. Dezoito doentes (64,3%) realizaram ressecções intestinais concomitantes à plastia, sendo 15 enterectomias (53,6%), duas ileotiflectomias (7,1%) e uma enterectomia associada à ileotiflectomia (3,6%). Foram observadas 14 complicações em sete doentes (25%), e um óbito (3,6%). Ocorreram duas complicações gerais (14,3%), em dois doentes (7,1%) e oito complicações locais precoces (57,1%), em sete doentes (25%). Ocorreram três deiscências de plastias (10,7% dos doentes), mas analisando-se por plastias realizadas, este índice foi de 2,6% (3/116). Dois doentes (7,1%), apresentaram peritonite não relacionada a plastia, sendo uma por lesão inadvertida de alça de delgado e outra secundária à deiscência da anastomose ileocólica. Foram observadas ainda, duas infecções da ferida operatória (14,3%), em dois doentes (7,1%), e uma hemorragia digestiva (3,6%). Complicações locais tardias foram em número de quatro (28,6%), em dois doentes (7,1%). Ambos apresentaram associação de hérnia incisional e fístula êntero-cutânea. O tempo médio de internação foi de 12,4 dias. No seguimento médio de 58,1 meses, 17 doentes (63%), apresentaram recidiva das cólicas abdominais, após três a 48 meses das plastias e dois doentes (7,4%), evoluíram com fistulas êntero-cutâneas, após dois e 19 meses, respectivamente. Onze doentes (40,7%) foram submetidos a novas cirurgias para realização de outras plastias ou ressecções intestinais, sendo que dois deles foram reoperados duas vezes e um, três vezes. Observaram-se quatro recidivas (3,5%) em local de plastia prévia, em três doentes (11,1%). Das recidivas, três (20%), foram na plastia do tipo Finney e uma no Heineke-Mikulicz (1,1%). Atualmente, 19 doentes estão assintomáticos ou oligossintomáticos, a grande maioria com uso de medicação. Em conclusão, as plastias apresentam baixos índices de complicações, principalmente no quesito deiscência, apesar das suturas serem realizadas no intestino doente. Pode-se inferir ainda que propiciam alívio dos sintomas. Uma vez que muitos doentes com doença de Crohn necessitarão de várias cirurgias ao longo da vida, as plastias constituem uma alternativa eficaz, pois podem aliviar os sintomas obstrutivos e também evitar ressecções intestinais extensas e suas conseqüências

Abstract: Strictureplasty is an altemative surgical procedure for Crohn' s disease, particulary in patients with previous resections or many intestinal stenosis. The aim of this tudy was to analyze surgical complications and clinical follow-up in patients submitted to strictureplasty secondary to Crohn' s disease. Twenty-eight patients (57,1% male, mean age 33,3 years, range 16-54 years) with Crohn's disease and intestinal stenosis (small bowel, ileocecal region and ileocolic anastomosis) were submitted to strictureplasty,at one institution,betweenseptember1991and may2004. Sixteeenpatients had previous surgical procedures for Crohn's disease and 13 with intestinal resections. The mean follow-up was 58,1 months. A total of 116 strictureplasties were done (94 Heineke-Mikulicz - 81%, 15 Finney - 13%, seven side-to-side ileocolic strictureplasty - 6%). Three patients were submitted to strictureplasty at two different surgical procedures and two in three procedures. Regarding to strictureplasty, postoperative complication rate was 57,1%, with three suture leaks (10,7%) and late was present in two patients, both with incisional hemial and enterocutaneous fistulas (28,6%). Patients remainded hospitalized during a medium time of 12,4 days. Clinical and surgical recurrence rates were 63~ and 41%, respectively. Among the patients submitted to another surgery, two patients had two more operations and one had three. Recurrence rate at strictureplasty site was observed in 3,5%, being Finney techinique the commonest one. Presently, 19 patients had been asymptomatic with the majority of them under medical therapy. In conclusion, strictureplasties have low complicating rates, in spite of having been done at compromised site, with long term pain relief. Considering the clinical course of Crohn' s disease, with many patients being submitted to intestinal resections, strictureplasties should be considered as an effective surgical treatment to spare long intestinal resections
Subject: Doença de Crohn
Cirurgia
Estenose
Intestinos - Doenças
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:FCM - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ayrizono_MariadeLourdesSetsuko_D.pdf4.46 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.