Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309834
Type: TESE
Title: Fibromialgia : correlação clinica, laboratorial e eletromiografica
Author: Provenza, Jose Roberto
Advisor: Marques Neto, João Francisco, 1946-
Neto, João Francisco Marques
Abstract: Resumo: Desde as primeiras descrições da fibromialgia por GOWERS e STOCKMAN (1904) quando acreditavam na existência de processos inflamatórios exudativos nas fibras musculares, e os trabalhos de OSLER (1909) e HENCH (1936) que contrariavam estes achados, esta enfermidade vem até a atualidade sem uma compreensão clínica e fisiopatogênica definida. Não obstante a estas dificuldades, foram estudados 50 pacientes que apresentavam o diagnóstico clínico de fibromialgia, segundo os critérios de YUNUS et alii (1981), com os seguintes objetivos: 1- verificar a freqüência dos diversos sintomas clínicos neste grupo, comparando-os com o da literatura. 2-verificar a presença de sintomas depressivos no momento do exame clínico, através do questionário para a depressão de Beck. 3- verificar através dos exames laboratoriais (hemograma, hemossedimentação, glicema, fator reumatóide - prova do látex, fator anti-nuclear, eletroforese de proteínas sérica, transaminases (oxalacética e pirúvica) , creatino-fosfoquinase e desidrogenase lática) , a existência ou não de enfermidades concomitantes ou sinais de agressão inflamatória muscular. 4. verificar, através da eletromiografia, a existência ou não de sinais de denervação aguda ou crônica e/ou sinais de um processo miopático ou miosítico. Neste grupo houve um predomínio do sexo feminino (90%), faixa etária 30 a 60 anos (80%), cor branca (80%) e o tempo da doença - 093 - de até 90 meses (78%), estas freqüências estavam de acordo com a literatura. Todos os sintomas gerais, como aqueles agravados pela: atividade física, alteração do clima, ansiedade/estresse alteração do sono, fadiga, cefaléia crônica, síndrome do cólon irritável, turgor e dormência nas extremidades, encontravam-se com uma freqüência elevada se assemelhando aos da literatura, exceto os sintomas referentes ao cólon irritável encontrado somente em 4% dos pacientes. . A média de pontos doloridos (9,4 +/- 3,1 pontos) e a freqüência de acometimento das diversas regiões, estavam de acordo com a literatura, com um predomínio para as regiões lombar, cervical e ombros. Os sintomas depressivos, detectados em 50% dos pacientes, não foram suficientes para determinar uma maior sensibilidade dolorida e maior freqüência dos sintomas clínicos gerais. Os exames laboratoriais estavam normais, sem qualquer alteração que pudesse sugerir um envolvimento muscular inflamatório ou auto imune. A eletromiografia não demonstrou alterações elétricas como denervação, alterações miopáticas ou miosíticas, mas em 56~4% dos pacientes foi observado uma grande dificuldade para o relaxamento muscular, o que em parte dificulta a interpretação dos laudos da eletromiografia que sera objeto de estudos posteriores

Abstract: GOWERS & STOCKMAN (1904) till their first report, believed that fibromyalgia essentially consist in a muscles exudative inflammatory processo However OSLER (1909) and HENCH (1936) , were against to these ideas and from several reports concerning this diseases, till this moment it remain clinically and physiopathogenically unknow. To clarify some of those aspects we studied 50 patients with fibromyalgia according to the YUNUS et alI i (1981) criteria with the following objetives: 1. the frequency of several clinical symptoms in this group, comparing them with the literature; 2. antibodies, electrophoretic proteinogram, glutamic oxalacetic and glutamic pyruvic transaminasis, creatine kinase and latic desydrogenase, just to detect concomitant signs of an inflammatory muscles diseases; 4. to demonstrate acute or chronic signs denervation or miophatic muscles processes using electromyografic procedure. In this group we found prevalence of female with 90%. The average age was 30 to 60 years in 80% of the cases. Also 80% were white females with fibromyalgia at least for 90 months. This happenede with 7J% of the cases. These data seems to be similar to the li ter ature. the presence of a depressive symptoms together with fibromyalgia at the moment of the examination using the Beck depression questionaire; 3. to verify tests such as: erytrocyte sedimentation rate, blood count, latex fixation test, antinuclear AlI general symptoms, like those worsened by fhysical activities, weather changes, anxiety/stress sleep changes, fatigue, chronic headache, irritable bowel syndrome, subjective swelling and stifness at the extremeties, showed us a hight frequency such as that of literature, except for symptons concerning irritable bowel syndrome found in 4% of the patients. The average of aching points (9,4 +/- 3,1) as well as the frequency of envolvement in severa I anatomic parts, were according with the liter ature, with high incidence to the lumbar, cervical and shoulders regions. The depressive symptoms found in 50% of patients weren't enough to determinate a high painful sensibility and hight frequency of general clinical symptoms. The laboratorial test were normal without any signs suggestive of inflamatory muscles or auto immune diseases. The 'electromyografhic studies didn't show signs of denervation, myopathics or muscles inflamatqry alterations. However in 56,4% of patients we noted a large difficulty for the muscular relaxation, which could misenterpreted the electromyographic, and will be considered and studied futurely
Subject: Reumatismo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1991
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Provenza_JoseRoberto_D.pdf1.92 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.