Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309825
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Atividade antiulcerogenica : isolamento e identificação dos principios ativos da Mikania laevigata Schultz. Bip.
Author: Bighetti, Aparecida Erica
Advisor: Carvalho, João Ernesto, 1954-
Abstract: Resumo: As folhas de Mikania (Asteraceae) são utilizadas popularmente como broncodilatadora, antiulcerogênica e anti-reumática. A triagem fitoquímica do Extrato Bruto Hidroalcoólico 70% (EB) de Mikania laevigata Schultz Bip. revelou a presença de cumarina, compostos terpênicos e ácidos orgânicos. A cumarina isolada apresentou atividade antiulcerogênica em diferentes modelos experimentais de úlcera em ratos. Em modelo de ligadura do piloro em ratos, a cumarina reduziu a concentração hidrogeniônica do conteúdo gástrico, sugerindo um mecanismo de ação relacionado com a secreção ácida gástrica. O mecanismo anti-secretor da cumarina foi investigado através do modelo de ligadura do piloro em ratos tratados previamente com os secretagogos histamina, pentagastrina ou betanecol. Neste modelo experimental, a cumarina só foi capaz de reduzir a concentração hidrogeniônica de forma significativa de ratos previamente tratados com betanecol, sugerindo um efeito anticolinérgico. Com relação às frações enriquecidas em ácidos e ésteres diterpênicos, FRA e FRE, foi observada uma redução do índice de lesões ulcerativas (ILU) nos modelos de úlcera induzida por indometacina e etanol. Estas frações, em modelo de úlcera induzida por etanol em ratos tratados previamente com L-NAME e indometacina, mantiveram a inibição do ILU. Já em modelo de úlcera induzida por etanol, em ratos tratados previamente com N-etilmaleimida, a FRA e a FRE não inibiram de forma significativa o ILU, sugerindo uma atividade antioxidante. Porem quando estas frações foram submetidas a testes de atividade antiproliferatica em culturas de células tumorais humanas e células murinas normais, produziram morte celular das linhagens tumorais e humanas sem qualquer seletividade, sugerindo efeitos citotóxicos inespecíficos. Portanto, é possível sugerir que a FRA e a FRE, desenvolvam seu mecanismo de ação antiulcerogênico em consequência de uma citoproteção adaptativa, através da formação de elevada concentração de glutationa

Abstract: The leaves of Mikania (Asteraceae) species are used in folk medicine as antispasmodic, antiulcerogenic and antireumatic. Phytochemical screening of the 70% crude hydroalcoholic extract (CHE) of Mikania laevigata Shultz Bip. revealed coumarins, terpenes and organic acids. The antiulcerogenic activity of coumarin was evaluated through different experimental models in rats. On pyloric ligation model, the decrease of gastric hydrogenionic concentration observed indicated a pharmacological mechanism of action related to the gastric acid secretion. The antisecretory mechanisms of coumarin were confirmed on acid hipersecretion induced by histamine, pentagastrin and bethanechol. Duodenal administration of coumarin inhibited the gastric acid secretion produced only by bethanecol. These results suggest that coumarin may influence the secretion control mediated by the parasympathetic system. The fractions enriched with diterpenic abids and diterpenic steres, FRA and FRE, decreased the ulcerative lesion index induced by indomethacin and ethanol. On ethanol induced ulcer with previous LNAME and Indomethacin treatments, FRA and FRE maintained the antiulcerogenic activity. However, with previous N-ethylmaleimide administration, FRA and FRE lost the antiulcerogenic activity, indicating that the active fractions obtained from M. laevigata increase the mucosal nonprotein sulfhydryl groups content
Subject: Plantas medicinais
Estomago - Ulceras
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: BIGHETTI, Aparecida Erica. Atividade antiulcerogenica: isolamento e identificação dos principios ativos da Mikania laevigata Schultz. Bip. 2004. 152p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/309825>. Acesso em: 4 ago. 2018.
Date Issue: 2004
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Bighetti_AparecidaErica_D.pdf8.28 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.