Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309823
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Atividade farmacologica dos extratos obtidos da Plathymenia reticulata Benth. (Leguminosae)
Author: Fernandes, Alik Teixeira
Advisor: Carvalho, João Ernesto, 1954-
Abstract: Resumo: A Plathymenia reticulata Benth. (Leguminosae), conhecida popularmente como vinhático, encontra-se amplamente distribuída em regiões do Cerrado brasileiro. A infusão em água fria da entrecasca do caule é utilizada popularmente para tratamento de diversos processos inflamatórios. O material vegetal foi coletado no município de Senador Canedo, Estado de Goiás, para a obtenção de extratos brutos hidroalcoólicos (70%), a partir de extrações a frio (EBHP) e a quente (EBHQ), e do extrato bruto acetato de etila (EBAE). Estes extratos foram posteriormente avaliados em modelos de inflamação, algesia e câncer. A realização de uma triagem fitoquímica com os extratos hidroalcoólicos detectou a presença de flavonóides, taninos, antocianinas e saponinas. O processo de purificação do EBHP foi direcionado para obtenção de frações ricas em substâncias de caráter ácido (FA), básico (FB) e uma fração neutra (FN). A atividade antiedematogênica dos extratos brutos e frações de Plathymenia reticulata foi avaliada no modelo de edema de pata induzido por carragenina. Neste ensaio, apenas os extratos brutos hidroalcoólicos (EBHP e EBHQ) promoveram uma inibição do edema principalmente após 4 e 5 horas da administração do agente flogístico. As frações FB e FN de P. reticulata inibiram o edema após 4 e 5 horas da administração de carragenina. A fração ácida (PA) não foi ativa neste modelo. No ensaio de dermatite induzida por óleo de cróton, também utilizado para avaliar a atividade antiedematogênica de P. reticulata, nenhum dos extratos foram capazes de inibir a formação do edema. A atividade do EBHF sobre a migração leucocitária foi testada no ensaio de peritonite induzida por carragenina em camundongos. A administração oral do EBHF reduziu o número de leucócitos que migraram para a cavidade peritonial, seguindo perfil semelhante ao da dexametasona. A indometacina, antiinflamatória não esteroidal, também reduziu a migração leucocitária em 67%. Estes resultados sugerem uma possível influência dos extratos brutos hidroalcoólicos na síntese de prostanóides. Com o objetivo de avaliar a relação entre as substâncias que inibem a expressão da enzima ciclooxigenase e a atividade citocida ou citostática em células tumorais, foi realizado o estudo da atividade antiproliferativa dos extratos e frações obtidos de P. reticulata. o EBHF e as frações FB e FN apresentaram seletividade, efeito citostático para todas as linhagens celulares e citocida para células de pulmão, ovário e melanoma. A fração FA apenas inibiu o crescimento das linhagens de ovário e melanoma. Os resultados obtidos demonstraram uma correlação entre a atividade antiproliferativa e antiinflamatória, provavelmente relacionada à inibição da enzima COX-2. O extrato bruto acetato de etila (EBAE), apesar de não ser considerado ativo no modelo de edema de pata, foi avaliado sobre as células derivadas de tumores humanos, demonstrando seletividade para a linhagem de mama com efeito citostático já na menor concentração e citocida na mais elevada. Para a linhagem de cólon o EBAE produziu inibição de crescimento na concentração de 25 µg/mL e morte celular com 250 µg/mL.Para as demais linhagens, o EBAE apresentou efeito citostático ou citocida somente na concentração mais elevada. Este resultado aponta para a presença de substâncias com mecanismo de ação antitumoral independente da atividade antiinflamatória. Para avaliação da atividade antinociceptiva, os extratos brutos de P. reticulata foram testados em modelos de algesia induzida por estímulo químico e térmico. No teste de algesia induzida por ácido acético, apenas os extratos brutos hidroalcoólicos reduziram o número de contorções abdominais, com inibição de nocicepção segundo perfil semelhante ao da indometacina. Além disso, o EBHF foi efetivo de maneira dose-dependente. No teste de algesia induzida por calor, o EBHF de P. reticulata aumentou o tempo de reação dos animais 60 e 90 minutos após sua administração por via intraperitonial, utilizando-se a morfina como controle positivo. o teste da formalina foi utilizado com o objetivo de melhor caracterizar a atividade antinociceptiva do extrato bruto (EBHF) de P. reticulata. Neste modelo, o pré tratamento pela via oral com o EBHF reduziu a dor neurogênica e a inflamatória induzidas pela formalina. A indometacina, atiinflamatório não esteroidal e controle positivo do teste, reduziu apenas a dor de origem inflamatória. Como o EBHF apresentou atividade antinociceptiva sobre a primeira fase de dor induzida pela formalina, testou-se sua atividade no modelo de dor neurogênica induzida pela capsaicina. A administração oral prévia do EBHF reduziu a resposta álgica induzida pela capsaicina de maneira semelhante à morfina, um analgésico opióide utilizado como controle positivo do teste. Utilizando ainda o teste das contorções abdominais para estudo do provável mecanismo de ação antinociceptivo do EBHF , foi verificado que o pré-tratamento com naloxona, um clássico antagonista de receptor opióide, não modificou a atividade do EBHF, quando comparado à morfina. Em condições experimentais semelhantes, a administração prévia de naloxona quatemária, um antagonista opióide periférico, bloqueou o efeito antinociceptivo do EBHF. Estes dados sugerem uma possível ação periférica na atividade antinociceptiva do EBHF

Abstract: Plathymenia reticulata (Leguminosae), known popularly as "vinhático" grows in dry regions of Central BraziI. The cold infusion of the stems are used by folk medicine to treat inflammatory processes. Plant material was collected from Senador Canedo city (Goiânia Statel Brazil). The lack of information on the medicinal use of P. reticulata prompted us to study P. reticulata crude hydroalcoholic extract obtained from cold (EBHF) and hot (EBHQ) extractions, crude ethyl acetate extract (EBAE) and isolated fractions on inflammation, nociception and cancer experimental models. The phytochemical screening of hydroalcoholic extracts revealed presence of flavonoids, tannins, antocianyns and saponins. The EBHF was partitioned in order to obtain an acid (FA), basic (FB) and neutral (FN) fractions. One of the models chosen to study the anti-inflammatory activity was the carrageenan paw edema induced in rats. In this assay, only the hydroalcoholic crude extracts (EBHF and EBHQ) promoted an edema inhibition mainly afier 4 and 5 hours of carrageenan administration. Adrenalectomy of animals one week before the rat mice paw inflammation model did not influence the antiedematogenic effect of EBHF. The FB and FN fractions of P. reticulata reduced the edematogenic response by 34% and 37% from 4th hour and 26% and 45% from 5th hour, respectively, afier carrageenan injection. The EBHQ and EBHF antiedematogenic activity was also tested on mice croton oil ear edema. Under these conditions, dexamethasone inhibited very effectively the edema (85%), contrasting with crude hidroalcoholic extracts, which did not show a significant effect. Previous treatment with EBHF also reduced the leucocyte infiltration in the peritonitis induced by carrageenin by 60%. The effect was similar to that produced by dexamethasone (75%) and indomethacin (67%) used as positive controI. These results suggest a possible influence of hydroalcoholic crude extracts in the synthesis of prostaglandins. Antiproliferative activity was tested employing an in vitro assay using human cancer cell lines. The results were detected with Sulforhodamine B assay (SRB). The crude hidroalcoholic extract and fractions (FB and FN) gave cytostatic inhibition with 25 µg/mL and cytocidal inhibited at 250µg/mL with melanoma (UACC-62), ovarian (OVCAR) and lung (NCI460) cell lines. Indomethacin gave cytostatic inhibition from concentration at 25 µg/mL and cytocidal inhibited at 250µg/mL with lung (NCI460), prostate (PCO3), melanoma (UACC-62) and renal (786-0) cell lines. The results demonstrated a straight correlation among the antiproliferative and anti-inflammatory activity, probably related with inhibition ofthe enzyme COX-2. The crude ethyl acetate extract (EBAE) showed selectivity for breast (MCF-7) cell line, cytostatic inhibition from 25 µg/mL and cytocidal inhibited at 250µg/mL with colon (HT29) cellline. For the other cell lines, the EBAE only presented cytostatic or cytocidal effect in the highest concentration. This result points to the presence of substances with antiproliferative action independent of the antiinflammatory activity. In chemical model of nociception, pretreatment of mice with the crude hidroalcoholic extracts produced a dose-related inhibition of the number of writhes induced by acetic acid. On the hot plate test in mice, EBHF increased the time of animal reaction afier 60 and 90 minutes. This result indicated possible participation of central or peripheric analgesic mechanisms. The formalin test was used to characterize the antinociceptive activity of the crude extract (EBHF) of P. reticulata. Under this model, the previous oral treatment reduced the nociceptive response induced by formalin during the first phase (neurogenic pain) by 46% and during the second phase (inflammatory pain) by 55%. lndomethacin, used as positive controI, only reduced the last phase by 76%. On the neurogenic pain induced by capsaicin, pretreatment of mice with EBHF reduced the nociceptive response by 72% as morphine, an opioid analgesic used as positive controI. The acetic acid-induced writhing was used to determine the possible mechanisms involved in the antinociceptive activity of EBHF. Previous administration of naloxone inhibited the antinociceptive effects induced by morphine, while it did not affect the effect of EBHF. Previous administration of quatemary naloxone blocked the antinociceptive effect induced by EBHF. These data suggest a possible peripheral action in the antinociceptive activity ofEBHF
Subject: Inflamação
Analgesia
Plantas medicinais
Câncer
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2002
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Fernandes_AlikTeixeira_M.pdf21.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.