Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309777
Type: TESE
Title: Efeito da variação de volume de solução salina na medida indireta da pressão intra-abdominal
Title Alternative: Effect of different volumes of saline on intra-abdominal pressure measurement
Author: Neiva, Camila Alves Corrêa
Advisor: Araujo, Izilda Esmenia Muglia, 1955-
Abstract: Resumo: A Síndrome Compartimental Abdominal é uma situação clínica grave de disfunção de órgãos, resultante da permanência da hipertensão intra-abdominal, que pode ser identificada por meio da medida indireta da pressão intra-abdominal (PIA). Esta síndrome afeta todos os sistemas orgânicos do paciente acometido, por isso a medida indireta da PIA é um dado importante nas decisões sobre a terapêutica do paciente grave. Erros nos valores da PIA podem causar tanto a falta de uma conduta quanto procedimentos desnecessários. Não foram encontrados na literatura trabalhos que estimassem o volume mínimo necessário para a mensuração indireta da PIA por meio da pressão intra-vesical a partir da técnica tilizada no hospital em estudo. Objetivos: determinar o volume mínimo necessário de solução salina a 0,9% para medir a PIA por meio da PIV utilizando ambos os cateteres; comparar os valores da PIA obtidos pelos diferentes volumes infundidos e os dois tipos de cateteres; descrever a técnica utilizada para medir a PIA por meio dos cateteres vesicais tipo Foley de duas e três vias. Método: realizou-se estudo prospectivo experimental, no período de setembro de 2009 e janeiro de 2010. A mensuração da PIA foi obtida por meio da medida da pressão intravesical com sistema de coluna d'água com infusão de volumes de zero a 100mL de solução salina 0,9% à temperatura ambiente. Um grupo de pacientes utilizou o cateter tipo Foley duas vias (Grupo CV2), e o outro três vias (Grupo CV3). Resultados: a amostra foi constituída por 20 pacientes em cada grupo, do sexo masculino, acima de 18 anos de idade. A média de idade foi de 50,8 anos (±15,6) no grupo CV2 e de 65 anos (±18,5) no grupo CV3. Foi possível realizar a medida da PIA utilizando apenas o volume necessário para o preenchimento do sistema de medida (sem infundir volume na bexiga) em todos os pacientes. Observou-se aumento linear da PIA conforme aumenta o volume infundido, em ambos os grupos. Este efeito foi mais evidente nos pacientes do grupo CV2. Não foi encontrada diferença significativa entre as medidas da PIA nos volumes 20x40mL, 40x60mL e 80x100mL. No grupo CV3, não foi encontrada diferença significativa comparando-se os valores obtidos da PIA nos volumes 0x20mL, 0x40mL, 20x40mL, 40x60mL, 60x80mL e 80x100mL. Conclusões: não foi necessário instilar solução fisiológica na bexiga para realizar a medida da PIA, ou seja, o volume necessário para preencher o sistema foi suficiente para a leitura. O aumento do volume infundido causou aumento linear no valor da PIA, em ambos os grupos. Utilizando-se o CV2, volumes acima de 40mL causam diferenças clinicamente significantes nos valores da PIA e a partir de 20mL as diferenças são estatisticamente significantes. No grupo CV3, a diferença clínica existe a partir de 80mL e em termos estatísticos, a partir de 60mL. Não houve diferença significativa entre os valores da PIA obtidas infundindo-se 20x40mL, 40x60mL e 80x100mL, em ambos os grupos

Abstract: The abdominal compartment syndrome is a clinical situation of severe organ dysfunction resulting from the maintenance of intra-abdominal hypertension, which can be identified through the indirect method of measuring intra-abdominal pressure (IAP). This syndrome affects all organs of the patient, so the indirect method of measuring IAP is an important factor in decisions about treatment of critically ill patients. Errors in the values of IAP can cause both the lack of a conduct as unnecessary procedures. Studies to estimate the minimum volume required for indirect measurement of IAP through intra-bladder pressure and the techniques used in the hospital were not found in the literature. Objectives: to determine the minimal instillation volume of saline for measuring IAP through the transvesical pressure using the system of water column and 3-way and 2-way Foley catheter; to describe the technical used to measure the intra-abdominal pressure using two and tree-way Foley catheter. Method: we performed a experimental prospective study from September 2009 to January 2010. To measure IAP through the intravesical pressure was used to the water column (central venous pressure catheter) using volumes from 0 to 100mL of saline at room temperature. One group of patients used the 2-way Foley catheter (CV2 Group) and other group used the 3-way (CV3 Group). Results: We studied twenty adult men in each group, in a total of forty patients. In CV2 group, the mean age was 50.8 years (± 15.6) and CV3 group was 65 years (± 18.5). It was possible to perform the IAP measurements using only the necessary volume to fill the measurement system (without infusing any bladder volume) in all patients. We observed a linear increase in IAP as increases the infused volume in both groups. This effect was clearest in the CV2 group. Comparisons between IAP using 20x40mL, 40x60mL and 80x100mL were not significant in CV2 group. In CV3 group the comparisons between IAP were not significant 0x20mL, 0x40mL, 20x40mL, 40x60mL, and 60x80mL 80x100mL. Conclusions: there was no need to instill saline into the bladder to perform the measurement of IAP, ie even without any instillation of saline into the bladder an IAP measurement could be obtained in all patients. Increasing the volume of saline infused led to a linear increase in the values of IAP in both groups. For CV2 group volumes over 40mL caused clinically significant differences in the values of IAP. Volumes up to 20mL were statistically significant. For CV3 group, there was a clinical difference from 80mL and in statistical difference from 60mL. There was no significant difference between the values obtained infusing 20x40mL, and 40x60mL 80x100mL in both groups
Subject: Síndromes de compartimento
Abdome
Traumatismo
Cuidados intensivos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Neiva_CamilaAlvesCorrea_M.pdf1.04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.