Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309762
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Avaliação otoneurologica em crianças com queixa de dificuldades escolares : estudo da função vestibular
Title Alternative: Otoneurologic evaluation in children with school difficulties complaints : a vestibular function study
Author: Franco, Eloisa Sartori
Advisor: Panhoca, Ivone
Abstract: Resumo: As alterações no processo de aprendizagem e/ou atraso na aquisição da linguagem constituem parte das queixas relatadas na clínica pediátrica, neurológica, neuropsicológica e fonoaudiológica infantil. Além disso, altas taxas de reprovações em escolares que ingressam no primeiro ciclo têm despertado a atenção dos especialistas que atendem crianças em idade escolar. Dentre os fatores básicos para a aprendizagem encontram-se a postura, o equilíbrio e a coordenação motora. Em conjunto com o sistema nervoso central, a função do sistema vestibular é controlar a posição do corpo, os movimentos dos olhos e a percepção espacial, e assim, ele é tido hoje como um dos responsáveis pelo desenvolvimento infantil. Esta pesquisa buscou avaliar a função vestibular em crianças com queixas de dificuldades escolares bem como suas queixas vestibulares. Foi realizada em duas importantes etapas, sendo que inicialmente foram estudadas 50 crianças e posteriormente 88 crianças, todas entre 7 e 12 anos, que freqüentavam escolas públicas da cidade de Piracicaba durante os anos de 2004 a 2006. Os procedimentos utilizados foram: a anamnese; exame otorrinolaringológico; exame audiológico e avaliação vestibular. Nos resultados iniciais notamos que 38,0% das crianças referiram ter dificuldades escolares. Quando aumentamos a amostra observamos que 49,0% das crianças referiram essas dificuldades. No questionamento das queixas referidas mais comuns, pudemos observar que a queixa referida de ¿atordoação¿ apresentou uma relação estatisticamente significante nas crianças com queixas de dificuldades escolares em comparação às crianças sem queixas de dificuldades escolares e posteriormente foi acrescida a queixa referida de ¿tontura¿. Ao demonstrar os percentuais dos sintomas referidos mais comuns no ambiente escolar entre as crianças estudadas pudemos notar que, no primeiro momento, o sintoma referido de ¿náuseas¿ apresentou uma relação estatisticamente significante entre as crianças com queixas de dificuldades escolares e posteriormente, com a amostra ampliada, acrescentou-se o sintoma referido de ¿vômito¿. Ambas as amostras, sem haver discrepância, demonstraram um grande desconforto em brincadeiras que exigem integridade das funções vestibulares e suas interligações como: pular corda; andar de bicicleta e ¿brincar no gira-gira¿ apresentando uma diferença estatisticamente significante. Com relação às queixas específicas de aprendizagem escolar, verificamos que as dificuldades em ¿ler¿ e ¿copiar¿ apresentaram uma relação estatisticamente significante nas crianças com queixas de dificuldades escolares, em ambas as amostras, notando-se uma expressiva semelhança. Os dados obtidos na pesquisa da função vestibular em sua fase inicial foram reiterados no estudo final em que foi encontrado alto índice de exame vestibular normal nas crianças sem queixas de dificuldades escolares e baixo índice de normalidade nas crianças com queixas de dificuldades escolares. Todas as alterações vestibulares encontradas foram de origem periférica irritativa tanto unilateral quanto bilateral, revelando uma disfunção vestibular frente à excitação labiríntica provocando hiperatividade vestibular. Os dados mostraram uma relação estatisticamente significante nas crianças com queixas de dificuldades escolares ao serem comparadas às crianças sem queixas de dificuldades escolares

Abstract: Alterations in the learning process and/or delay in the acquisition of language account for complaints in children¿s pediatric, neurological, neuropsychological and phonoadiological clinic. Moreover, high rates of school failure in first cycle students have called the attention of specialists who assist children in school age. Amongst the basic factors for learning there are posture, equilibrium and motor coordination. Together with the central nervous system, the function of the vestibular system is to control the body position, eyes movements and space perception, this system is today taken to be one of the responsible for children¿s development. This research aimed to evaluate vestibular function in children with complaints of school difficulties as well as their complaints regarding the vestibular system. Was carried through in two important stages; initially 50 children were studied and later 88 children, all between age 7 and 12, which frequented public schools of the city of Piracicaba from 2004 to 2006. The procedures used were: anamnesis; otorhinolaryngological examination; audiologic examination and vestibular evaluation. In the initial results we noticed that 38.0% reported had school difficulties. When we increased the sample data we noticed that 49.0% of children referring school difficulties. In the study of the most common complaints reported, we could observe that the complaint reported of "stunnedness" had a statistically significant relation in children with school difficulties complaints compared to children without school difficulties complaints and later the complaint reported of "giddiness" was added. When considering the percentages of the most common symptoms reported in the school environment among the studied children we could notice that at first the symptom reported of "nauseas" presented a statistically significant relation among children with school difficulties complaints and that later, with the extended sample, the ¿vomit" symptom reported was added. Both samples demonstrate with no discrepancies a great discomfort in playful activities that demand integrity of vestibular function and its interconnections: to rope jumping; to ride a bicycle and to play in the turning wheel presenting a statistically significant difference regarding children with and without school difficulties complaints. As concerns o school difficulties complaints linked to school performance, we verified that "reading" and "copying" difficulties had a statistically significant relation in children with school difficulties complaints in both samples and there was an expressive similarity. Data collected by the research on vestibular function in its initial phase were confirmed in the final study: a high rate of normal vestibular function in children without school difficulties complaints was found and a low rate of normality in children with school difficulties complaints. All vestibular alterations found had peripheral irritative origin, both unilateral and bilateral, showing a vestibular dysfunction linked to labyrinth excitement provoking vestibular hyperactivity. Data had a statistically significant relation in children with school difficulties complaints compared to children without school difficulties complaints
Subject: Doenças do labirinto
Vertigem
Aprendizagem
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: FRANCO, Eloisa Sartori. Avaliação otoneurologica em crianças com queixa de dificuldades escolares: estudo da função vestibular. 2007. 153p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/309762>. Acesso em: 9 ago. 2018.
Date Issue: 2007
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Franco_EloisaSartori_D.pdf2.37 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.