Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309674
Type: TESE
Title: Capnografia volumétrica na avaliação de doenças crônicas pulmonares
Title Alternative: Volumetric capnography for the evaluation of chronic airways diseases
Author: Veronez, Liliani de Fátima, 1980-
Advisor: Paschoal, Ilma Aparecida, 1956-
Abstract: Resumo: As doenças pulmonares obstrutivas de diferentes etiologias se apresentam com envolvimento progressivo das vias aéreas periféricas. As vias aéreas periféricas, conhecidas como zona silenciosa do pulmão, não são adequadamente avaliadas com testes convencionais de função pulmonar. O princípio do gás "washout" eliminação de gases tem sido utilizado para detectar heterogeneidade da ventilação pulmonar e para estimar a localização do processo da doença subjacente. A capnografia volumétrica (CV) analisa o padrão de eliminação de CO2 como uma função do volume expirado. Objetivo: medir os "slopes" da fase 3 normalizados pelo volume corrente expiratório em pacientes com bronquiectasia não-fibrose cística (BQNF ) e em pacientes com bronquite crônica tabágica obstrutiva (BCTO), a fim de comparar os slopes obtidos para os grupos. Métodos: Pacientes com BQNF e com BCTO foram incluídos sequencialmente a partir dos ambulatórios de Insuficiência Respiratória Crônica do HC-Unicamp. Um grupo controle foi estabelecido para grupo BQNF, pareados por sexo e idade. Todos os indivíduos realizaram espirometria, CV e teste da caminhada dos seis minutos (TC6). Duas comparações foram feitas: grupo BQNF vs o grupo controle, e BQNF vs o grupo BCTO. O projeto foi aprovado pelo comitê de ética da nossa instituição. Os testes estatísticos utilizados foram Wilcoxon ou teste t de Student diferenças estatisticamente significativas foram consideradas com p < 0,05. Resultados: na comparação do grupo BQNF (N = 20) vs grupo controle (N = 20), foram encontradas diferenças significativas no IMC e em diversas variáveis funcionais (espirometria, CV, TC6) com os piores resultados observados no grupo BQNF. Na comparação entre o grupo BCTO (N = 20) vs grupo BQNF, embora os pacientes com BCTO tivessem piores valores na espirometria e TC6, as variáveis capnograficas Slp2, Slp3/Ve e Slp3/EtCO2 foram semelhantes. Conclusão: Estes resultados podem indicar que as curvas de eliminação de gás não são suficientemente sensíveis para monitorizar a gravidade das anormalidades estruturais. O papel do slope normalizado da fase 3 pode se explorado como o mais sensível índice de doença das pequenas vias aéreas, embora possa não ser igualmente sensível em discriminar a gravidade das alterações

Abstract: Background: Obstructive lung diseases of different etiologies present with progressive peripheral airway involvement. The peripheral airways, known as silent lung zone, are not adequately evaluated with conventional function tests. The principle of gas washout has been used to detect pulmonary ventilation inhomogeneity and to estimate the location of the underlying disease process. Volumetric capnography (VC) analyses the pattern of CO2 elimination as a function of expired volume. Objective: to measure normalized phase 3 slopes with VC in patients with non-cystic fibrosis bronchiectasis (NCB) and in bronchitic patients with chronic obstructive pulmonary disease (COPD) in order to compare the slopes obtained for the groups. Methods: NCB and severe COPD were enrolled sequentially from an outpatient clinic (Universitary Hospital). A control group was established for NCB group, paired by sex and age. All subjects performed spirometry, VC and Six-Minute Walk Test (6MWT). Two comparisons were made: NCB group vs its control group, and NCB group vs COPD group. The project was approved by the ethical committee of the institution. Statistical tests used were Wilcoxon or Student t-test; statistically significant difference considered with p<0.05. Results: Concerning NCB group (N=20) vs control group (N=20), significant differences were found in BMI and in several functional variables (spirometric, CV, 6MWT) with the worse results observed in NCB group. In the comparison between the COPD group (N=20) vs NCB group, although patients with COPD have had worse spirometric and 6MWT values, the capnographic variables Slp2, Slp3/Ve and Slp3/EtCO2 were similar. Conclusion: These findings may indicate that the gas elimination curves are not sensitive enough to monitor the severity of structural abnormalities. The role of normalized phase 3 slope may be worth explore as a more sensitive index of small airway disease, even though it may not be equally sensitive in discriminating the severity of the alterations
Subject: Espirometria
Capnografia
Bronquiectasia
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Veronez_LilianideFatima_D.pdf6.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.