Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309651
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Relação entre a composição corporal e a força muscular de idosas com osteoartrite de mãos = Relationship between body composition and muscular strength in elderly with osteoarthritis of hands
Title Alternative: Relationship between body composition and muscular strength in elderly with osteoarthritis of hands
Author: Iartelli, Isabele, 1983-
Advisor: Coimbra, Ibsen Bellini, 1959-
Abstract: Resumo: Osteoartrite (OA) é a doença osteoarticular mais comum na população ocidental idosa e frequentemente afeta as articulações da mão. Caracterizada pelo acometimento da cartilagem com a participação do osso subcondral e da membrana sinovial, além das estruturas periarticulares, constitui-se numa verdadeira insuficiência da articulação. Clinicamente apresenta-se com limitação de movimentos, dor, edema, perda de força e deformidades que causam danos funcionais importantes ao paciente. Alguns fatores podem favorecer o aparecimento ou agravamento da OA de mãos, destacando-se a idade, a genética, o sexo, a força muscular e a obesidade. Dessa forma, este estudo teve como objetivo analisar a relação entre a osteoartrite de mãos em idosas não institucionalizadas, com sua composição corporal, idade e força muscular. A amostra constitui-se de 73 idosas não institucionalizadas, que voluntariamente participaram de entrevista sócia demográfica, teste de força muscular com dinamômetro de preensão manual, realização de exames de raios-X de mãos e punhos, e densitometria de corpo todo. A OA radiográfica de mãos esteve presente em 73,9% das idosas, sendo que a maior prevalência (50%) ocorreu entre as idosas que estavam na sétima década de vida. Não houve relação estatisticamente significativa entre as variáveis estudadas e OA de mãos. Entretanto, quando realizado estudo de regressão logística, verificou-se que o Risco Relativo de mulheres com idade maior de 80 anos e índice de massa corporal (IMC) maior que 28 Kg/m2 apresentarem OA radiográfica das mãos foi maior do que nas mais jovens e com IMC normal. Observou-se, ainda, que idosas obesas apresentaram maior frequência de OA radiográfica das mãos e maior gravidade de lesões da OA. Embora as análises estatísticas não tenham apresentado significância, conclui-se que idosas não institucionalizadas, com mais de 80 anos e IMC maior que 28 Kg/m2 apresentam maior risco de apresentar OA radiográfica das mãos

Abstract: Osteoarthritis (OA) is the most common musculoskeletal disease in the elderly western population and often affects the joints of the hand. Characterized by impairment of cartilage involving the subchondral bone and synovium, and periarticular structures, constitutes a true failure of the joint. Clinically presents with limited movement, pain, swelling, loss of strength and functional deformities that cause important damage to the patient. Some factors may favor the emergence or worsening of OA of the hands, especially age, genetics, sex, muscle strength and obesity. Thus, this study aimed to analyze the relationship between hand osteoarthritis in elderly non-institutionalized, with their body composition, age and muscle strength. The sample consisted of 73 non-institutionalized elderly, who voluntarily participated in the interview partner demographic, muscle strength testing with a dynamometer handgrip, examinations of X-rays of hands and wrists, and whole body densitometry. The radiographic hand OA was present in 73.9% of the elderly, and the highest prevalence (50%) occurred among the elderly who were in the seventh decade of life. There was no statistically significant relationship between variables and hand OA. However, when performed logistic regression study, we found that the relative risk for women aged 80 years and BMI greater than 28 kg/m2 present radiographic hand OA was higher than in younger and with a normal BMI. There was also that Older obese increased prevalence of radiographic OA of the hands and greater severity of OA lesions. Although the statistical analysis did not present significance, it is concluded that noninstitutionalized elderly, with more than 80 years and BMI greater than 28 kg/m2 have a higher risk of developing radiographic hand OA
Subject: Osteoartrite
Obesidade
Força muscular
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: IARTELLI, Isabele. Relação entre a composição corporal e a força muscular de idosas com osteoartrite de mãos = Relationship between body composition and muscular strength in elderly with osteoarthritis of hands. 2012. 50 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/309651>. Acesso em: 20 ago. 2018.
Date Issue: 2012
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Iartelli_Isabele_M.pdf1.27 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.