Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309619
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Hipertensão arterial sistemica (HAS) em trabalhadores de uma universidade : estudo de fatores de risco para seu controle - HIPERTRAB
Author: Hoehne, Eduardo Luiz
Advisor: Corrêa Filho, Heleno Rodrigues, 1950-
Abstract: Resumo: Objetivou-se estudar a prevalência de Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e a proporção de indivíduos hipertensos que controlam seus níveis de pressão arterial (PA) entre os trabalhadores de uma universidade, separados em duas categorias profissionais (professores e funcionários), assim como os possíveis fatores associados à doença e ao seu controle. O tipo de estudo adotado foi o transversal, buscando-se encontrar uma diferença entre prevalências de controle de hipertensão nas duas categorias. O critério de classificação de hipertensão arterial adotado foi o da Organização Mundial de Saúde (OMS): valores de PA iguais ou superiores a 160/95mmHg, incluindo-se os indivíduos controlados por tratamento. A população de trabalhadores da universidade era composta por 9.813 adultos (18 anos ou mais), sendo 1.881 professores e 7.932 funcionários. Fez-se amostragem aleatória sistemática, dentro de cada categoria, com partilha proporcional para a faixa etária e para a unidade de trabalho das pessoas, resultando em 644 convites (215 professores e 429 funcionários). Foram entrevistados 288 trabalhadores (96 professores e 192 funcionários), onde se encontrou 22,2% de hipertensos não-controlados e 4,2% de controlados por tratamento, totalizando 26,4% de hipertensos. Entre os professores, foram encontrados 34,4% de hipertensos, sendo 6,1% destes controlados por tratamento; entre os funcionários, havia 22,4% de hipertensos, onde 23,3% destes eram controlados. A categoria profissional, na análise bivariada, apresentou associação com a hipertensão e ficou nos limites de associação com o controle da doença, mas perdeu a significância ao se fazer a análise multivariada, em ambas as situações. Na regressão logística, encontrou-se os fatores associados à hipertensão: a obesidade, a idade avançada, o sexo masculino e o histórico familiar de HAS. Com exceção da variável sexo, onde há divergências entre os estudos, a significância das demais variáveis concordou com a bibliografia. Quanto ao controle da hipertensão arterial, na análise multivariada, somente o sexo apareceu como fator associado, apontando para um maior controle por parte das mulheres

Abstract: The purpose of this study was evaluate the prevalence of high blood pressure (HBP) and the proportion of individuals who controlled it among the workers of a public university, in which they were grouped into two professional categories (professors and other employees), along with the factors that could have a relantionship with the desease and its control. A cross-sectional study was developed to find the difference between the prevalence of hypertension control, within both categories. The World Health Organization (WHO) criteria was adopted (to define HBP): blood pressure values equal or above 160/95mmHg, including individuals with controlled blood pressure by treatment. The entire university working population consisted of 9,813 adults (aged 18 or higher), of which 1,881 were professors and 7,932 were other employees. A systematic random sample was carried out, within each category, regarding proportional allocation for age and workplace unit. As a result, 644 individuals were invited to participate in this study (215 professors and 429 other employees). Interviews were held with 288 workers (96 professors and 192 other employees). The prevalence of 26.4% individuals with HBP was found, being 22.2% uncontrolled and 4.2% controlled by treatment. The prevalence among professors was 34.4% with HBP, of which 6.1% were controlled; among the other employees, there were 22.4% with HBP, being 23.3% under control. The professional category, throw bivariate analysis, showed asociation with HBP and it was at the limits of the association with controling desease, but significance was lost for both cases, after multivariate analysis. Logistic regression pointed out as HBP associated factors: obesity, advanced age, male sex, HBP family history. All significant risk variables were in accordance with the literature, except sex. At last, the prevalence of controlled HBP was significantly associated only with sex (female)
Subject: Epidemiologia
Hipertensão
Estudos transversais
Trabalhadores
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: HOEHNE, Eduardo Luiz. Hipertensão arterial sistemica (HAS) em trabalhadores de uma universidade: estudo de fatores de risco para seu controle - HIPERTRAB. 2001. 163 p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/309619>. Acesso em: 31 jul. 2018.
Date Issue: 2001
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Hoehne_EduardoLuiz_M.pdf3.99 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.