Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309617
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Trappura - trabalho informal, precario ou perigoso : abordagem de ação coletiva por uma equipe de saude da familia, em Uberaba-MG
Title Alternative: Trappura - informal, precarious or dangerous work : a collective action approach by one family health team in south-eastern Brazil
Author: Santos, Aide Amabile Coelho dos
Advisor: Corrêa Filho, Heleno Rodrigues, 1950-
Abstract: Resumo: A globalização força as relações de trabalho a se tornarem mais flexíveis, surgindo um grande contingente de profissionais desprotegidos, ignorados pelos órgãos públicos, sem direito à assistência e ao controle de sua saúde. A intenção de prestar assistência integral ao trabalhador informal em condições precárias ou perigosas deu origem a um estudo descritivo prospectivo de base populacional investigando-se o tempo trabalhado e acidentes ou doenças relacionadas ao trabalho durante quatro meses mediante visitas semanais pelos Agentes Comunitários de Saúde da Equipe. Aplicou-se instrumento de coleta de dados elaborado em projeto-mãe para outra cidade após adaptação às condições locais. Observou-se que 62,1% dos trabalhadores eram do sexo feminino; 43,9% tinham entre 35 e 50 anos; 55,6% trabalhavam por conta própria; 39,9% eram empregados e 8,4% dos entrevistados pagavam a Previdência Social. O motivo de ingresso no setor informal foi o desemprego para 44,1% enquanto 24,6% buscavam melhores rendimentos. A jornada diária de trabalho foi de 8 horas/dia para 39,7%; o trabalho durante 7 dias por semana foi referido por 31,6%; 7,0% referiram a ocorrência de pelo menos um acidente no local de trabalho e 69,0% dos entrevistados alegaram conhecer uma pessoa em perigo em seus locais de trabalho. A contribuição do planejamento para a organização do sistema de saúde e, conseqüentemente, a assistência à saúde dos trabalhadores é valiosa, envolvendo desde gestores até os trabalhadores das equipes de saúde. Faz-se necessária a inserção da saúde do trabalhador como domínio da saúde coletiva, considerando-se ambos como campos de conhecimento complexos, que buscam a promoção da saúde para a coletividade

Abstract: Globalization forces the work relationships to become more flexible, originating a great group of contingent workers that are unprotected, ignored by the public and state services, without right to the onsite health services assistance and control of working conditions. The intention of delivering comprehensive health services to the informal workers in precarious or dangerous conditions originated a descriptive and prospective population based study to investigate the worked time and work related accidents or illnesses during four months by means of weekly visits carried out by a Team of Community Health Agents. A data collection . Instrument elaborated for a mother-project in another city was applied, after being adapted to the local conditions. It was observed that 62.1% of the workers were females; 43.9% were aged between 35 and 50 years; 55.6% worked on their own; 39,9% were informally subcontracted employees and 8.4% of the interviewed ones paid the Social Security monthly fees. The reason for entering to the informal sector was the unemployment for 44.1% while 24.6% searched better incomes. The worked daily journey was of 8 hours a day for 39.7%; working during 7 days per week was related by 31.6%; 7.0% had related the occurrence of at least one accident in their worksite during the research period and 69.0% alleged to know a person in danger in their worksite. The contribution of Health Planning for the organization of the health system and, consequently, the assistance to the health of the workers is fundamental, involving from managers to the Health Workers. Results help to state that it is necessary to insert the Workers¿ Health as part of the Collective Health¿s domain, considering both as complex fields of knowledge that aim at the health promotion for the organized society
Subject: Saúde pública
Acidentes do trabalho
Saúde e trabalho
Saúde - Planejamento
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Santos_AideAmabileCoelhodos_M.pdf1.12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.