Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309605
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Conhecimento, atitudes e práticas sobre tuberculose e HIV/AIDS em prisões e no serviço público de saúde
Title Alternative: Knowledge, attitudes and practices on tuberculosis and HIV/AIDS in prisons and public health
Author: Ferreira Júnior, Sérgio
Advisor: Oliveira, Helenice Bosco de, 1949-
Abstract: Resumo: Este estudo analisou comparativamente o conhecimento, atitudes e práticas dos detentos e dos funcionários da unidade prisional III do Complexo Penitenciário e Rede Pública de Saúde do município Hortolândia-SP sobre tuberculose e HIV/aids. Trata-se de um estudo seccional que utilizou o questionário KAP, do inglês, Knowledge, Attitudes and Practices, instrumento de pesquisa utilizado em vários estudos para coleta de dados a respeito do conhecimento, práticas e atitudes de uma determinada população em relação à saúde. Participaram do estudo de 506 indivíduos: 141 detentos, 115 funcionários do presídio e 250 funcionários da rede pública de saúde. Para a análise das variáveis foi utilizado o programa epi-info versão 6.4. Para as variáveis dependentes foi utilizado o teste do qui-quadrado e considerado com significância estatística o valor de p<0,05. Os resultados demonstraram muitos conceitos equivocados sobre a transmissão, sintomas, tratamento e cura da TB, bem como na transmissão do HIV/AIDS entre os três grupos pesquisados. O restrito acesso dos detentos às várias fontes de informação como T.V. rádio, e internet, permite que estes tomem conhecimento sobre a tuberculose apenas por meio dos poucos folhetos e cartazes que chegam até as celas. Os funcionários do presídio, apesar de terem amplo acesso às várias fontes de informação, bom nível de escolaridade e trabalharem na unidade prisional por longo tempo, não tiveram um bom desempenho nesta pesquisa. Com relação à rede pública de saúde, os resultados apontam erros conceituais básicos sobre o conhecimento dos sinais e sintomas da TB e sobre as formas de transmissão, infecção e prevenção da doença, informações que poderiam ser acessadas em qualquer manual de controle da tuberculose. Os resultados indicam haver falhas nos treinamentos replicados na rede pública e a falta de multidisciplinaridade, intersetorialidade e demandam a necessidade de reavaliação da metodologia e logística utilizadas nestas capacitações. Sobre a utilização do questionário KAP, o instrumento mostrou ser eficaz na coleta de dados gerais sobre o conhecimento e dados sociodemográficos, que podem colaborar para o planejamento das ações dos programas de tuberculose e serem utilizados nas ações de Advocacy Controle e Mobilização Social, entretanto mostrou limitação e fragilidade na validação dos resultados sobre práticas e atitudes. Este estudo pode colaborar para a discussão e validação do roteiro KAP como método adequado para explorar o conhecimento, atitudes e práticas na saúde de diferentes populações

Abstract: This study analyzed comparatively the knowledge, attitudes and practices of the prisoners, employees from the prison unit III of the Penitentiary Complex and health care workers of Hortolândia city, in São Paulo state, Brazil about tuberculosis and HIV/aids. It is about of a sectional study that used the KAP questionnaire, research instrument used in various studies for the gathering of data about the knowledge, attitudes and practices of a certain population in relation to health. On the study participated 506 Individuals: 141 prisoners, 115 prison employees and 250 health care workers. For the variables analysis was used theprogram Epi-info version 6.4. For the dependent variables was used the qui-square and considered a significant statistic the value of p<0,05. The results have demonstrated many wrong concepts about the transmission, symptoms, treatment and cure of TB, as on the transmission of HIV/aids among the three researched groups. The restricted access of the prisoners to various sources of information like T.V., radio and internet have made possible that these take knowledge about the tuberculosis only through a few flayers and posters that got to the cells. The prison employees, despite having great access to information sources, a nice education level and work on the prison for a long time, they have not had a good performance on this research. In relation to the health care workers, the results point basic conceptual mistakes about the knowledge of the signs and symptoms of TB and yet, wrong ideas about the ways of transmission, infection and prevention from the disease, information that could have been accessed in any tuberculosis control manual. The results still pointed to have imperfections on the replicated trainings on the public health and the lack of multidisciplinary and inter sectional and demand the necessity of methodological and logistic re-evaluation used for the realization of these capabilities. About the use of the KAP questionnaire has shown to be a very effective instrument on the data gathering that can collaborate for the planning of actions on the programs of tuberculosis and DST/aids to be used also on the actions of Advocacy Control and Social Mobilization. The results still can instigate the discussion about the validation of this instrument to the Portuguese language and the using of it as an adequate methodology to explore the knowledge, attitudes and practices of different health populations
Subject: Tuberculose
Prisões
Serviços de saúde publica
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
FerreiraJunior_Sergio_M.pdf730.14 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.