Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309551
Type: TESE
Title: Contribuição ao estudo do doppler colorido associado a ultra-sonografia na avaliação da resposta a quimioterapia neo-adjuvante no carcinoma de mama localmente avançado
Author: Martins, Mauricio de Sena
Advisor: Souza, Gustavo Antonio de, 1941-
Abstract: Resumo: o objetivo deste trabalho foi comparar os tamanhos dos tumores mamários localmente avançados através dos métodos clínicos, mamográficos e ultra-sonográficos e descrever os parâmetros do doppler associado à ultra sonografia, avaliados antes e depois da quimioterapia primária. Os sujeitos deste estudo foram 18 mulheres com o diagnóstico de carcinoma da mama acompanhadas no Hospital e Maternidade Leonor Mendes de Barros, com tumor primário clínico maior ou igual a 50mm. As mulheres foram submetidas à palpação, mamografia, ultra-sonografia e doppler associado à ultra-sonografia no momento do diagnóstico. A seguir, foram submetidas a três ciclos de quimioterapia com 5-fluoracil, adriamicina e ciclofosfamida e realizaram novamente os exames citados. O exame clínico foi o que mostrou-se como o melhor método para avaliar o tamanho dos tumores. A mamografia permitiu avaliar menos da metade dos casos e a ultra-sonografia não acrescentou maiores informações do que a palpação. Após a identificação de casos com resposta (redução do tamanho clínico ~50% e tamanho ultra-sonográfico :2:25%) e sem resposta (redução do tamanho ~línico <50% e ou <25% do tamanho . ultra-sonográfico), observou-se que o índice de resistência, pulsatilidade, coeficiente AIS apresentaram uma variação significativamente diferente na pré e pós-quimioterapia no grupo sem resposta e, ainda, quando comparadas as suas diferenças, observou-se que a velocidade média apresentou-se significativamente diferente, nestes grupos. Observou-se um padrão diferente das médias na pré-quimioterapia, principalmente das velocidades máxima e média que talvez possam predizer a resposta à quimioterapia. Utilizando os valores das médias do grupo com resposta como corte para estes dois parâmetros, pôde-se estabelecer uma sensibilidade de 67% e uma especificidade de 89% para predição da resposta. A finalidade deste estudo foi contribuir para obter-se um método seguro para a avaliação da resposta na pré e pós-quimioterapia e tentar mostrar novos caminhos capazes de predizerem a resposta

Abstract: The objective of this study was to compare the sizes of locally advanced breast tumors through clinical, mammographic and ultrasonographic methods and describe the parameters of color doppler ultrasound evaluated before and afier of the primary chemotherapy. A total of 18 women with the diagnosis of breast carcinoma were carried out at the Hospital e Maternidade Leonor Mendes de Barros, with clinical primary tumors equal or bigger than 50mm. These women were submitted to palpation, mammography, ultrasound and color doppler ultrasound at the moment of diagnosis. Following up, they were submitted to three cycles of chemotherapy with F AC and afier completing the primary antiblastic therapy, a second round of the same exams was performed. The clinical exam turned up to be the most efficient method to evaluate the size of tumors. The mammography helped to evaluate less than half the number of cases and the ultrasonography was of no use in increasing the accuracy already obtained with palpation. Afier the identification of cases with response (reduction of clinical size ~50% and ultrasonographical size ;;:Q5%) , and with no response (reductio~ of clinical size <50% and either <25% . of ultrasonographical), it was observed that the resistance index, pulsatibility and AIS coefficient presented a significant variation that differed from pre and pos-chemotherapy in the group with no response. When the pos and pre differences were compared, it was observed that the average speed presented itself different in the groups. A different pattern of the pre-chemotherapy average was observed, specially in the maximum and average speeds that may predict the response to the chemotherapy. Using the values of the average from the group with response for both parameters, one can establish a sensitivity of 67% and a specificity of 89% to predict the response. The aim of this study was to contribute in obtaining a safe method to evaluate pre and pos chemotherapy response and try to show new ways to predict it using color doppler ultrasound
Subject: Mamas - Câncer
Quimioterapia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1998
Appears in Collections:FCM - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Martins_MauriciodeSena_M.pdf8.79 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.