Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309488
Type: TESE
Title: Determinação de bioequivalencia de duas formulações de maleato de enalapril
Author: Ribeiro, Wellington
Advisor: De Nucci, Gilberto, 1958-
Nucci, Gilberto de, 1958-
Abstract: Resumo: Neste trabalho avaliamos a bioequivalência entre duas formulações de comprimidos de maleato de enalapril (Eupressin comprimidos, 10 mg, obtido do laboratório Biosintética versus Renitec comprimidos, 10 mg, obtido do laboratório Merck Sharp & Dhome, utilizado como formulação referência). Dezoito voluntários adultos sadios do sexo masculino receberam 20 mg de maleato de enalapril (2 comprimidos de 10 mg cada) e a bioequivalência entre ambas as formulações foi mensurada comparando a concentração no soro de enalaprilato e enalapril total (enalaprilato mais enalapril) em função do tempo. A atividade da enzima conversora de angiotensina (ECA) foi determinada no soro utilizando ensaio espectrofotométrico. Os seguintes parâmetr:os farmacocinéticos foram obtidos para cada formulação: Área sob a curva da concentração plasmática em funçã9 do tempo de O a 24 h (AUC[O-24]) , máxima concentração alcançada (Cmax) e o tempo no qual a mesma ocorreu (T max). Quando a concentração no soro de enalaprilato em função do tempo foi empregada para mensurar a bioequivalência, atnbas as formulações foram bioequivalentes quanto a extensão de absorção (AUC[O-24]), porém o mesmo não ocorreu para a velocidade de absorção (Cmax). Contudo, nenhuma diferença quanto a extensão ou taxa de absorção foi observada quando a concentração plasmática de enalapril total em função do tempo foi empregada para mensurar a bioequivalência. A curva da atividade da enzima conversora de angiotensina em função de tempo foi similar para ambas as formulações. Após 3 a 5 horas de administração do maleato de enalapril, observou-se uma inibição de 90% da atividade enzimática e esta inibição permaneceu em torno de 50% após 24h da administração. Neste mesmo tempo os níveis plasmáticos de enalaprilato e enalapril total foram cerca de 10 vezes menores do que o Cmax. Estes resultados mostram que o modelo farmacodinâmico trata-se de modelo inadequado para avaliar a bioequivalência de duas preparações comerciais de ma/eato de enalapril. Assim, o modelo farmacocinético, baseado na curva da concentração plasmática do enalapril total versus tempo é mais adequado. Outras pró-drogas devem ser analisadas individualmente

Abstract: Two different normal-release enalapril maleate tablet formulations were evaluated with respect to heir relative bioavailability (Eupressin tablets, 10 mg, from Biosintética as the test formulation vs. Renitec tablets, 10 mg, frem Merck Sharp & Dhome, as the reference formulation). A single 20 mg oral dose was administered to eighteen healthy male adult volunteers and bioequivalence between both formlation was assessed by comparing both serum enalaprilat and total enalapril (enalaprilat plus enalapril maleate) concentration vs. time curves. Angiotensin converting enzyme (AGE) activity was also quantified in each serum sample. The following pharmacokinetic parameters were obtained for each formulation: area under the time-concentration curves from O to 24 h (AUG[O-24]) , maximum achieved concentration Cmax and the time at which they occurred (T max). When serum enalaprilat concentration vs. time curves were employel to assess bioequivalence, both formulations were bioequivalent for the extent but not for the rate of absorption. However, no differences for either the extent or the rate absorption were observed when total serum enalapril vs. time curves were analyzed. AGE activity vs. time curves were similar for both formulations and showed that AGE was inhibited by 90% at 3 - 5 h after enalapril administration and remained still inhibited by appreximately 50% 24 h after. At this time, circulating enalaprilat or total enalapril levels were more than ten-fold reduced with respec to Gmax. These results show that complete bioequivalence between both formulations can be concluded from total serum enalapril concentration data, and that serum AGE activity is not a suitable pharmacodynamic approach to assess bioequivalence
Subject: Equivalência terapêutica
Farmacocinética
Enalaprilo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1996
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ribeiro_Wellington_M.pdf2.72 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.