Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309419
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: O outro da reforma : contribuições da teoria da autopoise para a problematica da cronicidade no contexto das reformas psiquiatricas
Author: Kinoshita, Roberto Tykanori
Advisor: Campos, Gastão Wagner de Sousa, 1952-
Abstract: Resumo: A presença do problema da cronicidade é verificada nos diversos contextos das refonnas da assistência psiquiátrica e em particular na história americana. Uma revisão das publicações a respeito das questões da cronicidade mostrou-nos que, apesar de ser amplamente utilizado, esse é um tema que traz muitas divergências e que o conceito de doente crônico propriamente é um conceito equivoco. Retomando o pensamento crítico de Franco Basaglia e o conceito de institucionalização como esquema explicativo da cronificação institucional, identificamos o chamado "enigma do corpo" como problemática central. A ambigüidade do corpo de ser, simultaneamente, sujeito e objeto para o ser humano mostra-se como questão histórica. Argumento que uma aproximação com a Teoria da Autopoiese, proposta por Maturana e VareIa, nos possibilitaria investigar a cronicidade como fenômeno que observamos no domínio da ontogenia dos seres vivos, e suas correlações com a dinâmica fisiológica.Argumento que as novas concepções de linguagem, de cognição e de seres vivos, alternativas à tradição ocidental científica e filosófica, possibilitariamuma explicação para a cronicidade, de modo a orientar as ações na esfera das inter-relações individuais (profissional/paciente), bem como a servir de referência para o planejamentode ações e serviços em saúde mental

Abstract: The presence of the problem of the chronicity is verified in the severa! contexts of the reforms of the psychiatric attendance and in particular way in the American history. A revision of the publications regarding the subjects of the chronicity showed us that, in spite of being used thoroughly, that is a theme that brings a lot of divergences and that the concept of chronic patient is a concept that mistakes. Retaking Franco Basaglia's critical thought and the institutionalization concept as explanatory outline of the institutional chronification we identified it called "enigma of the bodyhood" as a central probIem. The arnbiguity of the body of being, simultaneousIy, subject and object for tOOhuman being is shown as historical subject. largue that an approach with the Theory of Autopoiese, proposed by Maturana and VareIa, would facilitate us to investigate the chronicity as phenomenon that we observe in the domain of the ontogeny of the living beings, and its correlations with the physioIogic dynamics. largue that the new conceptions of cognition an d Ianguage and of living beings, alternatives to the scientific and philosophical westem tradition, would facilitate an explanation for the chronicity, in way to guide the actions in the sphere of the individual interreIations (professionals / patients), as well as to serve as reference for the planningof actions and services in mental health policies
Subject: Saúde mental
Planejamento
Política de saúde
Autopoiese
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2001
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Kinoshita_RobertoTykanori_D.pdf51.96 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.