Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309393
Type: TESE
Title: Crescimento, desenvolvimento puberal e densidade mineral ossea em pacientes portadores de hepatite auto-imune na faixa etaria pediatrica
Author: Tofoli, Marise Helena Cardoso
Advisor: Hessel, Gabriel, 1960-
Abstract: Resumo: A hepatite auto-imune (HAI) é uma doença inflamatória crônica de etiologia desconhecida que causa destruição progressiva do parênquima hepático com possível evolução para cirrose hepática. O tratamento geralmente é baseado na imunossupressãocom esteróide associado à azatioprina. Dentre os efeitos colaterais da corticoterapia estão alterações no crescimento, desenvolvimento puberal e na densidade mineral óssea. Além disso, doenças hepáticas crônicas podem causar alterações no metabolismo ósseo chamado de osteodistrofia hepática. O objetivo desse estudo foi analisar os efeitos da corticoterapia e da evolução clínica da doença no crescimento, desenvolvimento e na densidade mineral óssea (DMO) de pacientes portadores de HAI na faixa etária pediátrica. Foram estudados 17 pacientes atendidos no ambulatório de Hepatologia Pediátrica no Hospital de Clínicas da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas, sendo coletado os seguintes dados: sexo, data de nascimento, data do diagnóstico de HAI, peso e estatura a cada consulta, dose de glicocorticóide (GC) prescrita, estatura dos pais e desenvolvimento puberal. Foram calculados os z-escores de peso/idade, estatura !idade, e o índice de massa córporea (IMC) no diagnóstico e na ocasião da determinação da DMO. Os resultados da DMO foram analisados de acordo com a idade cronológica (IC), idade estatura (IE) e idade óssea (10) e comparados com um grupo controle pareado por sexo e idade cronológica. Em cada uma das análises da DMO, os pacientes foram divididos em três grupos de acordo com a classificação proposta pela OMS. Os resultados da DMO foram correlacionados com a dose de GC, o tempo total de corticoterapia, o tempo de uso de GC em doses altas e com a classificação de Child-Pugh. Nos 17 pacientes, a idade variou entre 7 e 19 anos, sendo 6 (35,3%) do sexo masculino e li (64,7%) do sexo feminino. Apenas 1 (5,9%) paciente apresentou atraso significativo (abaixo de 2 DP) na 10 e IE concomitantemente e não foi encontradoatrasodo desenvolvimentopuberal.O z-escoreestatura/idadeinicialvarioude - 1,49 a + 3,10 com média de 0,47 e na época da DMO de -2,19 a 2,38 com média de -0,03, sendo significativa a diferença.A freqüência de alterações na DMO encontrada nas análises por IC, IE e 10 foi de 47%, 41,1% e 53% respectivamente. A comparação entre os resultados da DMO dos pacientes e do grupo controle apresentou diferença estatisticamente significativa. Conclusões: Houve comprometimento do desenvolvimento estatural dos pacientes durante o tratamento com GC, tendo sido observado diminuição do índice zescore estatura/idade; houve aumento do !MC com a corticoterapia; não foram observadas alterações no desenvolvimento puberal, a densidade mineral óssea esteve alterada em cerca de 50% dos pacientes independentemente da análise utilizada: DMOxIC, DMOxIE e DMOxIO. Não foi possível estabelecer relação entre as alterações ósseas com o tempo e a dose de GC administrada e não houve correlação entre as alterações ósseas encontradas com a pontuação da classificação de Child-Pugh

Abstract: Autoimmune hepatitis (AIH) is a chronic inflammatory disease with unknown etiology; it causes a progressive destruction of the liver parenchyma, with progression to cirrhosis. Usually, the treatment is based in corticotherapy associated with Azathioprine. Among the side effects of the corticotherapy are osteoporosis, growth and development failure. Moreover, chronic liver diseases could cause metabolic bone disturbs, called hepatic osteodistrophy. The aim of this study was evaluate the corticotherapy effects and the liver disease effects on development, growth and bone mineral density (BMD) in pediatric patients with AIH. Were studied 17 patients of the hepatology's pediatric ambulatory in the Clinical Hospital ofMedical College ofUNICAMP. Were collected the following data: sex, birth date, diagnostic date, weight, height, dose of corticosteroid, parents height, puberal development. Corporal mass index, z score weightlage and height/age were established at the diagnosis and at the bone densitometry (BD) occasion. Bone age and BD were realized subsequent1y. The results of the BD were compared to chronological age (CA), height age (HA) and bone age (BA) and were compared with a control group matched by sex and chronological age. In witch BD analysis the patients were divided in 3 groups according to WHO classification. The results were related with corticosteroids dose, time of corticotherapy, time of use of high doses corticosteroids and to the Child-Pugh c1assification.The age ranged from 7 to 19 years, 6 (35,3%) males and 11 (64,7%) females. Only one (5,9%) patient had delay at bone age and height age but there was no puberal development delay. The initial z score height per age ranged from -1,49 to + 3,10 and the mean was 0,47 and the z score height per age at the time ofBD ranged from -2,19 to 2,38 and the mean was -0,03; being significative the difference. The frequency of the alterations on BD in the analysis with CA, HA, BA was 47%, 41,1% and 53% respectively. The BD results of the patients in comparison of the control were significant1y different. Conclusions:Growth disturbs were evident by the reduction of the z score height per age during the corticotherapy. There was an increase of body mass index during the corticotherapy. There was no interference on puberal development The BD was altered at about 50% of the patients. Bone disturbs had no correlation with corticosteroids doses and period of adrninistration. There was no relation within the results of BD and the pontuation ofthe Child-Pugh classification
Subject: Crianças - Desenvolvimento
Densidade óssea
Hepatite auto-imune
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Tofoli_MariseHelenaCardoso_M.pdf3.77 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.