Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309269
Type: TESE
Title: Trabalho em turnos = estado geral de saúde relecionado ao sono em trabalhadores de enfermagem
Title Alternative: Shift work : general state of health related to sleep in workers nursing
Author: Mendes, Sandra Soares
Advisor: De Martino, Milva Maria Figueiredo, 1947-
Martino, Milva Maria Figueiredo de
Abstract: Resumo: Este estudo teve como objetivo identificar os sintomas referentes ao estado geral de saúde associado ao trabalho em turnos de enfermagem e relacioná-los com a qualidade do sono. Trata-se de um estudo de natureza descritiva, quantitativa e transversal. Participaram dessa pesquisa, profissionais de diversas categorias de uma instituição hospitalar da cidade de Poços de Caldas, Minas Gerais. A população foi constituída por (n=136) profissionais de enfermagem com média de idade de 33,1 anos, 82,4% eram do sexo feminino, divididos nas seguintes categorias profissionais: enfermeiro 8,1%, técnico de enfermagem 80,9%, auxiliar de enfermagem 11,0%. Os turnos de trabalho eram os seguintes: turno diurno (7h às 19h) e noturno (19h às 07h). Os sujeitos atuavam em diversas unidades tais como Unidade de Terapia Intensiva Adulto, Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal, Centro Cirúrgico, Central de Material e Esterilização, Hemodiálise, Clínica Cirúrgica, Clínica Médica, Maternidade, Pediatria, Berçário, Urgência/Emergência. Foram utilizados três instrumentos para a coleta de dados: Ficha de Características Individuais e Sócio-Demográficas, Inventário de Estado Geral de Saúde, Questionário para Avaliação do Ciclo Vigília-Sono (diário do sono). Os dados foram estatisticamente significativos pelo Teste Qui-Quadrado (p= 0,021) para a presença do sintoma de flatulência ou distensão abdominal no turno noturno. Através da análise de regressão linear múltipla os sujeitos do turno diurno que apresentaram os sintomas de má digestão e irritabilidade, tiveram pior qualidade de sono noturno. Referindo-se a qualidade do sono diurno, os sintomas que se mostraram estatisticamente significativos pelo Teste Kruskal-Wallis foram a insônia (p=0,044) e a dificuldade de concentração (p=0,048). Analisando a qualidade do sono noturno, os sintomas que mostraram dados estatisticamente significativos pelo Teste de Kruskal-Wallis foram, sensação de má digestão (p=0,023), irritabilidade (p=0,002), insônia (p=0,001), dores de cabeça (p=0,005), dificuldade de concentração (p=0,002). Os trabalhadores do turno noturno mostraram uma melhor qualidade de sono noturno em relação ao turno diurno, com diferença estatisticamente significativa pelo Teste Mann-Whitney (p=0,046). Os profissionais de enfermagem demonstraram hábitos saudáveis de vida tais como não tabagismo (91,2%), não consumo de bebida alcoólica (89,7%), não utilizam medicamentos para dormir (91,2%) e realizam atividades físicas regulares (65,4%). Este estudo sugere novas abordagens às reais necessidades de saúde dos trabalhadores de enfermagem nos turnos hospitalares, conduzindo a medidas preventivas que possam melhorar o estilo de vida tais como os hábitos de sono.

Abstract: The objective of this study was to identify the symptoms of general health state associated with shift work in nurses and to relate them to their sleep quality. This is descriptive, qualitative and cross-sectional study. Nursing staff from several categories from a hospital institution from Poços de Caldas, Minas Gerais, participated on this study. The population was compounded by nursing staff (n=136) with an average age of 33.1 years old, 82.4% were females and they were divided into the following categories: registered nurses (RN) 8.1%, technical nurses 80.9%, and assistant nurses 11.0%. Their shift works were the following: day shift (from 07:00 am to 07:00 pm) and night shift (from 07:00 pm to 07:00 am). The subjects worked on several departments such as Adult Intensive Care Units, Pediatric and Neonatal Intensive Care Units, Surgery Rooms, Sterilization Center, Hemodyalisis, Surgical and Medical Clinic, Maternity, Pediatric Department and Emergency Rooms. Three instruments were used for data collection: Socio Demographic Questionnaire, Inventory of General Health State, and Questionnaire for Assessment of Sleep-Awake Cycle (sleep diary). Chi-Square Test showed statistically significative results (p=0.021) for abdominal flatulence or distention symptoms during night shift. Through multiple linear regression analysis the subjects of the day shift who showed symptoms of bad digestion and irritability, had worse quality of nighttime sleep Regarding to diurnal sleep quality, Kruskal-Wallis Test showed statistically significative results for insomnia (p=0.044) and difficulty on concentration (p=0.048). Analyzing the nocturnal sleep quality, Kruskal-Wallis Test showed statistically significative results for feelings of bad digestion (p=0.023), irritability (p=0.002), insomnia (p=0.001) headaches (p=0.005) and difficulty on concentration (p=0.002). Night shift workers showed a better nocturnal sleep quality compared to day shift workers, showing a statistically significative difference using Mann-Whitney Test (p=0.046). Nursing staff showed healthy life habits such as: non smoking (91.2%), non alcoholic consumption (89.7%), non sleep pills (91.2%) and regular physical activities (65.4%). This study suggests new approaches to health needs of nursing staff that work on hospital shifts, leading to preventive measures in order to improve life style such as sleep habits.
Subject: Sono
Sistema de turnos de trabalho
Enfermagem
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Mendes_SandraSoares_M.pdf1.22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.