Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309224
Type: TESE
Title: Celulas formadoras de colonias (CFCs) e produção de fatores estimuladores de colonias (CSFs), apos infecção, em animais expostos ao chumbo
Author: Bincoletto, Claudia
Advisor: Queiroz, Mary Luci de Souza, 1948-
Abstract: Resumo: Neste trabalho, investigamos os efeitos da exposição ao chumbo sobre o crescimento e diferenciação de células hematopoiéticas, as chamadas células formadoras de colônias (CFCs) da medula óssea de animais infectados e tratados com chumbo. Estudamos também os efeitos da exposição ao metal sobre a atividade dos fatores de crescimento de colônias (CSFs) no soro, assim como a sobrevida deste animais após infecção. Para a realização dos experimentos através da técnica de cultura clonal, em meio semi-sólido, os animais foram infectados com a bactéria Listeria monocytogenes após final do tratamento com acetato de chumbo. Após infecção com esta bactéria ocorre um aumento no número de células formadoras de colônias (CFCs) no baço, assim como nos níveis séricos de fatores estimuladores de colônias (CSFs). Utilizamos duas linhagens de camundongos: Balb\cj, susceptível a Listeria monocytogenes, e C57BI10 resistente a esta infecção. As doses de acetato de chumbo utilizadas foram: 1300, 130 e 13 ppm por períodos de 70, 30 e 10 dias. Ao final do tratamento os animais foram inoculados com doses de 3x102 - Balb\cj e 3x106 - C57BI10 e sacrificados 24, 48 e 72 horas após inoculação. A sobrevida destes animais foi determinada após observação destes camundongos por um período de 10 dias. Nossos resultados demonstraram que o efeito supressor do chumbo foi evidente em ambas linhagens. Na linhagem susceptível à infecção os efeitos da exposição ao chumbo ficou evidente em todos os grupos expostos, infectados ou não, nos três intervalos de tempo estudados após infecção. Nos animais resistentes a esta infecção o efeito supressor do acetato de chumbo também ficou evidente. Nesta linhagem, nas primeiras 24 horas após infecção tanto o chumbo como a infecção apresentaram efeitos supressores. Entretanto após 48 horas o efeito supressor da infecção foi superado, permanecendo apenas o efeito supressor induzido pelo chumbo. Não observamos alterações na atividade dos fatores estimuladores de colônias no soro dos animais em decorrência da administração do chumbo, sugerindo que este metal atue através de ação direta sobre os precursores hematopoiéticos. Observamos também um aumento na mortalidade em animais infectados com doses sub-Ietais de Listeria monocytogenes em ambas linhagens estudadas, quando expostas ao metal

Abstract: In this work we have investigated the effects of lead exposure on the growth and differentiation of hematopoietic cells from bone marrow, the so called colony forming cells (CFCs), in normal and infected mice. We also studied the effects of this exposure the serum activity of hemopoietic colony stimulating factors (CSFs), as well as, the survival of these mice after the infection. For this purpose, we used the technique for the clonal culture of hemopoietic cells in semi-solid medium. Mice were infected with the bacteria Listeria monocytogenes after treatment with lead acetate. Two strains of mice were used: Balb\cj (susceptible to Listeria monocytogenes) and C57BI10 (resistent to this bacteria). The doses of lead acetate were: 1300, 130 and 13ppm in periods of 70, 30 and 10 days. At end of this treatment, mice were infected and killed 24, 48 and 72 hours after the inoculation of the bacteria. The survival of these mice was determineted after a period of ten days. The suppressives effects of lead were observed in both strains in the three different periods studied. The dose-response relationship was observed with the 3 doses of lead used in relation to the effects of the infection, however, we observed that in the resistant strain the suppressives effects were overcome 48 hours after the administration of the baçteria. In the susceptible strain the suppressives effects of the infection were evident in the 3 periods studied. No changes were observed in the serum activity of CSFs due to the administration of lead, thus suggesting that this metal acts by a direct action on the myelopoietic cells. A significant decrease in host resistence, as measured by the mortality rate, was found when both strain of mice, after treatment with 1300ppm of lead for 30 days, were challenged with sub-lethal doses of Listeria monocytogenes
Subject: Celulas hematopoieticas primitivas
Intoxicação por chumbo
Camundongo
Listeria monocytogenes
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1993
Appears in Collections:FCM - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Bincoletto_Claudia_M.pdf1.24 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.