Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309193
Type: TESE
Title: Experiência, narrativa e intersubjetividade : o processo de restabelecimento ("recovery") na perspectiva de pessoas com o diagnóstico de esquizofrenia em tratamento nos centros de atenção psicossocial
Title Alternative: Experience, narrative and intersubjectivity : the process of recorvery in the perspective of persons with the diagnosis of shizophrenia in treatment at the psychosoial care centers
Author: Dahl, Catarina Magalhães, 1978-
Advisor: Leal, Erotildes Maria
Abstract: Resumo: O processo de restabelecimento (recovery), referido ao tema da experiência do adoecimento, na perspectiva de pessoas com problemas mentais graves, vem sendo cada vez mais investigado no panorama mundial. Desde a década de 1960, diversos estudos colocam em xeque o legado kraepeliniano acerca da esquizofrenia como um transtorno cujo prognóstico leva à progressiva deterioração e cronicidade. Tais estudos revelam a existência de um amplo e heterogêneo espectro de desfechos relativos ao processo saúde-doença vivenciado pelas pessoas com o diagnóstico de esquizofrenia. No Brasil, os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) surgem no âmbito dos movimentos de Reforma Psiquiátrica e Sanitária, como equipamentos estratégicos, que têm como missão promover o acesso à saúde, o acolhimento, o cuidado integral e a reabilitação psicossocial das pessoas com problemas mentais graves, através da valorização das experiências e narrativas dos usuários destes serviços. Alguns autores, entretanto, atentam ao fato de que os CAPS ainda encontram desafios e obstáculos para superação do cuidado médico-centrado e hospitalocêntrico. Esta dissertação de mestrado está vinculada a um projeto de pesquisa mais amplo, realizado através da parceria entre a UFRJ, UNICAMP, UFF e a UFBA, com o apoio do CNPq. Trata-se de um estudo qualitativo multicêntrico no qual se buscou analisar, a partir do quadro de referência da Fenomenologia interpretativa, as narrativas sobre a experiência do processo de restabelecimento (recovery), na perspectiva de pessoas que receberam o diagnóstico de esquizofrenia em tratamento nos CAPS de Campinas, Rio de Janeiro e Salvador. As estratégias metodológicas utilizadas para produção das informações foram: observação participante, entrevistas diagnósticas semi-estruturadas e grupos focais, que foram áudio-gravados e posteriormente transcritos, codificados e analisados. Dentre os 18 usuários participantes, 12 eram do gênero masculino, 10 eram solteiros, 7 eram brancos e 5 eram afro-descendentes (3 em Salvador e 2 no Rio). O nível de escolaridade dos participantes foi o seguinte: 8 usuários com ensino médio completo, 6 usuários com ensino médio incompleto e 4 com ensino fundamental incompleto. A média de idade dos usuários foi de aproximadamente 44 anos, com idade mínima de 30 anos e máxima de 64 anos. A partir do material analisado, identificamos as seguintes categorias temáticas: restabelecimento da experiência/consciência de si; efeitos do adoecimento; diagnóstico e efeitos do diagnóstico; experiência e efeitos da medicação; estratégias de lida e de existência; possibilidades e expectativas relacionadas ao futuro; causas/contingências relacionadas ao processo de restabelecimento; ideia de cura/melhora; contexto de tratamento nos CAPS; contexto dinâmico de vida/relações familiares e interpessoais e continuidade/descontinuidade da experiência, entre outras categorias. Nós também encontramos diferentes modos ou tipos de narrativas, como: causas/contingências, protótipos, descrição da experiência, narrativas éticomorais e narrativas corporificadas. Na perspectiva dos usuários, o restabelecimento (recovery) caracteriza-se como um processo complexo, não-linear, que envolve diferentes dimensões da vida. Apesar de vislumbrarem a possibilidade de melhora, para os usuários a perspectiva de cura e retorno a um estado anterior ao adoecimento parece remota, co-existindo, assim, perspectivas mais e/ou menos auspiciosas em relação ao processo de restabelecimento

Abstract: The recovery process, in the perspective of persons who received the diagnosis of schizophrenia, it has been increasingly studied worldwide. Since the 1960's, different studies has been questioned the kraepelin's legacy in which schizophrenia is seen as necessarily degenerating and chronic disorder. Such studies reveal the existence of a wide and heterogeneous spectrum of outcomes related to the disorder. In Brazil, the Psychosocial Care Centers (CAPS) arise in the context of Psychiatric and Sanitary Reforms, as strategic services which objective is to promote the access,receptiveness, mental, comprehensive mental health care and social rehabilitation for persons with serious mental disorders However, some authors alert to the fact that the CAPS still find challenging obstacles to overcome the hospitalocentric care model This masters's dissertation is bounded to a wider multisite research project, carried out through a partnership between UFRJ, UNICAMP, UFF and UFBA and was funded by CNPq. It is a qualitative inquiry in wherein we analyzed, informed by the reference frame of Phenomenology and Hermeneutics, the narratives on the process of recovery, in the perspective of people with severe mental disorder, in treatment at the CAPS in Campinas, Rio de Janeiro and Salvador. The methodological strategies for data collection was participant observation, diagnosis interviews and focus groups, which were recorded, transcribed, codified and analyzed Among the 18 participants, 12 were men, 10 were single, 7 caucasian and 5 afrodescendents (3 in Salvador and 2 in Rio) and 10 users's had less than 8 years of study. The age mean was 44 years, with minimum age with 30 years and maximum 64 a. We identified the following categories from data analysis: self experience/selfawareness; illness process effects; diagnosis and diagnosis effects; existence and coping strategies;possibilities related to the future; recovery process causes and contingences; idea of cure/mental health increasing; CAPS and treatment context; life dynamic context and family and interpersonal relations and continuity/discontinuity of experience. We found as well different narrative modes or types, such as: cause and contingence; prototypes; description of experience; ethical and moral narratives and embodied narratives. In the perspective of users, the recovery process is characterized as a non-linear and complex process, which involves different dimensions of daily life. Despite of glimping the possibility of mental health increasing, the cure and the return to pré-morbid state seems to be a remote possibility for the users which indicates the co-existence of more and/or less auspicious perspectives related to the recovery process
Subject: Acontecimentos que mudam a vida
Narração
Esquizofrenia
Reabilitação
Serviços comunitários de saúde mental
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:FCM - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Dahl_CatarinaMagalhaes_M.pdf2.98 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.