Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309135
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: O desafio gerencial da multinstitucionalidade dos hospitais universitarios : o caso do Hospital das Clinicas da Universidade Federal de Pernambuco
Author: Lima, Luci Praciano
Advisor: Merhy, Emerson Elias, 1948-
Abstract: Resumo: Este trabalho é um estudo de caso de um hospital universitário (HU), o Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (HCPE). A relevância das questões nacionais que vêm ocupando a agenda de discussão sobre hospitais universitários e as oquestões objetivas locais levaram à opção por se tentar compreender os processos contexto, as "crises" constantes da unidade e algumas tentativas de superação identificadas pela direção do hospital e por outros atores que fazem parte do cenário de inserção local da organização. o estudo se baseou em revisão bibliográfica, análise documental, dados do perfil e produção do hospital e na realização de entrevistas com atores consideradas relevantes para o processo gerencial. O enfoque metodológico foi qualitativo, embasado em experiências já existentes na área da saúde, embora se tenha utilizado algum elemento da abordagem quantitativa. Não se tratou de buscar inovações metodológicas, mas de se investigar um objeto pouco explorado com metodologiasjá conhecidas. Adotando como ponto de partida a "crise" dos hospitais universitários, procurou-se investigar o que a caracteriza e que tipos de respostas ela provoca. A partir da uma breve revisão de conceitos de crise, chegou-se a uma primeira conclusão que a denominada "crise" é de fato um termo utilizado para mobilizar ações políticas em tomo de soluções eventuais para os hospitais universitários, que enfrentam situações crônicas e recorrentes de falta de recursos financeiros e de pessoal. Resolvidas parcialmente essas questões, a "crise" reflui até um outro momento semelhante. Desse modo, os HU vêem vivendo essa situação pelo menos desde a década de 1970. Passado o "momento de crise", não se constatam mudanças significativas na forma de atuação dos hospitais. É como se a instituição estivesse em busca de sua sobrevivêncianos moldes até então existentes. Em vista disso, o estudo adotou como hipótese que o problema dos hospitais universitários é que nunca entraram em crise de fato. Caso isso tivesse ocorrido, mudanças significativas já teriam sido realizadas. Essa afirmação não implica em dizer que os HU não tenham dificuldades reais. Existem diversas tensões presentes nos hospitais universitários, em virtude da multiplicidade de instituições que se fazem presentes na sua realidade, cristalizando temas/tensões dentro da organização que precisam emergir. Nesse sentido, o estudo propõe que o desafio de gestão dos hospitais universitários não é buscar soluções para situações eventuais, mas trazer à tona a verdadeira crise, embutida no seu cotidiano, de forma a desnudar os arranjos instituídos e cristalizados das múltiplas instituições que se fazem presentes no dia-a-dia do hospital, principalmente aqueles que estão embarcados na dupla tarefa de ensino e assistência. Através do estudo de uma organização em particular, dos projetos desenvolvidos e das entrevistas realizadas foi possível concluir pela necessidade da mudança da agenda de discussão hospitalar e pela implantação de processos gerenciais negociados que permitam fazer frente às tensões constitutivas do processo de cuidado em saúde nos hospitais universitários

Abstract: This thesis is a case study of a university hospital, the Federal University of Pernambuco Clinical Hospital. The importance of national issues occupying the discussion agenda on university hospitals and the local reality in Pernambuco have induced the research to try to understand the hospital educational and health-care management processes. In this context, the recurring "crises" of the Pernambuco hospital and the way they have been faced by the its management and some other local actors deserve special attention. The research is based on a bibliographic review, documents ana1ysis,hospital profile and production data and on interviews with relevant people for the management processo The methodology was basically qualitative, based on experiences in the health care area with some quantitative elements. It was not the case to look for methodological innovations but to investigatewith known methods a not so well researched subject. Adopting as a departure point the "crisis" in the university hospitals, the study has targeted its characteristics and the kind of answers it provokes. Beginning with a short review of the "crisis" concept, the thesis draws a first conclusion :&omthe fact that the word "crisis" has been utilized for political movements to obtain punctual solutions for the university hospitaIs facing chronic lack of financial and human resources. Once these isolated problems are solved, the "crisis" pu11sback until another similar moment arrives. This pattem has been the recurrent situation for the university hospitaIs in Brazil since at least the 70's. Once the "critical" moment is surpassed, no significant change in the way of managing the hospital really happens. It is as if the organization were looking for survival with the same old pattem stillon. That is the reason the study has adopted as a main assumption that the problem with the university hospitaIs is that they never get into a real crisis. If that had happened, significant changes would have already occurred. This assertion is not the same as to say the university hospitaIs do not have real problems. There are significant tensions within the hospitaIs, especially due to the multiplicity of institutions present in the organization, generating themes that must emerge for the sake ofbeing dealt with. The study proposes as the management challenge for the university hospital not the solution for eventual problems but the pulling to the surface the real crisis hidden in the day-to-day activities of the hospital, especially the one embedded in the double institutional role of education and health-care service provision. Through the ana1ysis of a particular organization and its programs, and using the interviews, it was possible for the author to assume that there is a need to change the agenda of the debate, aiming the proposal of negotiated management solutions to face the tensions of the health-care processes in the university hospitaIs
Subject: Assistência hospitalar
Hospitais - Administração
Hospitais universitários
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2004
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lima_LuciPraciano_D.pdf18.12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.