Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309111
Type: TESE
Title: Hepatopatia cronica pelo virus C em pacientes transplantados renais
Author: Valerio, Helena Maria Giordano
Advisor: Soares, Elza Cotrim, 1942-
Abstract: Resumo: A prevalência de anti-VHC positivo é mais alta em pacientes submetidos à diálise e transplantados renais do que na população geral. A infecção pelo VHC é a principal causa de doença hepática crônica em pacientes transplantados renais. Para esclarecer o dano hepático em receptores renais foram realizadas avaliações clínicas, laboratoriais e biópsias hepáticas. Casuística e Métodos: Pacientes transplantados renais com pelo menos cinco anos de imunossupressão foram submetidos às análises clínica e laboratorial detalhadas. Foram testados com sorologia para víruc C (ELISA 3) e pesquisa viral por PCR. Pacientes com anti-VHC(+) foram candidatos à biópsia hepática independente dos valores das transaminases. Resultados: Quarenta e cinco pacientes apresentaram anti-VHC positivo e quarenta e dois foram negativos. Dos 45 anti-VHC(+), 44 pacientes e 2/42 pacientes anti-VHC(-) apresentaram RNA-VHC(+) por PCR. Vinte e seis pacientes com anti-VHC-positivo e RNA-VHC-positivo foram submetidos à biópsia hepática. Setenta e três por cento dos pacientes apresentaram hepatite crônica, dos quais apenas um apresentava cirrose hepática. Somente 28% do grupo RNA-VHC(+) possuíam níveis elevados de ALT. Este grupo apresentou maior duração do tempo de hemodiálise e menor número de episódios de rejeição do que o grupo RNA-VHC (-) (p<0,05). Conclusões: Nesta série, a prevalência de anti-VHC positivo foi de 51.7% e de RNA-VHC por PCR foi de 53%. A maioria dos pacientes apresentou dano hepático histológico pelo VHC, mas o grau de fibrose 'e de atividade inflamatória foi leve ou muito leve na maioria, apesar de cerca de 10 anos de infecção pelo VHC e 6 anos de imunossupressão. A cirrose hepática foi encontrada em 4% dos pacientes. A realização de biópsias hepáticas seriadas e o longo seguimento dos doentes serão necessários para se esclarecer o impacto da infecção pelo VHC nos pacientes transplantados renais

Abstract: Background. The prevalence of anti-HCV positive is higher among patients in dialysis and in kidney recipients than in normal population. HCV infection is the main cause of chronic tiver disease in renal transplant patients. Liver biopsy and virological analysis were performed to clarify the liver damage in kidney recipients. Methods. Renal recipients patients with at least five years under ii.nmunosuppressionwere submitted to clinical and laboratorial detailed analyses. Patients who tested anti-HCV positive were candidates to tiver biopsy with no regard to transaminase levels. Results. Forty-five patients tested anti-HCV positive and 42 anti-HCV negative. Twenty-six anti-HCV and RNA-HCV positive patients were submitted to liver biopsy. Seventy-three percent ofthese patients presented chronic hepatitis, ftom these only one patient presented cirrhosis. Only 28% of anti-HCV positive group presented elevated ALT levels. Anti-HCV positive patients presented longer previous time on dialysis and less rejection episodes than group anti-HCV negative (p<O.O5).Ali patients anti-HCV positive, except one, tested RNA-HCV positive by PCR. Conclusions. In this series, the prevalence of anti-HCV positive is 51.7%. The most of the patients presented tiver damage in histology due HCV. But we found mild or minimal fibrosis and inflammatory activity grade, despite about 10 years of HCV infection and 6 years of immunosuppressive treatment. Only one patient presented cirrhosis (4%). Performing serialliver biopsies in a long term follow-up is needed to clarify the impact of HCV infection in renal transplant patients
Subject: Hepatite por virus
Transplante de rim
Histologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2002
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Valerio_HelenaMariaGiordano_M.pdf16.95 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.